Acesso rápido

Um bom cadastro de produto é sinônimo de menor custo

por Vinicius Mayer Segunda-feira, 23 de setembro de 2019   Tempo de leitura: 6 minutos

Em um mundo onde a decisão de compra passa cada vez mais pela experiência do usuário, alguns sellers subestimam a importância do cadastro.

Dentro do cadastro de produto temos duas divisões: front-end e back-end. Nos ateremos aqui ao front, que são informações relevantes e essenciais para o cliente deixar o dinheiro em sua loja ou levar a um concorrente. Apenas destacando: informações de back-end são aquelas que não aparecem para o usuário, mas são importantes para o seu time. Exemplo: NCM, CST, ST (basicamente a parte tributária).

Retomando ao front, ou seja, aquilo que aparece na página do produto, vamos dividir em 4 partes: título, fotos e vídeos, descrição comercial, atributos.

Título

Descrição breve e sucinta com informação, contendo: tipo de produto, marca ou modelo, medida ou cor, material com que foi feito. Pode pesquisar termos de comparação usando a ferramenta Google Trends como base para ver palavras mais buscadas. Entretanto, isso é particular de cada categoria e pode ser mudado caso haja necessidade. Apenas não esqueça de verificar se o seu feed está sendo atualizado no Google. Caso não saiba dizer, consulte seu analista de mídia ou sua agência de marketing.

Fotos e vídeos

Quando trabalhava em um grande e-commerce, o gerente de cadastro frisou a seguinte informação durante uma convenção: ”Dos quase 100 mil SKUs cadastrados no site, todos os 200 mais vendidos tinham mais de 5 fotos, e 100 havia pelo menos um vídeo’’.

Essa amostragem confirma que não é ao acaso, mas sim um padrão. O produto em questão era móveis e decoração. Talvez não se aplique ao core de sua empresa, mas se for algo como moda, decoração, móveis e alguns utensílios domésticos ou lazer, é vital para se destacar e aumentar sua conversão ao menos 4 fotos. Sendo:

  • Uma foto fundo infinito (a famosa foto de fundo branco ou preto);
  • foto ambientada ou humanizada (se for um móvel ou produto para casa, é ideal produto no ambiente. Se for produtos para você, como roupas e lazer, fotos humanizadas para dar a ideia de tamanho e proporção no corpo).
  • Uma foto com silhueta, que são aquelas com as medidas e cotas do produto em questão;
  • Por último, mais uma foto de um ângulo diferente — ou ainda a imagem de um detalhe, o brilho de um cristal caso haja, ou o acabamento do produto.

Cabe ainda uma reflexão: se você for vender dentro de marketplaces ou anunciar no Google, cuidado. Os marketplaces barram algumas fotos, pois se for um ambiente carregado e seu produto não estiver nitidamente em primeiro plano, fica difícil o cliente saber qual o produto anunciado. Já no PLA do Google, como as fotos são pequenas, muitos objetos compondo um ambiente prejudicam a decisão de clicar no anúncio. Se for o caso, substitua a foto ambientada escolhendo a imagem com fundo infinito — também verifique a questão do contraste nesse tipo de foto.

Vídeos

São interessantes quando mostram funcionamento ou um detalhamento dos produtos. Mas tome cuidado com o tempo. Em geral, vídeos com mais de 30 segundos acabam não sendo visto inteiramente. Outra questão é: promova o produto comercialmente e não tecnicamente. Ou seja, não mostre como faz para acionar uma função ou a limpeza do produto. Esse tipo de vídeo reserve para seu canal.

Descrição comercial

Como o nome já diz, insira informações que brilhem aos olhos do consumidor. Nada sobre dados técnicos. Use sempre palavras que vão ajudar na busca orgânica e no SEO. Se for um móvel, use palavras como sala de jantar, quarto, etc.; se for um vestido, palavras como festa, balada, happy-hour.

Atributos

Aqui constarão informações de uso e da aplicação do seu produto. Se seu site é novo, mas o produto vendido já é bastante difundido — e você está na dúvida do que é importante e relevante para a decisão do seu cliente —, pesquise da seguinte forma: faça um benchmarking com pelo menos 3 grandes sites ou marketplaces que vendem um produto semelhante. Em seguida, faça uma relação entre as informações que todos eles ou pelo menos dois sellers colocaram. Exemplo: se você vende lustre de cristal, a escala de iridescência (o quanto o cristal reflete a luz) é algo preponderante para o cliente avaliar a qualidade do produto. Se você vende bolsas, a quantidade de compartimentos internos ou alça ajustável ou não, por exemplo.

Um bom cadastro faz o seu produto vender de maneira mais segura. Afinal, haverá menos devolução pela decepção do cliente em relação ao produto. Além disso, diminui em 30% a necessidade de mais capital humano respondendo dúvidas simples de clientes que poderiam estar no cadastro.

Lembre-se que o cadastro depende da experiência do usuário. Caso perceba que vários leads têm dúvidas em um determinado ponto do produto, faça um vídeo ou coloque essa informação no cadastro se ela ainda não estiver — ou, em de forma, torne a informação mais clara.

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

 

Deixe seu comentário

0 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.