Transforme sua Loja Física em uma Loja Virtual

por Elvis Gomes Quinta-feira, 30 de janeiro de 2020   Tempo de leitura: 10 minutos

O e-commerce ou loja virtual vem ganhando tanto espaço no mercado brasileiro que até negócios físicos já consolidados estão optando por aderir ao modelo para manter a competitividade.

Mas, por se tratar de uma nova forma de enxergar o varejo, muitas pessoas que já empreendem no segmento começam com muitas dúvidas sobre essa transição e sobre como abrir uma loja virtual.

Esse é o seu caso? Então, este artigo é especial para você! Nele, vou responder às principais dúvidas sobre o assunto e inspirá-lo a dar esse novo passo o quanto antes. Vamos lá!

Por que ter uma loja virtual?

Um dos maiores problemas que causam a hesitação de quem empreende no varejo, hoje, é enxergar o e-commerce como uma competição ao comércio físico tradicional. Ou seja, como se um modelo fosse substituir o outro.

O que pode ser visto é o contrário: as lojas virtuais representam plataformas incríveis para complementar negócios já estabelecidos, aumentando o alcance de sua marca ao mesmo tempo em que se cultiva a proximidade de relacionamento com a base de clientes.

Modelos omnichannel estão se provando muito significativos para o aumento de lucros e de engajamento do público para o varejo. A ideia é estar presente para o cliente como opção acompanhando seus hábitos de compra, mesclando físico e virtual em uma única estratégia de vendas.

A loja virtual, hoje, é uma oportunidade de lucrar mais, mas também uma nova frente de exposição para a sua marca. A experiência do consumidor e a sua jornada de conhecimento da marca (até a conversão) são mais controladas e oferecem dados mais relevantes para o conhecimento do seu público.

Ou seja, o e-commerce fortalece o varejo físico, não o substitui. Com esse mindset, profissionais no mundo inteiro estão transformando suas empresas e criando conexões mais duradouras com seus clientes.

É possível adaptar uma loja física para virtual?

Na verdade, é até mais fácil abrir uma loja virtual quando já se tem a estrutura de um varejo físico. Você já tem uma relação com os fornecedores, uma base de clientes que podem se tornar  divulgadores do novo modelo e um gerenciamento de estoque para lidar com o volume de vendas.

Mas é sempre bom lembrar que as estratégias de sucesso no e-commerce se diferem um pouco. Experiência
de compra, agilidade de entrega e bom atendimento são muito mais importantes para a percepção da sua marca — em alguns casos, mais até do que o preço.

Portanto, essa adaptação deve focar, principalmente, a sua capacidade de automatizar e otimizar a gestão de estoque, o controle de pedidos e sua relação com a logística interna e externa. É sobreesses pontos que quero conversar nos próximos tópicos.

Como começar a estrutura da loja virtual?

Fazer a transição de um modelo de varejo físico para omnichannel é uma transformação de dentro para fora. Você deve começar pelas tecnologias e os processos que sustentarão o atendimento de pedidos e o relacionamento com o cliente, para, então, desenvolver sua página propriamente dita e investir em divulgação.

Isso significa investir em tecnologia, principalmente em sistemas de gestão integrados capazes de acompanhar, analisar e simplificar a geração de pedidos e o CRM para um atendimento eficiente.

Quando todos os processos internos estiverem bem definidos, é hora de criar a sua loja. Hoje, é possível montar um e-commerce sem muita aptidão para programação ou contratação integral de uma equipe de TI. Para isso, basta escolher uma boa plataforma e ter um template adequado.

Como escolher o melhor template

É interessante reforçar que o melhor template para a sua loja (o modelo de layout, cores, fontes e formatos) não necessariamente é o que você acha mais bonito ou agradável. Uma loja virtual de sucesso geralmente tem seu design atrelado a:

  • Uma harmonia com a identidade visual da marca, que imprima cores, formas e fontes características ao seu negócio e fique na mente dos clientes de forma distinta;
  • Uma boa hierarquia e arquitetura de informação, que tragam dados claros e completos sobre produtos à venda;
  • Um foco em imagens, demonstrando detalhes e diversos ângulos que facilitem a decisão de compra do cliente;
  • Uma performance otimizada, que permita ao usuário navegar por categorias e produtos com rapidez e sem instabilidades frustrantes;
  • Uma responsividade, para se adaptar a diversos formatos de tela e aproveitar o uso crescente de dispositivos móveis para compras online;
  • Uma transparência e uma segurança no preenchimento de formulários, que deixem clientes à vontade para colocarem seus dados e realizarem compras.

Se o template da sua loja contemplar todos esses pontos, com uma estrutura interna de estoque, atendimento e pedidos de qualidade, a própria experiência com o estabelecimento se torna uma razão para divulgá-lo.

Como divulgar sua loja virtual?

Porém, não podemos esperar que apenas o tráfego orgânico faça seu e-commerce crescer. Para aproveitar ao máximo o potencial da sua loja virtual, é preciso ir além.

O foco do marketing digital, atualmente, está em oferecer proximidade e conteúdo para seus clientes. Usar blogs e redes sociais é um jeito barato e eficiente de criar conexões emocionais e aumentar o engajamento com a sua marca.

Outro ponto importante é apostar em serviços e condições especiais para incentivar a fidelização. Promoções, programas de vantagens e e-mail marketing são formas interessantes de não só converter, mas também aumentar o tempo de interação entre consumidores e a sua marca.

Para quem já tem uma loja física, a opção de retirada na loja é uma vantagem e tanto. Quem trabalha a divulgação também omnichannel tem mais canais para se conectar com o público, conhecê-lo e definir abordagens diferentes para perfis diferentes.

Como abrir uma loja virtual escolhendo a plataforma ideal?

A finalidade deste artigo é ser um guia de ideias iniciais para que você comece a pensar em como montar um e-commerce de sucesso em paralelo à sua loja física.

A melhor parte dessa estratégia é que, hoje, existem plataformas que auxiliam em quase todos esses aspectos, tornando o processo simples, fácil e com retorno imediato. Quer entrar de vez nesse modelo? Então, faça questão de procurar um serviço especializado que ofereça:

  • Painel administrativo automatizado, que gerencie de forma simples e intuitiva todos os aspectos de gestão de um e-commerce;
  • Funcionalidades e ferramentas para gestão total do negócio;
  • Sistema multilojas, para que você trabalhe variações de marca e estratégias no mesmo sistema;
  • Personalização para o template da loja, com diversas opções de recursos, identidade visual e layout com simplicidade de customização;
  • Apoio a vendas por varejo e atacado;
  • Ferramentas simplificadas de checkout para seus clientes;
  • Suporte ativo e especializado que o ajude a gerenciar e monitorar o sucesso do e-commerce.

Se você tiver uma estrutura que ofereça todas essas características, com um bom planejamento interno e uma
estratégia omnichannel, seu negócio físico terá tudo para explodir também no meio online.

Ou seja, se você quer saber como abrir uma loja virtual, não precisa de muito: apenas da plataforma certa, de boas ideias e de vontade de se aproximar do seu público!

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

 

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.