Acesso rápido

Como melhorar o tráfego orgânico do seu e-commerce

por Fabiano Luiz Quarta-feira, 21 de novembro de 2018   Tempo de leitura: 5 minutos

Criar uma loja virtual é apenas o primeiro passo para o empreendedor que deseja investir no mercado de e-commerce. Um ponto absolutamente importante o seu negócio obter sucesso é: ele precisa ser visto, lembrado e principalmente ACESSADO.

O tráfego dentro da sua loja virtual atua diretamente em seu lucro. E, por isso, é preciso saber monitorar todas essas visitas para não investir seus recursos no lugar errado.

Existem diversos tipos de tráfego: pago, social, de referência, direto e, finalmente, o tráfego orgânico. Abordaremos melhor este último, a fim de mostrar as melhores formas de trabalhá-lo. E, claro, potencializar os acessos e as vendas do seu e-commerce.

O que é tráfego?

Tráfego é o nome que damos ao acesso utilizado pelo usuário para encontrar sua loja virtual. Como citamos lá em cima, existem alguns tipos de tráfego:

  • Pago – onde os consumidores acessam seu e-commerce via anúncios patrocinados;
  • Social – acesso feito por meio de links compartilhados em redes sociais;
  • De referência – cliente localizam sua loja virtual por indicação de outro site;
  • Direto – aqui, o consumidor digita o endereço da sua loja virtual diretamente na barra de endereço;
  • Orgânico – é o acesso mediante pesquisas em sites de busca, como o Bing, Google e Yahoo. Por ser gratuito, você deve considerar trabalhar as estratégias necessárias obter um ótimo funcionamento.

Trabalho a longo prazo

Atrair clientes para uma loja uma virtual é um desafio a ser enfrentado diariamente. Os resultados podem ser avistados a longo prazo, por isso é importante que seus lucros não dependam absolutamente dele.

As estratégias de SEO são as responsáveis pela geração de tráfego orgânico em seu e-commerce. Por conta disso, existem algumas técnicas que precisam ser aplicadas:

Crie conteúdos relevantes

Disponibilizar conteúdos de qualidade é o melhor caminho para aumentar o trafego orgânico na sua plataforma. Crie um blog e trabalhe as palavras-chave que mais combinarem com o seu negócio.

Atue em conjunto com suas redes sociais. Escreva sobre o universo que o seu e-commerce está inserido. Crie vídeos, dicas, passo a passo… Quanto maior for o fluxo de informações (coerentes) que você oferecer, maior será a interação com as pessoas.

Induza sutilmente seus clientes, convidando-os a participar das suas publicações. Isso aumentará as chances de comentarem e compartilharem seus links.

Essas atitudes mostram ao Google que o seu conteúdo tem relevância no mercado e seria muito bom que mais pessoas tivessem acesso a ele.

Otimize sua plataforma

Aperfeiçoar sua plataforma e suas páginas é de extrema importância. Uma boa otimização de onpage inclui utilizar títulos eficientes, trabalhar a meta descrição das suas publicações (aquelas que aparecem nos sites de busca). Procure utilizar as palavras que escolher dentro deles.

Utilize os links externos com cuidado e faça com que as URLs das suas publicações sejam limpas.

Mantenha sua plataforma sempre atualizada. Verifique o desempenho de navegação com frequência e se os links não estão quebrados.

Remova todos os obstáculos que possam inferir no acesso do consumidor às informações ou aos produtos que procura. Preocupe-se em manter uma ordem lógica e sucinta de organização dos produtos e de solicitação de informações de cadastro. Não peça informações desnecessárias!

Essas pequenas estratégias ajudam no momento em que os motores de buscas realizam o rankeamento da sua página nos sites de busca.

Gere links externos

Associar seu conteúdo a links bem relacionados nos sites de busca é uma ótima estratégia para aumentar a reputação da sua loja virtual.

Esta tática te ajuda também a aumentar o que chamamos lá no início do texto de “tráfego de referência”. Estude os melhores sites que falem sobre assuntos interessantes ao seu público. Ofereça conteúdo: artigos, pesquisas, posts… Isso é o que chamamos de backlinks, onde você cria o artigo e insere nele links diretos para a suas páginas e plataformas.

Quanto melhor reconhecido for o site parceiro, mais credibilidade ele agregará ao seu e-commerce.

Tenha um e-commerce responsivo

O termo e-commerce responsivo parece muito complicado na teoria, mas é bem simples na prática. Ter uma loja virtual responsiva é ter uma plataforma preparada para receber acessos e oferecer todas as funcionalidades necessárias quando as visitas forem realizadas também por smartphones e tablets.

Se você não sabe se sua loja virtual é compatível com os dispositivos, o Google oferece um teste para te ajudar a descobrir. Procure por “Teste de Compatibilidade Google”.

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

 

Deixe seu comentário

0 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.