Acesso rápido

Teste A/B versus teste multivariados

por Andre Metzen Quinta-feira, 19 de março de 2015

A realização de Teste A/B e multivariados tem sido um assunto bastante recorrente entre os especialistas da área de marketing e do mercado de e-commerce, sendo, inclusive, tema de diversas palestras e eventos desses segmentos. Esse tipo de estudo comparativo, que tem como finalidade aprimorar a experiência do usuário ao acessar determinado site, se torna ainda mais importante se considerarmos que, atualmente, a população brasileira estabelece cada vez mais suas relações pessoais e de consumo por meio da web.

Os dois tipos de testes que se destacam para essa finalidade, como vimos, são os multivariados e os testes A/B. Mas, qual é a diferença entre eles? Quando devemos usar um ou outro modelo?

Neste artigo, pretendemos explorar essas duas modalidades para que você possa fazer a melhor escolha. Lembre-se de que, para cada modelo, resultados diferentes serão expostos e que, por isso, o caminho para a otimização já começa aqui. Confira a seguir!

Testes A/B: atenção aos mínimos detalhes

Esse tipo de teste tem esse nome por um motivo muito específico. Basicamente, seu objetivo é avaliar a efetividade de uma variável A e outra variável B em um determinado site. Essas variáveis podem ser qualquer elemento que influencie a conversão e a interação do usuário com o site, como os botões de call to action (CTA), as imagens ou vídeos disponíveis, as descrições, títulos, dentre outros.

A partir daí, serão realizadas pequenas mudanças (uma a uma), que são em seguida apuradas para saber como elas foram recebidas pelo usuário. Claro, diferentes versões do site podem ser avaliadas simultaneamente, no entanto, apenas um elemento pode ser alterado.

Quer um exemplo? Você pode avaliar qual cor do botão de compra é a mais efetiva (vermelha, azul ou verde): ao disponibilizar o mesmo site — mas com botões diferentes — para os seus usuários, você poderá ver qual botão gerou mais clique.

Importante: os testes A/B devem ser realizados em um período considerável de tempo para a mensuração mais efetiva (meses, por exemplo), e devem ser aplicados em períodos similares (não adianta testar uma variável no dia dos namorados e outra em um dia normal, por exemplo, pois criará distorções).

Testes multivariados: quando mais rápido é sinônimo de melhor

Considerando um ambiente competitivo, a realização de Testes A/B nem sempre é a melhor escolha, afinal, frequentemente são necessários resultados rápidos para que a empresa se mantenha acesa no mercado, certo?

Nesses casos, a alternativa pode ser a utilização de testes multivariados. Diferentemente do seu “irmão”, nesse tipo de teste iremos avaliar os impactos de mais de uma variável no mesmo site.

Desta forma, em vez de apenas mudarmos a cor do CTA, conforme vimos no exemplo anterior, estaríamos alterando também a imagem do produto, a descrição, dentre outros fatores. E, claro, ao fazer muitas alterações, perde-se um pouco da precisão do teste, por isso, esse tipo de alternativa é mais válida em um ambiente altamente competitivo, em que as decisões devem ser tomadas da maneira mais rápida possível.

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

 

Deixe seu comentário

0 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

O projeto E-Commerce Brasil é mantido pelas empresas:

Oferecimento:
Hospedado por: Dialhost Transmissão de Webinars: Recrutamento & Seleção: Dialhost Métricas & Analytics: MetricasBoss

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.