O que um Sistema de Gerenciamento de Pedidos não faz por você

por Marcelo Terrazzan Segunda-feira, 31 de maio de 2021   Tempo de leitura: 11 minutos

No e-commerce, muitos gestores identificam problemas referentes a erros durante o fluxo de pedidos, como:

  • Não saber com precisão os produtos em estoque;
  • Despachar de forma incorreta;
  • Entregas com transtornos.

São questões que impactam na satisfação do cliente e podem gerar problemas maiores. O gerenciamento de pedidos não faz você repercutir falhas, é um avanço e tanto no mercado cada vez mais competitivo.

Para que serve um Sistema de Gerenciamento de Pedidos?

Dessa forma, o Sistema de Gerenciamento de Pedidos para e-commerce é estratégico e auxilia na melhoria dos processos com intuito de aumentar a lucratividade de seu negócio. Sendo assim, é necessário conhecê-lo mais a fundo e saber quais são as suas etapas para entender como pode ser útil para esse modelo de negócios.

Para deixar claro, o Sistema de Gerenciamento de Pedidos é uma ferramenta ou software presente em ERPs (Enterprise Resource Planning) com o objetivo de gerenciar os processos referentes aos pedidos de vendas. Isso é possível por meio de um atendimento em diferentes canais.

Essa plataforma é perfeita para e-commerce, por possibilitar o planejamento, gerenciamento e controle dinâmico dos fluxos dos pedidos, resolvendo os problemas de forma rápida. Assim, negócios online de grande porte conseguem descobrir os produtos indisponíveis em estoque ou tirar dúvidas dos clientes de forma ágil.

Como funciona o Sistema de Gerenciamento de Pedidos

O gerenciamento de pedidos permite a captação e processamento em diversos canais ao mesmo tempo. Fora isso, fornece uma visão 360º para todos eles sobre o funcionamento de entrada e saída no estoque, além dos que já foram comprados.

Além disso, é capaz de automatizar os processos, desde a encomenda até a entrega para o cliente e as devoluções. Se você não consegue lidar com a logística reserva, essa é uma boa opção, já que automatiza essa parte, levando o produto devolvido para o local correto.

Por que investir em tecnologia no e-commerce?

De fato, as empresas, independente do tamanho, precisam dar conta dos pedidos que chegam em diversos canais e, com a tecnologia, são otimizados os resultados do e-commerce. Isso ocorre porque cada tipo de comércio possui suas particularidades e, com o OMS, é possível ter flexibilidade para acompanhar todas as suas movimentações, além de facilitar as atividades que levam os produtos até os clientes.

Até aqui podemos perceber a eficiência do fluxo de pedidos ao adotar o OMS, e como ele é capaz de melhorar processos empresariais, tornando-os mais consistentes. Com todos os seus benefícios e funcionalidades, fica claro a sua importância e os resultados que podem trazer para o e-commerce e os clientes. Agora, você só precisa aplicar no seu e-commerce para conseguir obter êxito nas suas operações.

Como aplicar o Sistema de Gerenciamento de pedidos

Gerenciar pedidos no e-commerce, muitas vezes, pode sair caro para a empresa. Isso acontece porque o empreendedor não entende que não pode falhar nessa área, incluindo os valores relacionados a ela nos custos totais do negócio.

Necessariamente, a logística de e-commerce deve estar integrada ao processo de tomada de decisões. Com o avanço dos recursos digitais, a logística tornou-se dependente deles para ser dinâmica e eficaz. Conheça as vantagens da logística integrada, ou logística terceirizada, na gestão de pedidos em e-commerce:

Segmentação dos SKU’s

Os SKU’s (referências/código dos produtos), geralmente podem causar uma grande confusão no e-commerce. Um dos modos de reduzir os custos é segmentar os SKU’s por marca durante a armazenagem. Dessa forma, além de facilitar a procura do produto durante a montagem do pedido, você também terá um controle maior do seu estoque e diminuirá a probabilidade de ter falta de estoque.

Definição dos KPI’s

A definição dos KPI’s (Key Performance Indicator, ou Indicadores-Chave de Desempenho) é essencial para uma boa gestão de e-commerce. Nesse sentido, estabeleça métricas para mensurar a performance diária, como por exemplo o número de pedidos e a quantidade enviada. Este feito irá permitir o controle integral da produção geral e individual.

Sabe-se que existem também outros tipos de KPI’s que não estão necessariamente relacionados à performance dos profissionais. Exemplos podem ser: quantidade de insucessos (ou seja, retorno de pedidos enviados após esgotamento das tentativas de entrega) e métricas de logística reversa.

Tecnologia

Outro ponto bastante conhecido é que a tecnologia é importante em um e-commerce, porém nem sempre ela é usada de uma forma que gere potencialidades. Utilizar ferramentas de apoio à gestão, pode ser essencial para garantir uma operação logística otimizada. Saiba que softwares como ERPs, WMS, TMS, entre outros, são essenciais para organização da operação quando existe uma quantidade considerável de pedidos.

Terceirização logística

Caso a logística tenha atendido às suas expectativas, é possível que ele vá comprar novamente e é nesse momento que a terceirização da logística do seu e-commerce pode entrar como uma ótima opção. Os empresários, neste cenário, poderão focar no melhor gerenciamento do e-commerce, não precisando ficar centralmente responsáveis pelo armazenamento do produto, embalagem e entrega, funções que ficarão à cargo de empresa qualificada e especialista no ramo. A terceirização de mão de obra é uma realidade. Essa alternativa tem diminuído os custos internos de muitas empresas e pode te ajudar também.

Experiência excepcional do consumidor

Os novos consumidores prezam por exclusividade. Para finalizar seu processo de integração logística, não podemos esquecer da entrega do produto ao cliente. A experiência de compra precisa ser impecável em todas as etapas, desde a escolha do produto, checkout e recebimento do produto. Desse modo, você garante a fidelização dos clientes.

Independentemente da operação, seja ela terceirizada ou interna. São estratégias que irão te ajudar a reduzir custos e otimizar a gestão do e-commerce.

ERP para Gerenciamento de Pedidos sem falhas

O termo inglês Enterprise Resource Planning (ou ERP) significa, em português, planejamento de recursos empresariais e pode ser uma solução integrada com e-commerce excelente.

A definição faz referência a que o software pretende atender: integrar todas as áreas da empresa, controlar todas as informações e dar mais poder de gestão e decisão para seus proprietários, diretores e gerentes.

Quando falamos sobre sistema de gestão, as pessoas pensam em utilizá-lo para potencializar somente a gestão financeira da empresa. Porém, essa é apenas uma das áreas que podem ser beneficiadas pelo uso de um ERP. Outros setores podem ser otimizados, como compras, vendas, estoque, produção, qualidade e até o departamento de comunicação podem ser otimizados. Abaixo vamos destacar os principais motivos para você otimizar o ERP.

O ERP possibilita organizar todas as informações referentes aos clientes para auxiliar o gestor na tomada de decisões estratégicas, sobretudo em marketing. Assim, também é possível filtrar os seus contatos com base nos critérios que são valiosos para o seu negócio possibilitando a criação de campanhas segmentadas e com uma abordagem personalizada. Outra vantagem está em estreitar o relacionamento com essa base. Os clientes gostam de ser lembrados, e dessa forma podem ter uma excelente experiência com seu negócio.

O uso de um ERP garante o acompanhamento do e-commerce com mais facilidade

  • Acompanhar propostas e orçamentos que não foram respondidos;
  • Avaliar o histórico de cada Lead e compartilhar esses dados com a equipe comercial para se fazer contatos, certamente é uma ação perfeita para geração de novas vendas;
  • Controle de ações de vendas e estoque, que pode auxiliar na avaliação de possibilidades novas para o seu negócio;
  • É possível criar ações de divulgação para produtos estocados em excesso;
  • Garantir que uma venda ilegal não ocorra, já que vender um produto que não consta no armazenamento configura publicidade enganosa.
  • Gostou desse artigo? Não esqueça de avaliá-lo!
    Quer fazer parte do time de articulistas do portal, tem alguma sugestão ou crítica?
    Envie um e-mail para redacao@ecommercebrasil.com.br

    Você recomendaria esse artigo para um amigo?

    Nunca

     

    Com certeza

    Deixe seu comentário

    0 comentários

    Comentários

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Comentando como Anônimo

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

    CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER