SEO e Links Patrocinados: SERP do Google, entenda o que mudou

por Rodrigo Ramos Sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

Uma atualização recente no algoritmo do Google provocou algumas mudanças na forma como são exibidos os resultados nas páginas das buscas. A partir de agora, o topo da lista passa a exibir quatro anúncios (links patrocinados) para determinados termos de busca e não três como era feito anteriormente. Quem usa estratégias de SEO e links patrocinados deve ficar atento às alterações.

Veja no exemplo abaixo um exemplo de como está atualmente a página de resultados da busca.

google-serp-seo-master

Essa mudança implicará nos resultados de busca que exibam como resultado itens para compra, o que será muito valioso para os e-commerces, caso se saibam como se aproveitar disso. Já em casos nos quais o termo de busca tenha como objetivo encontrar um endereço, por exemplo, a quantidade de anúncios exibidos deve continuar sendo três.

As mudanças não param por ai, os anúncios que ficavam ao lado direito deixarão de ser exibidos e ficará somente os resultados do Google Shopping, quando o termo pesquisado acionar esse tipo de anúncios, caso contrário ficará em branco sem exibir.

Mudanças em SEO
Com essa mudança, alguns resultados orgânicos não serão exibidos logo de início e exigirão a utilização da barra de rolagem, o que deve influenciar no volume de visitas. Esses resultados se tornarão mais disputados, exigindo uma expertise maior dos responsáveis pelo site.

Mudanças em Links Patrocinados
Assim como os resultados orgânicos, os anúncios deverão sofrer mudanças.  A mais significativa delas provavelmente será o aumento do valor de cliques, já que os anúncios da lista de resultados sempre foram mais caros do que os anúncios laterais.

Com esse aumento para se obter um resultado mais relevante será necessário um investimento maior, tornando essa ação inviável para certas operações que não dispõem de tanta verba.

Chegamos ao momento em que realizar um planejamento detalhado deixou de ser uma opção e passou a ser uma necessidade. Deve-se pensar nas estratégias para cada ação de forma mais ampla, entendendo que um conteúdo de qualidade e com a aplicação correta dos termos de palavras-chave será o principal diferencial competitivo.

Conteúdo original: SEO Master

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

Deixe seu comentário

4 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

    1. Boa noite Cassio.

      Acho que não entendi a pergunta.

      O processo de lances até o momento permanece o mesmo, mas os valores deverão aumentar, pois os resultados de lista sempre foram mais caros do que os laterais.

      Responder
  1. Atualização do Google é planejada e proposital, exclusivamente para dificultar as estratégias de SEO das grandes agências de marketing digital que estão fazendo dos resultados orgânicos a galinha dos ovos de ouro!!! Sundar Pichai que não tem nada de bobo, ao assumir o cargo de CEO da Google em 10 de agosto de 2015, percebeu logo de cara que os LINKS patrocinados (AdWords) tiveram queda significativa para afetar diretamente os investidores da Gigante, e que também, a saída de Larry Page foi estratégica, em outras palavras, por causa dos rumores de que o YouTube não estava gerando o lucro absurdo como muitos analistas financeiros imaginavam!

    Pichai ao se tornar Presidente Executivo da Google solicita que o Engenheiro SEO, Matt Cutts, faça novas mudanças no algoritmo, e desta vez comece a dificultar as coisas para buscas orgânicas, esta atualização ficaria conhecida como “Tapa Buraco”.

    Responder
CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER