SEO: como otimizar o carregamento das páginas do seu e-commerce

por Diego Andrade Terça-feira, 20 de abril de 2021   Tempo de leitura: 6 minutos

A melhor solução para quem quer aprender como otimizar o carregamento das páginas no seu e-commerce é contratar uma agência de SEO com foco em desenvolvimento para um trabalho completo e focado nos objetivos básicos da loja digital. No entanto, é claro que um serviço desses não é barato. Pelo contrário: é um procedimento que exige um investimento considerável. Mas e se a grana estiver curta? Dá para conseguir bons resultados? Claro que sim!

Hoje em dia, o Google usa mais de 200 fatores para direcionar as mais de 100 bilhões de buscas que ele recebe por mês. São algoritmos muito complexos que trabalham para achar os conteúdos perfeitos para cada pesquisa. O carregamento da página de um e-commerce é um dos fatores compostos por várias métricas que ajudam a loja a se posicionar melhor ou pior no buscador. Em um período de grande aumento de faturamento no segmento, não dá para ficar para trás nas buscas no Google e, para isso, é essencial saber como otimizar o carregamento das páginas no seu e-commerce.

E aí, quer aprender como melhorar esse aspecto da sua loja? Então siga a leitura abaixo!

5 dicas de como otimizar o carregamento das páginas do seu e-commerce

1 – Otimize as imagens

Todo e-commerce precisa ter imagens dos produtos. Afinal de contas, ninguém vai comprar nada se não puder ver as fotos que mostrem como o produto funciona. Idealmente, é importante ter imagens para todos os lados ou fases do produto.

Por exemplo, imagine um jogo de tabuleiro. É importante ter foto da caixa, mas também imagens de tudo aberto e muito mais. Assim, dá para mostrar ao comprador o que ele pode esperar do produto quando comprá-lo.

No entanto, um erro grave cometido por muitas lojas digitais é o de upar as imagens no seu tamanho completo. Isso faz com que cada produto tenha 5 ou 6 imagens de 10 megabytes cada, totalizando quase 60 megabytes para carregar apenas as fotos do anúncio.

Essa prática é muito negativa porque faz com que a página fique muito pesada. A consequência é que a otimização do site ficará prejudicada já que o tempo de carregamento da página é um dos fatores considerados pelo Google para decidir os resultados das pesquisas.

A solução é salvar as imagens em formatos otimizados para a Web. O Photoshop e outros aplicativos têm a função de salvar as fotos em um formato específico para a Internet, que deixa o material com um tamanho muito pequeno, mas uma boa qualidade.

2 – Simplifique o seu código

Outro fator que atrapalha o carregamento de uma página é a confusão do seu código. Às vezes a página foi feita “na gambiarra”, chama funções que não precisa ou segue um caminho mais complexo do que o necessário. Seja como for, esses problemas aumentam o tempo de carregamento da página e atrapalham o SEO do e-commerce.

A solução é fazer uma revisão geral no código, de modo a garantir que ele rodará da forma mais otimizada possível. É possível perder alguns bons segundos de carregamento apenas com uma revisão bem feita dessas.

3 – Não encha a página com janelas e plugins

É verdade que um e-commerce precisa de plugins e funções especiais para garantir a segurança dos dados do consumidor (especialmente com as exigências da LGPD), além de fornecer um caminho de pagamento seguro.

No entanto, é importante que a página não tenha mais plugins e nem abra mais janelas do que o necessário para poder fechar a compra com segurança. Afinal de contas, quanto mais plugins forem carregados, mais tempo levará para que o site apareça ao cliente. Cada 1 segundo perdido pode diminuir sua taxa de conversão de maneira considerável. Portanto, tenha cuidado com isso!

4 – Configure seu servidor corretamente

Para que seu site esteja na Internet e comece a fechar vendas, é necessário ter um servidor que o hospede. Esse servidor precisa ser bom o suficiente para lidar com as demandas dos seus clientes e manter o site sempre no ar de forma ágil.

No entanto, caso o servidor não esteja adequadamente configurado, o site pode ter problemas. Às vezes, o carregamento pode ser bem mais lento, às vezes podem surgir bugs. Em ambos os casos, o SEO da página é prejudicado e isso se traduz em vendas perdidas.

5 – Reduza as informações não essenciais

Por fim, caso tudo esteja otimizado no seu site e o resultado ainda não seja o melhor possível, então talvez seja a hora de cortar informações não essenciais do seu e-commerce. Lembre-se de que cada item extra que o site precisa carregar custa alguns milissegundos extras que prejudicam seu posicionamento online.

É claro que informações em texto não consomem tanto assim, mas outros tipos de dados podem pesar consideravelmente e atrapalhar o carregamento da página.

Pronto! Com essas dicas, ficará mais fácil saber como otimizar o carregamento das páginas no seu e-commerce. Basta colocar as dicas em prática para notar os primeiros resultados positivos surgindo. No entanto, lembre-se de que é essencial ter um pensamento orientado a dados e a resolução de problemas para poder gerenciar melhor um e-commerce no Brasil atualmente.

Gostou do conteúdo? Então deixe sua opinião em um comentário abaixo!

Gostou desse artigo? Não esqueça de avaliá-lo!
Quer fazer parte do time de articulistas do portal, tem alguma sugestão ou crítica?
Envie um e-mail para redacao@ecommercebrasil.com.br

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER