Seis tendências tecnológicas para aumentar as taxas de conversão no seu e-commerce

por Janessa Lantz Terça-feira, 04 de fevereiro de 2014

O mercado de e-commerce está explodindo e, enquanto cresce, aumenta também o número de empresas de software que oferecem novas formas de capturar a atenção do consumidor. Já que estamos no início do ano, ainda com todo esse ar de preparação para o “ano novo”, veja algumas coisas muito legais que têm sido criadas para aumentar as taxas de conversão das lojas online.

A experiência da entrega

Já se foram os tempos em que qualquer um consideraria esperar em casa para receber um pacote. Estamos comprando online cada vez mais e com isso vem a necessidade de fazer com que a entrega dessas compras seja mais eficiente. Os lockers da Amazon abriram um caminho, oferecendo aos consumidores alternativas para a entrega em casa, e outros e-varejistas estão no mesmo caminho. O BufferBox, do Google, já está em testes em São Francisco/Califórnia, e a ShopRunner está criando uma rede, em um esforço para que os varejistas consigam acompanhar os dois gigantes online.

Tornando-se social

Um dos maiores desafios do e-commerce é a prova social. Você entra na loja e vê um milhão de pequenas dicas sobre quem compra e o que compram, se aquele produto é ou não ideal para você. Mas nas lojas online esse elemento tão humano é ausente. De maneira crescente, as redes sociais estão sendo usadas para tornar isso real. Ferramentas como BevyUp e Curalate ajudam as empresas de e-commerce a inserir atividades sociais em seus sites e a construir uma prova social onde isso realmente importa – no momento da compra.

Um playground melhor

Os varejistas estão não só melhores em levar elementos sociais para o momento da compra, como também trabalhando em transformar o processo em algo com que os consumidores já estão acostumados a interagir. Ferramentas como Atosho e ShopLocket removem os atritos entre conteúdo e produtos, descentralizando o momento da compra de forma que os consumidores comprem sem serem interrompidos em sua “caminhada”.

O novo e-mail marketing

E-mail ainda é um grande gerador de ROI para os e-commerces, mas a competição é pesada. Por exemplo, 93% dos e-varejistas americanos enviaram e-mails durante a Cyber Monday. Como se sobressair em uma caixa de entrada tão lotada? Empresas como MovableInk e ScaleCycle personificam a próxima geração de e-mail marketing. MovableInk permite a criação de e-mails dinâmicos, com conteúdos “vivos” embutidos. O uso de relógios com contagem regressiva, mapas dinâmicos baseados em localização e conteúdo que muda com o tempo são algumas formas inteligentes de usar essa tecnologia e ajudar a prender a atenção do consumidor. SaleCycle foca em ajudar o lojista a aproveitar melhor os carrinhos abandonados com e-mails personalizados automatizados para um follow-up.

Personalização

Com um mercado cada dia mais competitivo, é preciso criar ofertas mais relevantes e pessoais. Ferramentas como Monetate e Maxymiser prometem ser o “Santo Graal” do marketing – a mensagem certa, para a pessoa certa, no momento certo. Elas oferecem habilidades como retargeting, mudança dinâmica de ofertas no site e segmentação poderosa.

Pensar globalmente

O e-commerce na China está explodindo (veja o enorme crescimento do Alibaba), e as vendas globais devem aumentar para US$ 1.2 trilhões. Esse crescimento massivo cria grandes oportunidades para lojas online que desejam ampliar suas fronteiras. Empresas como BlueSnap e Payvision oferecem tecnologia para processamento de pagamentos construída para o mercado global. Shopify também já está dando seus passos para permitir pagamentos globais, em uma recente movimentação para aceitar bitcoins.

Resumo

2014 tem tudo para ser um ano excelente para o mercado de e-commerce. Explore e tente algumas das novas tecnologias já disponíveis, e lembre-se do lema de Sempre Testar.

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

Deixe seu comentário

1 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  1. Está cada vez mais difícil sobreviver no ecommerce. Há 4 anos nesta área, a competitividade só aumenta, antes eu era líder no meu nicho, hoje já existem milhares..francamente. Me acomodei na liderança, e perdi minhas posições no google pra eles, isso me afetou profundamente, mas me fez estudar mais, buscar conhecimento, e estou revertendo a situação ruim, graças a Deus.
    Uma dica pra quem tá no ramo, e bem posicionado e com autoridade no google é, não se acomodem.

    Responder