Acesso rápido

Saiba como funciona a retentativa de pagamento em seu negócio virtual

por Simone Chaves Sexta-feira, 04 de maio de 2018   Tempo de leitura: 3 minutos

O crescimento do e-commerce no Brasil e no mundo é inegável. Todo esse sucesso foi possível, em parte, graças às mudanças no comportamento dos consumidores, cada vez mais propensos a comprar on-line usando cartões de crédito. Nesse contexto, cabe aos gestores de lojas virtuais cuidarem para que as transações financeiras aconteçam de forma acertada, evitando que compras normais não sejam negadas pelas adquirente ou bancos. Uma boa opção para isso é utilizar a retentativa de pagamento.

Quando um pedido é aprovado com êxito e segurança, todos saem ganhando: o usuário fica satisfeito com sua aquisição e a loja conquista mais um cliente. No entanto, muitas coisas podem acontecer (erros, bugs), impedindo que uma transação seja aceita.

O pagamento é um dos processos mais importantes de uma loja virtual, portanto, nada pode sair errado. Entenda o que é e com funciona a retentativa de pagamento e garanta o sucesso das vendas do seu negócio!

O que é retentativa de pagamento?

A retentativa de pagamento é um meio de recuperar as cobranças que não foram autorizadas, ajudando a aumentar a taxa de conversão. Normalmente, é possível escolher a ordem de prioridade da retentativa e se ela vai passar na mesma adquirente ou em adquirentes diferentes (multiadquirente). Além disso, esse processo é completamente invisível para o consumidor.

Dessa maneira, quando o gateway de pagamento for notificado com um erro no processamento de um pedido, pode realizar outra tentativa automaticamente, com o objetivo de aprovar a transação.

Nesse sentido, o conceito de retentativa de pagamento está relacionado à necessidade da loja virtual ter uma plataforma para gestão de transações financeiras integrada com várias adquirentes diferentes.

Toda loja virtual precisa oferecer meios de pagamento para seus usuários, então, para isso, necessitam de uma solução integrada que viabilize a comunicação entre o e-commerce, o sistema antifraude, os bancos e as redes de adquirência.

Como funciona o gateway quando há falha no pagamento?

São muitos os motivos que podem gerar erros na aprovação de uma compra, como falha na conexão com a internet ou o número do cartão inserido equivocadamente nos formulários da página. Todavia, esses deslizes comuns podem comprometer o volume de vendas do e-commerce se não forem gerenciados com cuidado.

Logo, diante de uma recusa na primeira vez, o gateway funciona da seguinte forma: ele envia a ordem de cobrança para uma segunda adquirente com a qual está integrada imediatamente.

Todas essas etapas ocorrem nos “bastidores”, isto é, no seu sistema, e são feitas de forma automática. Isso quer dizer que o comprador não precisa repetir o procedimento ou executar alguma ação. Na verdade, o cliente nem sequer percebe que esse fluxo aconteceu.

Quais são as vantagens desse sistema?

Boas empresas de gateways oferecem a configuração de retentativa de pagamento, função que pode fazer diferença no resultado do faturamento da loja. Confira 3 benefícios desse sistema e boas práticas para as transações e saiba por que você deve adotá-lo em seu e-commerce:

1. Opte pelas melhores taxas

Ter integração com multiadquirentes e promover a retentativa são excelentes iniciativas para obter as melhores tarifas e, assim, reduzir os custos com processamentos de cartão de crédito.

Como é possível concluir o processo por meio de mais de uma adquirente, o gestor pode determinar qual delas deverá ser utilizada de acordo com a bandeira do cartão ou o número de parcelas escolhidas pelo cliente, por exemplo. Desse jeito, pode-se acertar o sistema de pagamento de modo a assegurar as melhores taxas conforme cada situação.

Esse detalhe confere mais liberdade para que o lojista negocie tarifas mais proveitosas e tenha mais flexibilidade para escolher soluções para transações financeiras, o que contribui para o aumento das conversões, além da otimização de gastos.

2. Utilize o Checkout Transparente

O Checkout Transparente é um recurso em que o cliente continua no site da loja até finalizar sua compra. Quando e-commerces optam pela modalidade de intermediadores de pagamento em vez de gateways, no momento de fechar um pedido, o usuário é redirecionado para a página da empresa contratada.

Nela, ele precisa realizar um cadastro, inserir seus dados bancários e concluir todo o processo. Muitos consumidores ficam inseguros e desistem da compra justamente nessa etapa.

Nesse contexto, contar com um Checkout Transparente é uma boa saída para evitar o abandono de carrinho e aprimorar as taxas de conversão, pois ele permite que o cliente complete sua transação no mesmo ambiente da loja virtual.

Como o sistema também realiza a retentativa de pagamento automática sem que o consumidor precise solicitar, ele promove uma maneira inteligente e eficiente de proporcionar mais conforto e segurança para o público, bem como de reforçar a confiabilidade do e-commerce.

3. Aumente suas conversões

Como vimos acima, o Checkout Transparente é bastante eficaz na hora de melhorar as vendas. Aliado à retentativa de pagamento, o cenário fica ainda mais positivo para o lojista, que evita perder clientes por conta de erros triviais.

Diversas vezes, a primeira tentativa de compra é recusada por conta de falhas comuns e pequenas, prejudicando a conversão. Ter um meio de pagamento que se comunique com mais de uma adquirente é muito conveniente para dar nova chance ao usuário e render mais conversões e faturamento para o e-commerce.

Ademais, é bom verificar se sua plataforma de pagamento disponibiliza tanto a retentativa on-line como a off-line, que assegura uma nova investida em um maior intervalo de tempo — programado pelo lojista — para recuperar as cobranças automaticamente.

Por que a escolha da plataforma ideal é tão relevante?

Por fim, vale a pena ressaltar o quanto a contratação de uma boa plataforma para gestão de pagamentos é essencial para o sucesso do e-commerce. O checkout é uma etapa crítica em uma loja virtual: o cliente necessita inserir seus dados confidenciais e, por isso, precisa sentir confiança para não desistir de fechar negócio.

O ideal é que o lojista se esforce para melhorar essa página e os processos de compra para assegurar a melhor experiência para seu usuário. Logo, é crucial pesquisar no mercado para escolher uma empresa que dê conta do volume de pedidos e dados, e que reúna diferentes opções de pagamento em um só lugar. Além disso, é importante checar os certificados de segurança.

A escolha da plataforma é um passo importante, já que essa parceria é determinante para organização dos fluxos financeiros e êxito nas conversões de uma loja virtual.

Agora que você sabe o que é retentativa de pagamento e sua importância, já pode empregar essa e outras boas práticas em seu negócio para aumentar o faturamento e fidelizar seus clientes!

Continue se informando sobre o mercado e entenda por que você precisa automatizar os pagamentos do seu e-commerce!

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

 

Deixe seu comentário

0 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

O projeto E-Commerce Brasil é mantido pelas empresas:

Oferecimento:
Hospedado por: Dialhost Transmissão de Webinars: Recrutamento & Seleção: Dialhost Métricas & Analytics: MetricasBoss

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.