Saiba como desenvolver um projeto Ágil para e-commerce

por Erica Borges Sexta-feira, 23 de abril de 2021   Tempo de leitura: 13 minutos

O comércio varejista está em constante inovação, e frente aos desafios da digitalização os gestores precisam adotar processos mais modernos com foco no resultado. Observando que a maior dificuldade ao se deparar com Transformação Ágil, é entender o processo e a linguagem usada pelo time de desenvolvimento.

Por esse motivo, trago aqui uma visão de gerenciamento de projeto como cliente e também como prestador de serviços de forma transparente e fácil.

Faço isso porque tive a oportunidade de realizar dezenas de projetos de e-commerces e marketplace com sucesso. Também obtive aprendizados tirados de erros que fazem parte da trajetória na tecnologia que nos permite testar, falhar, aprender…

Como fazer o planejamento do projeto de desenvolvimento!

O projeto de e-commerce surge de uma necessidade. Nessa etapa, é preciso listar tudo que se deseja no produto. Sendo assim, precisará eleger antecipadamente um “Dono do Produto” qualificado da sua empresa ou um “Consultor Especializado” para fazer um planejamento, antes mesmo de definir uma agência de desenvolvimento de e-commerce para executá-lo.

Um gerenciamento de projeto de e-commerce efetivo deve se basear em práticas de Metodologias Ágeis, que são um conjunto de técnicas com o objetivo de ter mais rapidez, eficiência e flexibilidade — visando sempre a interação, colaboração e experimentação de todos envolvidos da ideia até o produto final. Nesse modelo, que é diferente da gestão clássica de projeto, acontecem mudanças de escopo no meio do caminho. Por esse motivo, a documentação tem que existir e o projeto precisa ter fim.

Veja as diferenças dos modelos de gestão:

Entendendo o fluxograma do Scrum Ágil

O que fazem?

Stakeholder – é a parte interessada na organização do projeto que, de alguma forma, é impactado pelas ações da empresa. São clientes, fornecedores, funcionários, comunidades e investidores, por exemplo.

Product Owner – é o dono do produto responsável pelo projeto da parte do cliente. Está lá para garantir que esse investimento retorne valor para as partes interessadas.

Scrum Team – é o time da agência responsável pelas tarefas.

Scrum Master – é o gerente de projeto da agência responsável por gerir o time scrum.

O que é?

Sprint

É fracionar etapas do projeto por ordem de relevância, e resolver uma parte de um problema complexo. Essa solução parcial é representada por uma versão incremental do produto, que pode ser inspecionada em conjunto para decidir o que deve acontecer a seguir.

Sprint Planning

É quando o time scrum faz um plano básico do objetivo para o próximo Sprint.

Daily Scrum

Ocorre a cada 24 horas para permitir que os desenvolvedores naveguem pelas complexidades envolvidas. Aqui, eles inspecionam o progresso e os ajustes necessários.

Passo a passo do Sprint

1 – Product Backlog

É uma lista contendo tudo que se deseja do produto. De forma transparente, o dono do produto compartilha com o time scrum, que se compromete com o objetivo do produto.

Durante esse trabalho, o backlog do produto muda continuamente para refletir novos insights e oportunidades que surgem no decorrer do período.

Ao concluir a entrega, uma nova meta de produto deve ser definida mantendo o foco e o compromisso assumidos.

Os itens são ordenados de acordo com sua relevância, para os interesses do produto e de seus stakeholders. O time scrum entende o que é preciso para atingir a meta e trabalha em cada ideia, hipótese, bug, recurso ou tarefa.

2 – Sprint Backlog

Esse processo não é estático e muda conforme as equipes aprendem mais durante o Sprint. Em estreita colaboração com o dono do produto, os desenvolvedores podem adicionar ou remover itens com base em quanto tempo resta no Sprint e na relevância ou necessidade desses itens para o objetivo do sprint.

Simplificando: é um período de 2 a 4 semanas, que o projeto está sendo planejado e executado.

Nessa etapa, o time scrum e o dono do produto fazem reuniões diárias de 10 a 15 minutos com objetivo de tornar a comunicação transparente, inspecionar o progresso e fazer as mudanças necessárias para atingir o objetivo.

E todos precisam responder às 3 perguntas sobre o projeto diariamente:

  • O que fez ontem?
  • O que fará hoje?
  • Tem algum impedimento?
  • 3 – Finished Work

    É o incremento, ou seja, um item do backlog do produto que foi concluído. Cada incremento representa uma etapa em direção ao objetivo geral do produto.

    Se vários times scrum trabalham em um único produto, eles integram seu trabalho em um único incremento a cada sprint para que uma inspeção eficaz possa ocorrer e após isso obter um feedback do dono do produto.

    5 – Sprint Review + Retrospective

    A revisão acontece no final de cada sprint, antes da retrospectiva. Esse é o momento que o dono do produto reúne todas as pessoas interessadas e as que criam o produto para inspecionar juntos. E, em seguida, decidirem os próximos passos de acordo com as condições atuais do mercado, orçamentos e cronogramas. A pergunta para todos aqui é: “Com base no aprendizado neste Sprint, quais são os próximos passos?”.

    Baseados na retrospectiva que o time scrum aprendeu com a inspeção de sua colaboração, eles podem decidir fazer ajustes para melhorar a eficácia da entrega do próximo sprint.

    Antes de todos processos acima, siga esses pré-requisitos e garanta o sucesso do seu projeto!

    Plataforma

    Precisa suportar operações robustas para evolução do projeto, porque migrar posteriormente é mais custoso. Certifique-se de que na “proposta e no contrato” haja todas as necessidades do negócio. Por exemplo, listar todo o ecossistema de fornecedores de tecnologia que tem integração nativa. Dessa forma você não terá surpresas e custos extras com serviço de integração quando precisar.

    Catálogo e conteúdo

    As imagens de produtos precisam estar em alta qualidade, com todas as variações de cores e em vários ângulos. Caso não tenha imagens profissionais de e-commerce com fundo branco, providencie — sem isso é melhor nem começar. O catálogo tem que ter uma descrição minuciosa de todos os produtos, por isso antecipe uma revisão de conteúdo.

    Compare a qualidade dos melhores concorrentes e faça melhor, enriquecendo a sua planilha com o máximo de detalhes. Fazer uma pasta com logos, brand book, imagens institucionais da empresa em alta qualidade e cases que gosta do layout é importante para referência que o design usará no desenvolvimento.

    SEO

    Providencie um estudo de boas práticas para seu negócio, com palavras-chave para o conteúdo. Qualquer texto do site sempre será de total responsabilidade do contratante definir e fornecer. Esse investimento é muito importante para a relevância na busca orgânica e economia com anúncios patrocinados.

    Inventário

    Defina quantos SKUs iniciarão a operação e qual modelo de estoque optará. Pode ser com estoque próprio ou de fornecedores, é muito importante alinhar a coordenação logística, estatística do volume de compra, baseado no histórico, crescimento e estoque de segurança.

    Fulfillment

    Armazenagem, embalagem, picking e packing com estrutura própria ou de um parceiro? Todos os SKUs precisam ser embalados por unidade com códigos de barras e identificação? Embalagens personalizadas ou padrão? Algum produto precisa de embalagem especial (temperatura, umidade, isolamento, etc.)? Se oferecer pronta-entrega, qual cobertura de estoque em dias pretende trabalhar e qual o espaço necessário em metros quadrados? Qual a média de SKUs por pedido atual e projetado? Sabe precificar o produto corretamente, contemplando a logística para oferecer frete grátis, e obter melhores resultados?

    Logística reversa

    Qual o percentual de pedidos devolvidos na operação atual e qual a projeção planejada?

    Transportadoras

    Quais são especializadas nesse tipo de operação? Usam APIs para classificar produtos, calcular de forma precisa impostos e gerar documentos necessários como faturas e packing list?

    SAC

    Atendimento com equipe interna ou terceirizar um call center no local? Qual ferramenta usar para fazer o workflow da comunicação?

    ERP, faturamento e contabilidade

    Os sistemas suportam a operação?

    Pagamento e fraude

    Qual será o gateway de pagamento e sistema antifraude utilizado?

    Marketing e UX (User Experience)

    Usará agência digital com experiência em projeto de implementação e gestão de marketing? Ou fará com equipe de desenvolvimento interna? Se optar por fazer internamente, será fundamental iniciar com especialista em desenvolvimento do front end, marketing digital, web design e redator para produção de conteúdo.

    Planejamento de vendas

    Qual o objetivo de vendas médias por mês, primeiro, segundo e terceiro ano?

    Planejamento financeiro

    Fez o business planning para o modelo de negócio? O planejamento contempla todas as regras de tributação para as áreas que pretende atuar?

    Marketplaces

    Em quais marketplaces pretende vender? É recomendado a escolha de um bom HUB para conectar-se aos melhores marketplaces, integrando seu catálogo e estoque de forma unificada e simples.

    Jurídico

    Qual escritório parceiro especializado em negócios digitais será contratado para contratos disponíveis online, como termos de entrega, termos de serviços, políticas de entrega, reembolso e até pagamentos? Após orçar com vários fornecedores, tenha em mãos os contratos para assinar revisados pelo jurídico de ambas as partes e previna atrasos no projeto.

    Equipe do projeto

    Precisará recrutar, treinamento? Quem será o “Dono do Produto”?

    A princípio parece complicado, mas na prática é fácil introduzir na rotina da empresa, inclusive em outros departamentos. E se você quer realmente ser uma empresa digital e moderna, precisará se envolver com práticas de Gestão Ágil.

    Gostou desse artigo? Não esqueça de avaliá-lo!
    Quer fazer parte do time de articulistas do portal, tem alguma sugestão ou crítica?
    Envie um e-mail para redacao@ecommercebrasil.com.br

    Você recomendaria esse artigo para um amigo?

    Nunca

     

    Com certeza

    Deixe seu comentário

    1 comentário

    Comentários

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Comentando como Anônimo

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

    1. Amei esta matéria,excelente conteúdo para todos tempos mercadológico.Conteúdo,completo na área de gestão de projetos,onde todo empreendedor deve ter este conhecimento acima de qualquer desenvolvimento comercial e empresarial.Principalmente,neste momento de pleno recomeço do mercado digital, pós covid.Temos uma nova visão estratégica.Obrigada,Erica Borges por excelente matéria.Parabéns…,,,

      Responder
    CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER