Você monitora a ruptura de estoque nas vendas em marketplaces?

por Igor Castanho Quinta-feira, 20 de julho de 2017   Tempo de leitura: 3 minutos

A gestão de estoque é um aspecto primordial para o sucesso nas vendas em marketplaces. Não obstante, esse costuma ser um dos pontos que mais prejudicam o desempenho comercial dentro das grandes redes varejistas.

Há grande dificuldade em identificar com precisão a quantidade ideal de produtos em estoque para garantir fluidez total ao processo de venda. Adquirir itens em excesso pode aumentar o investimento necessário para viabilizar o negócio, mantendo imobilizado um volume muito grande de recursos.

No contraponto, uma quantidade muito baixa de itens em estoque pode prejudicar o desempenho da loja, pois haverá queda nas conversões e compra constante junto aos fornecedores (afetando prazos operacionais e o fluxo de caixa). 

Felizmente, existem recursos que favorecem esse controle. O principal deles é o índice de ruptura. Ele permite identificar quais itens tendem a ficar escassos mais rapidamente, permitindo a formulação de estratégias que revertam esse quadro.

Se você gerencia uma operação de vendas online, conhecer e otimizar esse indicador é uma obrigação.

O que é o índice de ruptura?

O índice de ruptura mede a indisponibilidade dos produtos de uma loja para o consumidor final.

Na prática, a ruptura ocorre quando você vê o anúncio de um determinado item e encontra uma mensagem como: “item indisponível” ou “produto não disponível em estoque”.

É algo equivalente a ir para uma loja física em busca de determinado item e não o encontrar disponível para a venda na prateleira. A escassez pode ser pontual ou se estender por um longo intervalo de tempo.

O grande problema nesse tipo de situação é a perda de clientes com grandes chances de conversão, ou seja, uma venda quase certeira. Esses consumidores podem desistir da compra, buscar outro canal de venda ou selecionar outra marca ou tipo de produto.

Em operações de venda nas quais o estoque é um item-chave, como nos marketplaces, ficar sem produtos por um longo período de tempo é inaceitável. Em resumo, o indicador tem efeito direto sobre o faturamento da sua loja.

Como calcular o índice de ruptura?

A lógica de cálculo do índice de ruptura é: alguns produtos apresentam maior circulação do que outros.

Há diversas variáveis capazes de influenciar o índice, como:

-Tipo de produto: um consumidor compra mais calçados do que televisores;

– Frequência de compra: cartuchos de impressora são um item de compra mais recorrente do que geladeiras;

– Sazonalidade: enfeites natalinos são mais buscados no final do ano do que em outra época.

Ao calcular o índice de ruptura é possível planejar cada uma dessas situações. O cálculo do índice de ruptura é feito da seguinte maneira:

(Itens sem estoque / Total de produtos da loja) x 100

O resultado será um porcentual que indica a ruptura de estoque em relação ao total de produtos.

O cálculo pode ser feito diariamente, para que sejam identificadas as ocasiões em que essa proporção aumenta.

Considere por exemplo uma loja online que tem 20 produtos em seu portfólio, dos quais 5 estão em falta. Fazendo a conta:

5 divididos por 20 = 0,25

0,25 x 100 = 25% de ruptura

Se permanecer igual ao longo do mês e do ano, é possível fazer ajustes para reduzi-lo.

Caso ocorram picos pontuais, é possível se preparar para essas ocasiões fazendo compras antecipadas junto aos fornecedores.

Conclusão

Uma boa gestão de estoque é um dos pilares para o sucesso nas vendas online.

Para isso, vale a pena utilizar as melhores ferramentas disponíveis.

O índice de ruptura garante estabilidade e previsibilidade para a loja online, o que também contribui para o fluxo de caixa do negócio. Ele pode ser associado a recursos como a  Matriz BCG e a  Curva ABC.

Faça as contas e avalie esse indicador constantemente para obter os melhores resultados.

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

Deixe seu comentário

1 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER