Acesso rápido

Querendo fugir dos Correios? Conheça outros meios de envios para sua loja virtual!

por Fabiano Luiz Sexta-feira, 11 de Maio de 2018   Tempo de leitura: 4 minutos

Criar uma loja virtual requer atenção em quatro pontos essenciais: bom atendimento, processos dinâmicos, gestão de estoque e agilidade no envio do produto. Ocorre que, mesmo com os esforços da empresa, há fatores que exigem o comprometimento de terceiros, em especial a área de entregas.

Os Correios acabam se tornando o maior parceiro da empresa, contudo, esse meio apresenta algumas desvantagens que exigem a busca por mais opções. No artigo de hoje, vamos apresentar outras formas de envio de produtos que podem ajudar sua loja virtual.

Quais as vantagens e desvantagens dos Correios?

Os Correios apresentam uma série de vantagens aos e-commerce, como: abrangência, condições interessantes, possibilidade de rastreio de produtos e a integração com as principais plataformas de e-commerce.

A principal desvantagem são as recorrentes greves. Algumas duram meses, o que dificulta as vendas das lojas virtuais. Além disso, a empresa estatal determina regras para o tamanho e peso (máximo de 30 quilos) das encomendas.

Quais as principais alternativas para o envio de produtos?

Entre as companhias privadas de transporte que atendem as lojas virtuais, é possível destacar:

  1. Fedex

Já faz alguns anos desde que a Fedex passou a atuar no Brasil, tanto para encomendas nacionais quanto internacionais. A instituição mantém a mesma credibilidade e segurança que a tornou uma das principais empresas do segmento no mundo. O diferencial está nos serviços de entregas urgentes e em horários agendados.

  1. Loggi

A Loggi é uma operadora que se destaca pela rapidez na entrega e o preço justo. Ela atende a pessoas físicas e jurídicas com a mesma presteza. Também dispõe de protocolos de entregas digitais e permite que o cliente da loja virtual possa acompanhar o andamento da encomenda.

A empresa opera nos estados de São Paulo e Rio de Janeiro, além das cidades de Belo Horizonte (MG), Porto Alegre (RS) e Curitiba (PR).

  1. Mandaê

Apesar dos serviços satisfatórios, a Mandaê atua somente em São Paulo atendendo a pequenos e médios empreendimentos. Os diferenciais são: o preço em conta, a entrega rápida e as ferramentas para agilizar/acompanhar a logística reversa.

Obs: Além das transportadoras citadas, ainda existe uma série de outras como Direct, Transfolha, Total Express. Veja uma lista de opções aqui.

Quais as vantagens das transportadoras?

As operadoras logísticas apresentam uma estrutura para que o transporte seja realizado de forma segura, ágil e satisfatória. Por isso, elas se mostraram tão ou mais eficientes que os Correios. Entre as vantagens podemos destacar:

Serviço especializado

Diferentemente das estatais, as transportadoras particulares têm uma operação menor e podem dar mais atenção aos clientes. Há basicamente duas opções: a primeira é o contrato direto com uma empresa; a segunda, por meio de uma plataforma de gestão integrada, capaz de apresentar as melhores condições.

Dessa forma, o negócio pode contratar a transportadora que oferece a proposta que atende às suas necessidades. Daí a importância de avaliar a demanda por períodos, o perfil do público que por ventura opta pelo frete de outras empresas e outras características relevantes para a logística.

Mais segurança

O transporte de cargas gera grandes riscos e, se não for executado conforme a regulamentação vigente, pode resultar em multas e outras penalidades. As empresas especializadas estão preparadas para evitar quaisquer problemas referentes à carga e à documentação.

Elas garantem a segurança no transporte das cargas, planejam a distribuição dos pedidos, além de oferecer seguro para os casos extremos.

Respeito aos prazos

Para manter a boa reputação, as operadoras de logísticas tendem a conduzir as entregas antes do prazo. Sem contar que as chances de greve são bem menores se comparadas aos Correios.

Redução de custos

A contratação de uma empresa poupa investimentos no setor de logística, em especial aquelas lojas que contam com um serviço de entregas próprio. O e-commerce pode determinar, por exemplo, quais encomendas podem ser agrupadas, reduzindo, assim, os custos de quando oferece o frete grátis.

Qual das opções escolher?

Não há uma decisão que seja definitiva, pois existem pedidos com características diferentes. É importante analisar a quantidade de entregas realizadas mensalmente, as regiões, o nicho de atuação, entre outros pontos.

Como visto, algumas transportadoras não fazem o envio de produtos para grandes distâncias. Portanto, pesquise as opções e avalie as melhores condições, possibilidade de descontos e facilidades oferecidas.

Gostou do que leu? Aproveite e leia, também, a respeito dos erros mais comuns cometidos nas vendas online

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

 

Deixe seu comentário

0 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

O projeto E-Commerce Brasil é mantido pelas empresas:

Oferecimento:
Hospedado por: Dialhost Transmissão de Webinars: Recrutamento & Seleção: Dialhost Métricas & Analytics: MetricasBoss

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.