Acesso rápido

Quais as tendências para e-mail marketing em 2015?

por Andre Metzen Segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

Nos últimos anos muito se falou a respeito do e-mail marketing como uma ferramenta fadada a morrer. Porém, ao contrário do que diziam os discursos apocalípticos, o que vimos foi a reinvenção e a consolidação da ferramenta como a que oferece maior retorno sobre o investimento dentro do marketing digital. Prova disso é que em 2014 23% do total de vendas das empresas foi atribuído ao e-mail marketing, ao contrário dos 18% reportados no ano anterior. E este visível crescimento só tende a aumentar.

Nesse contexto uma coisa é certa: o sucesso do e-mail marketing está totalmente vinculado à sua capacidade de reinvenção e evolução. Se em 2014 vimos o boom da segmentação e da personalização, a previsão é de que em 2015 todas essas tendências venham mais fortes do que nunca, como consequência natural da revolução da informação possível com o Big Data.

Além disso, outras tendências como a automatização, o remarketing, as estratégias para mobile e o envio de conteúdo multimídia e de alta relevância se confirmarão. Neste post, conheça mais sobre as tendências em e-mail marketing para 2015.

Estratégia multicanal

A integração de vários canais digitais para a divulgação de campanhas de marketing já é uma realidade. E o e-mail marketing é parte indispensável desse tipo de estratégia, já que possui uma força incrível quanto ao direcionamento para outros canais. É possível, por exemplo, enviar um e-mail com uma call to action para determinado link que, quando acessado, envia automaticamente um cupom de desconto via SMS para o contato. Porém, para além desse tipo de integração, a interseção multicanal tende a crescer e trazer novos benefícios para as empresas que apostam em marketing digital.

A ferramenta “Audiência Personalizada”, do Facebook, é um bom exemplo de como as redes sociais estão evoluindo cada vez mais para sua integração com as campanhas de e-mail marketing. Com esta ferramenta, é possível cruzar as informações do seu mailing com a rede social de forma que você possa criar anúncios totalmente segmentados para aquelas pessoas que já estão no seu mailing e que são usuárias do Facebook.

Além de direcionar anúncios e conteúdos pela rede, é possível lançar campanhas crossmedia que integrem sua Fan Page e o e-mail marketing e obter resultados muito mais significativos. Na mesma linha, o Twitter lançou a ferramenta “Tailored Audiences”, que tem o mesmo princípio da “Audiência Personalizada” do Facebook.

Remarketing

Outra tendência que indiscutivelmente virá com força total em 2015 é o remarketing. Com a utilização de cookies para rastreamento do comportamento dos contatos da sua lista, você poderá automatizar campanhas ainda mais certeiras. Nessa estratégia, o e-mail marketing é usado para trazer de volta aquele contato que andou olhando um produto em sua página, ou mesmo o incluiu no carrinho, mas não concluiu a compra.

O aprimoramento da estratégia, como a possibilidade de enviar um e-mail com desconto para aquele produto já visitado ou mesmo a oferta de frete grátis somente para aquele produto é uma alternativa que certamente favorecerá a conversão.

Automatização

Apesar da importância do e-mail, uma estratégia de marketing digital engloba uma série de atividades que obrigam os profissionais da área a otimizarem cada vez mais os seus processos. Além da redução dos custos, essa otimização reduz o tempo dedicado a cada ferramenta.

Nesse sentido, a automatização do e-mail marketing tende a se consolidar ainda mais em 2015. Com os avanços em segmentação possíveis com o Big Data, será possível automatizar e, simultaneamente, garantir a personalização e a qualidade das mensagens enviadas.

A programação do envio automático de e-mails de boas-vindas com ofertas totalmente direcionadas ao perfil de consumo de cada novo leitor, por exemplo, já é uma realidade que tende a se tornar ainda mais comum no próximo.

Avanços em personalização e segmentação com o Big Data

A personalização e segmentação das campanhas de e-mail marketing foram tendências indiscutíveis no ano de 2014. E em 2015 estas tendências serão ainda mais fortes, graças à evolução do Big Data. As ferramentas para análise contínua de um grande volume de dados referentes aos contatos de um mailing tendem a se popularizar de forma que seja possível enviar campanhas em tempo real de maneira totalmente segmentada e personalizada.

Isso mesmo, já pensou em enviar um e-mail divulgando a mais nova camisa de pentacampeão do time de futebol do coração do seu contato minutos após a vitória? Com o Big Data isso já é uma realidade.

Vídeos online

O vídeo online é um formato que já demonstrou sua força em 2014. Além de se destacar como o formato favorito para a maioria dos internautas, a inserção dos vídeos nas campanhas de e-mail marketing trouxe resultados incríveis, como um aumento médio considerável nas taxas de cliques. Duvida? Então faça um teste, envie uma campanha com vídeo (e inclua a palavra “vídeo” no assunto do e-mail) e volte aqui pra contar para a gente qual foi a sua taxa de abertura.

Adicione a isso a vantagem de falar com seu público através de um formato de alto impacto e poder de engajamento. Se uma imagem vale mais que mil palavras, quanto você acha que vale um vídeo, afinal?

Investimento em mobile

Levante a mão, quem não vê seus e-mails pelo celular? A popularização dos smartphones e tablets trouxe ao e-mail marketing o desafio do design responsivo em 2014. No próximo ano, a tendência mobile será ainda mais forte, e alguns aplicativos para gestão de contas de e-mail em dispositivos móveis já dão os sinais disso.

O Google Inbox, por exemplo, é um aplicativo que permite a visualização e gestão da caixa de entrada de uma forma totalmente intuitiva e otimizada. Com ele, o usuário pode categorizar suas mensagens, destacando as mais importantes, as que devem ser respondidas, as promoções que valem a pena ser lidas em outro momento, entre outros.

Obviamente, esse tipo de recurso também poderá dar insights ainda mais profundos sobre seu público perante suas campanhas de e-mail marketing.

Marketing de conteúdo

Com usuários cada vez mais críticos e seletivos, a produção de conteúdo relevante é outra tendência que estará cada vez mais em evidência no próximo ano. Voltemos ao exemplo do APP Google Inbox. Como ele oferece ao usuário recursos de categorização dos e-mails, a tendência é que somente mensagens realmente relevantes sejam abertas, e o próprio público dirá quais são.

Ah, e antes que você pense que terá que convencer seu usuário a abrir o e-mail apenas pelo título, saiba que isso também está mudando. Com o aplicativo Grid View, por exemplo, o usuário visualiza todos os e-mails promocionais em um painel com imagens (parecido com o Pinterest) dentro da sua caixa de entrada, podendo escolher qual e-mail abrir não só pelo título, mas também pela imagem pré-apresentada. Outra novidade é que os títulos poderão se estender para além dos 35 caracteres normalmente recomendados.

Monitoramento de resultados

A necessidade de otimização de conteúdo dará ainda mais importância ao monitoramento dos resultados de cada campanha, afinal, esse acompanhamento permite insights valiosos dos assuntos com maior ou menor poder de conversão, bem como das preferências dos contatos de um lista graças ao histórico de interações.

Além disso, com o marketing digital ganhando cada vez mais força nas estratégias de crescimento e divulgação das empresas, a comprovação dos resultados (inclusive financeiros) de todas as ações no setor serão indispensáveis. Obviamente, o e-mail marketing não será uma exceção.

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

 

Deixe seu comentário

4 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

  1. Oi Andre. Muito bom o conteúdo, em especial por não ter vínculo com nenhuma aplicação em especial. Trabalho com e-mail marketing desde 2012 e é muito rico participar de algo que evolui com tamanha velocidade, trazendo cada vez mais resultados aos usuários dessa mídia que se interessam por conhecê-la a fundo. O que posso, pretenciosamente, adicionar a tudo que você disse é que o e-mail marketing, assim como o marketing digital em geral, não é para amadores e todos que tiverem uma visão periférica do assunto invevitavelmente engordarão a lista dos que tem certeza no “fim do e-mail marketing”. Isso só melhora os resultados de quem conhece e se dedica a investir tempo no assunto, pois quanto menor a concorrência, maior o resultado, certo? Um abraço e mais uma vez, parabéns! Rogério Godoy (Gestor na @MediaPost)

    Responder
  2. Oi André. Muito bom o conteúdo, em especial por não ter vínculo com nenhuma aplicação em especial. Trabalho com e-mail marketing desde 2012 e é muito rico participar de algo que evolui com tamanha velocidade, trazendo cada vez mais resultados aos usuários dessa mídia que se interessam por conhecê-la a fundo. O que posso, pretensiosamente, adicionar a tudo que você disse é que o e-mail marketing, assim como o marketing digital em geral, não é para amadores e todos que tiverem uma visão periférica do assunto inevitavelmente engordarão a lista dos que tem certeza no “fim do e-mail marketing”. Isso só melhora os resultados de quem conhece e se dedica a investir tempo no assunto, pois quanto menor a concorrência, maior o resultado, certo? Um abraço e mais uma vez, parabéns! Rogério Godoy (Gestor na @MediaPost)

    Responder

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.