Quais tecnologias irão impulsionar o e-commerce na próxima década?

por Marcel Farto Terça-feira, 14 de janeiro de 2020   Tempo de leitura: 4 minutos

Tudo indica que o mercado de e-commerce adentrará sua melhor década a partir de 2020. Vamos lembrar que em 2019 o volume de compras online quase superou pela 1° vez o montante do varejo físico na Black Friday. Esse dado por si só já é uma introdução ao que podemos esperar nos próximos anos.

O eMarketers, empresa de pesquisa de mercado, colabora com as expectativas positivas ao apontar um crescimento de 16% no varejo online global em 2020. O bom é que esse crescimento tem sido sustentável ao longo dos anos, sem bolhas que coloquem em xeque a confiança sobre os negócios.

Mas, no que está pautada essa expectativa de crescimento? Veja o que sugerem os especialistas:

Marketing direcionado e relacionamentos personalizados

A combinação inteligente de dados dos clientes baseada no comportamento do consumidor, seus interesses e histórico de compras, deverá alavancar ainda mais a assertividade na oferta de produtos.

Designs arrojados impulsionados pelo 5G

Eles permitirão que informações visuais sejam mais exploradas e, consequentemente, colaborem com a decisão de compra por impulso. Nesse cenário, será essencial compartilhar conteúdo acerca dos produtos, alinhando com informações produzidas pelos usuários.

Ferramentas de inteligência artificial

Outro benefício que a chegada do 5G deverá trazer para o comércio virtual é a movimentação ainda mais abundante de dados, os quais se tratados por ferramentas de inteligência artificial proporcionarão resultados de vendas jamais alcançados.

Confiança x privacidade de dados

Esse é um tema que todo varejista deve dedicar atenção. Os consumidores da era 4.0 concordarão em deixar suas informações somente se sentirem confiança na marca. Daí a importância dos lojistas se manterem atentos ao que determinam os regulamentos de privacidade do consumidor, em especial a nova LGPD.

Internet das coisas

A evolução digital deverá ser ainda mais acelerada nos próximos anos e a Internet das Coisas irá permitir mais opções de pontos de contato com os e-consumidores. Isso porque com o aumento das APIs, os comerciantes terão cada vez mais possibilidade de se conectar com os clientes baseados no que eles estão inclinados a comprar. Imagine você poder comprar acessório para o seu carro a partir do próprio veículo ou fazer um pedido para o supermercado usando a geladeira? É disso que estamos falando!

Seu e-commerce está preparado?

Há ainda outros fatores que não estão diretamente relacionados à tecnologia, mas que favorecerão diretamente o crescimento do comércio eletrônico. A exemplo disso, temos o setor de transporte e logística, que com uma concorrência cada vez maior entre os fornecedores, deverá trazer menores custos aos comerciantes e mais qualidade na prestação de serviços.

Mas, para que se possa fazer uso favorável desse universo de possibilidades, é importante contar com um sistema robusto de gestão, que integre e gerencie com eficácia todas as pontas que uma operação de venda online exige:

  • cadastro e análise de produtos;
  • formação de preços;
  • cadastro de produtos;
  • estoque;
  • emissão de notas;
  • agendamento de promoções;
  • controle de entrega;
  • logística reversa, etc.

Então, antes de turbinar sua operação, vale verificar se a base do seu negócio está devidamente preparada para receber o que há de novo e, assim, seguir fidelizando o consumidor.

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

 

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.