Acesso rápido

Quais os fatores-chave para atração e retenção de talentos?

por Nôga Simões Quarta-feira, 06 de fevereiro de 2019   Tempo de leitura: 5 minutos

Apresentarei neste artigo três tópicos relevantes quando se trata do tema atração e retenção dos melhores talentos: cultura organizacional, programas de formação de talentos e comunicação interna.

Cultura Organizacional

O alinhamento dos valores do talento com a cultura da organização é de suma importância para a atração e retenção de profissionais. Ou seja, o fit cultural é item importantíssimo para o desenvolvimento da organização e das pessoas.

Também é intrínseco o equilíbrio no processo de disseminação dos valores da empresa para todos os níveis de profissionais, para que se sintam integrados e conectados com o universo da empresa/startup em que atuam.

Programas de formação de talentos

Quando se trata de programas de formação dos profissionais, tem-se: programas de estágio, mentorias, universidade corporativa, onboarding (integração), certificações, auto-estudo, coaching, missões empresariais, dentre outros, como estratégias para preparar os profissionais para os desafios e futuro do trabalho.

A formação de talentos reflete a preocupação das empresas com o desenvolvimento organizacional e do mercado como um todo, uma vez que colaboradores que aprendem, na teoria e prática, diariamente, conduzem a organização de forma exponencial, além de estarem melhor preparados para o mercado de trabalho.

Comunicação interna

Além de multiplicar os conhecimentos adquiridos por meio dos programas de formação de talentos, torna-se cada vez mais necessário o alinhamento da comunicação interna, de forma a transmitir as informações, valores e garantir o entendimento de todos os profissionais quanto aos assuntos estratégicos da companhia, além de gerar isonomia do que acontece entre todos os níveis: estratégico (gestores: presidentes e diretores), tático (gerentes e coordenadores) e operacional (analistas e assistentes).

Para auxílio na comunicação interna verificam-se algumas metodologias que facilitam esta operacionalização: Agile Scrum, Design Thinking, Feedfoward e OKRs (Objetivos Chave de Resultados), as quais detalharei a seguir:

  • Agile Scrum: Scrum é uma metodologia ágil para gestão e planejamento de projetos de software. No Scrum, os projetos são divididos em ciclos de aproximadamente duas a quatro semanas chamados de Sprints.
  • Design Thinking: o processo de Design Thinking combina empatia, criatividade e racionalidade para atender as necessidades do usuário e criar soluções relevantes e originais.
  • Feedfoward: na tradução do inglês é “olhar para a frente”, de forma a otimizar os potenciais de cada profissional e, assim, monitorar o processo de desenvolvimento para o futuro.
  • OKRs: Objetivos chave de resultados, os quais são frequentemente definidos, medidos e reavaliados, em geral em ciclos trimestrais.

Assim, quando se trata do tema atração e retenção de talentos, uma palavra em voga é adaptação, uma vez que, “o que te trouxe até aqui não é o que vai te levar até lá” (Goldsmith).

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

 

Deixe seu comentário

0 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.