Acesso rápido

Programas de fidelidade: como fazê-los darem certo em seu negócio

por Alexandre Primo Quinta-feira, 11 de outubro de 2018   Tempo de leitura: 5 minutos

Atrair um novo consumidor pode custar até cinco vezes mais do que manter um cliente que já é usuário da marca, segundo cálculos feitos pela Lee Resources. Um levantamento realizado pela Customer Thermometer vai além e indica que as pessoas se conectam com mais intensidade com aquelas empresas que se importam com elas. Diante de todos esses fatos, é desnecessário dizer que engajar o cliente tornou-se mais importante do que nunca.

E para engajar, muitas empresas investem tempo e dinheiro em seus programas de fidelidade. O que vem chamando atenção, no entanto, é que 77% desses clubes fracassam durante os dois primeiros anos de existência. Além disso, a maioria de seus associados pouco percebem os seus benefícios, conforme indica uma pesquisa realizada pela multinacional francesa Capgemini.

Não é novidade que, nos dias de hoje, entender o comportamento do usuário e as suas preferências é fundamental para melhorar a sua experiência de compra e aproximá-lo ainda mais. Um programa de fidelidade de qualidade deve ser eficaz em proporcionar uma distribuição multicanal a partir do estabelecimento de um elo mínimo entre os canais online e offline.

Como exemplo, muitas empresas se denominam omnichannel, mas seus programas cometem o erro grosseiro de não autorizar o resgate de benefícios de forma online, embora tenham à disposição canais móveis em todos os outros pontos de contato, como busca, acúmulo de pontos e administração do negócio.

Outro ponto importante que prejudica a eficácia dos programas atuais é o desconhecimento pelos clientes dos benefícios disponíveis, assim como a falta de entendimento de como eles podem, de fato, ser assegurados. Um estudo feito pela Edgell Knowledge Network e que analisou os programas de fidelidade de 60 varejistas indicou que 81% dos consumidores não sabem em que consistem suas recompensas, ou como elas podem ser resgatadas.

Programas de fidelidade e clubes de benefícios têm de estabelecer uma comunicação positiva e eficiente com seu usuário e explicar de maneira clara e objetiva quais são as vantagens que eles podem esperar conquistar.

As companhias que desejam engajar a partir de um programa consistente precisam entender que há maneiras diversas de fazer isso: a recompensa não se limita a milhas, pontos e cupons. Há um mercado em crescimento que alia tecnologia a experiência do consumidor, que abrange soluções que vão de entrega de cashback em um portal de compras exclusivo à proteção digital do usuário, por exemplo.

Os programas de fidelidade precisam descobrir os desafios enfrentados pelos seus usuários e propor soluções que possam resolvê-los com eficácia e criatividade. Nos dias de hoje, é esse tipo de engajamento inteligente que garante o sucesso de programas de fidelidade e resultam em relações significativas, duradouras e frutíferas com os clientes.
Sobre a Affinion

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

 

Deixe seu comentário

0 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.