Acesso rápido

Revenda de cosméticos online: saiba por onde começar

por Thiago Mazeto Quarta-feira, 30 de Maio de 2018   Tempo de leitura: 10 minutos

A revenda de cosméticos online é um ramo muito promissor para quem gosta de atuar com produtos de cuidados pessoais. Além do público grande feminino, agora homens também têm recorrido ao ramo para tratar principalmente da barba e do cabelo.

Muitas mulheres já buscam ingressar na área no ambiente offline. Seja como fonte principal de renda ou como uma forma de ganhar um extra. Porém, queremos destacar a oportunidade de obter sucesso com uma loja virtual.

Para isso, alguns cuidados básicos devem ser tomados. A seguir, explicaremos cada um deles para que você possa iniciar o seu negócio com mais chances de conquistar bons resultados. 

Seleção de fornecedores

O primeiro passo é escolher os fornecedores dos produtos. Veja quais fabricantes fornecem diretamente e quando precisa acionar uma revenda. Para isso, você precisa ter seu público bem definido e saber qual é o perfil de consumo dele.

Além de considerar o comportamento de compra dos seus clientes em potencial e saber quais parceiros de negócio são os mais viáveis, há outros pontos que precisam fazer parte do processo decisório. Entre eles:

  • reputação da empresa no mercado;
  • opinião dos clientes;
  • capacidade de atendimento;
  • prazos (para entrega e de pagamento);
  • possibilidade de atender a uma alta na demanda;
  • análise financeira.

Variedade de marcas

Uma das vantagens de se trabalhar com a revenda de cosméticos online é a possibilidade de poder trabalhar com marcas variadas. Um cliente que compra a marca X, por exemplo, não vai comprar a marca Y. Enquanto o que gosta da marca Y não necessariamente vai comprar a marca Z.

Portanto, ao oferecer diversas opções, você consegue atrair um público ainda maior e atende a todos com os produtos procurados. Ainda que você faça uma segmentação e escolha trabalhar com um nicho específico, pode optar por atuar dessa forma.

Escolha de um canal de venda

Agora é o momento de escolher como você vai ofertar seus produtos para sua carteira de clientes. Aqui, as opções são vastas: é possível trabalhar utilizando as redes sociais (vendendo pelo Facebook e Instagram, por exemplo), escolher um marketplace ou ter a sua própria loja virtual.

Também é possível trabalhar com todas as opções ao mesmo tempo. Lembrando que o tempo e a atenção necessários para realizar um bom atendimento serão maiores. Conhecendo o seu público, fica mais fácil saber qual alternativa pode ser a mais bem-sucedida.

Vale lembrar que, mesmo que as redes sociais sejam seu melhor recurso, ter um e-commerce transmite mais confiança e credibilidade, visto que as pessoas passam a ver a sua empresa como um negócio profissional.

Estratégia de precificação

Agora é o momento de pensar no preço que será oferecido aos clientes. Uma precificação adequada precisa contemplar o custo dos produtos, os custos operacionais e uma margem de lucro condizente com o mercado e o tipo de item que é vendido.

Portanto, antes de mais nada, é preciso identificar todos os seus gastos para manter o seu negócio. Entre eles, estão:​

  • aluguel;
  • energia elétrica;
  • água;
  • salário dos funcionários;
  • embalagens;
  • frete.

Vale lembrar que precificar os produtos de forma equivocada pode prejudicar seus resultados. Por um lado, preços mais elevados podem significar perda nas vendas. Por outro, valores inferiores podem representar prejuízo operacional — comprometendo a perenidade do negócio no mercado.

Destaque para os benefícios dos produtos

Já pensando na parte prática, um dos principais pontos a respeito da venda online é a descrição dos produtos. Quanto mais detalhadas elas forem, maiores são as chances de os seus clientes se sentirem mais confiantes para concretizar a compra.

Porém, isso não é suficiente. Para criar anúncios mais atrativos, pense como o seu público. Procure entender por quais motivos eles comprariam determinado produto e use isso a seu favor na hora de planejar a divulgação.

Além das especificações técnicas e finalidade dos itens, procure focar naquilo que eles podem proporcionar para quem os utiliza. Assim, você passa a vender uma solução para os problemas da sua persona, em vez de simplesmente ser um vendedor.

Atendimento personalizado

O atendimento é um dos pontos que mais influenciam na experiência de compra de um cliente. Portanto, é um aspecto que precisa ser cuidadosamente planejado. Utilize uma linguagem adequada para seu público, crie uma relação mais próxima e invista em um pós-venda, por exemplo.

Conhecendo seus clientes — o que pode ser feito por meio de uma pesquisa de mercado e a análise do comportamento de compra — você passa a ter informações suficientes para realizar um atendimento personalizado e mais próximo.

Investir em um relacionamento mais humanizado é uma excelente forma de deixar os consumidores mais satisfeitos e aumentar as chances de fidelizá-los.

Utilização de redes sociais

Falamos anteriormente sobre o uso das redes sociais para a realização de vendas, mas também é preciso destacar a importância que elas têm para a divulgação do seu negócio.

Atualmente, muitas pessoas têm perfis nessas plataformas e as empresas têm reconhecido a importância de usar esse recurso para se relacionar diretamente com o público.

Crie contas comerciais para divulgar seus produtos e o seu negócio. Simultaneamente, utilize as redes para abrir mais um canal de comunicação com as pessoas. Assim, elas podem tirar dúvidas, fazer sugestões e registrar reclamações, por exemplo, tudo de forma mais prática e rápida.

Só é preciso ter o cuidado de monitorar o que está sendo falado. Pois, da mesma forma que esse recurso pode ser bem útil, ele também pode prejudicar a realização de novas vendas — se as avaliações negativas superarem as opiniões positivas.

Promoções em datas comemorativas

Agora que você já está colocando seu negócio em prática, pense em estratégias que vão ajudar a alavancar suas vendas. Uma delas é a realização de promoções em datas comemorativas. Dia das mães, dia dos pais, dia dos namorados e Natal, por exemplo, são ocasiões que podem ser bem aproveitadas.

Você pode criar kits, oferecer desconto no frete, fazer sorteios e escolher diversas outras ações que vão colocar o seu negócio mais próximo ao público, ao mesmo tempo em que a sua marca se torna mais reconhecida.

A revenda de cosméticos online é uma boa opção para quem deseja iniciar um negócio próprio e ter grandes chances de sucesso. Porém, como podemos ver, existem algumas questões que não podem ser negligenciadas, já que influenciam diretamente nos resultados.

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

 

Deixe seu comentário

0 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

O projeto E-Commerce Brasil é mantido pelas empresas:

Oferecimento:
Hospedado por: Dialhost Transmissão de Webinars: Recrutamento & Seleção: Dialhost Métricas & Analytics: MetricasBoss

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.