Acesso rápido

Preço mínimo publicitado: as 5 melhores dicas de controle de MAP

por Burc Tanir Terça-feira, 11 de junho de 2019   Tempo de leitura: 13 minutos

O controle do preço mínimo publicitado (MAP) é um conceito que existe no mundo do comércio eletrônico que afeta os clientes, vendedores e fabricantes. Como vendedor de comércio eletrônico, você sabe que precisa ter controle sobre os preços de seus produtos.

Você também sabe que há momentos em que você deve reduzir os preços a fim de bater a concorrência. Mas o que acontece no outro lado do espectro?

Você se preocupa com a relação entre cliente e vendedor, mas será que pensa na relação entre fabricante e vendedor? É exatamente isso que vamos debater no presente artigo.

O preço mínimo publicitado (MAP) é uma maneira de os fabricantes de produtos definirem preços mínimos específicos aos quais eles desejam vender os seus produtos a fim de também lucrarem.

Se um fornecedor definir seu preço mínimo em $ 100, então você não pode definir um preço inferior a esse. Vender abaixo desse preço significa que você irá violar os seus termos de preço mínimo publicitado e poderá se colocar em sérios problemas. Para fazer isso, as empresas geralmente usam softwares de controle de MAP.

Então, o que fazer para seguir as cinco dicas e garantir que você entende a importância do MAP e que é capaz de permanecer consistentemente dentro das limitações?

O que é o preço mínimo publicitado (MAP)?

O preço mínimo publicitado é um acordo escrito legal ou um acordo não escrito entre você, como vendedor, e seu fabricante. Esse acordo permite que eles definam diretrizes específicas para o preço mais baixo que você pode atribuir ao produto e permite que eles mantenham seu próprio posicionamento da marca e sustentar seu negócio.

Pense nisso da seguinte maneira:

Se o fabricante fornece os produtos a você e para outras dez lojas, então serão dez lojas que irão comprar seus produtos e gerar receita.

Vamos supor que você compra o produto por $ 5. Dizem para você que não pode vender o produto por menos de $ 10. Agora, se você vender o produto por $ 5,50, embora você esteja superando a concorrência, isso também irá afetar o fabricante.

Se a concorrência não for capaz de competir com você, eles irão acabar por deixar de comprar o produto do fabricante, o que significa que ele irá ganhar menos dinheiro.

Dica 1: Garanta que seu site de comércio eletrônico não viole os termos do MAP

A primeira dica e, provavelmente, a mais importante, é fácil, mas muitas pessoas não a seguem. Garanta que seu site de comércio eletrônico não viole os termos do MAP do fabricante.

Geralmente, os termos do MAP são violados por vendedores não autorizados. Estamos falando de vendedores que não concordaram com os termos do fabricante e vendem os produtos a qualquer preço.

Nesses casos, como eles já estão participando de vendas não autorizadas, eles têm pouco ou nenhum incentivo para permanecer acima do preço escolhido pela marca. Contudo, isso tem um efeito negativo nos vendedores autorizados que necessitam competir com vendedores não autorizados que estão prejudicando o mercado.

O que os fabricantes fazem, e precisam continuar melhorando, é identificar quando ocorre uma violação.

Dica 2: Siga as diretrizes de conformidade claras do fabricante

Quer o acordo escrito ou não verbal garanta que você entenda as diretrizes.

Em um mundo ideal, as diretrizes serão definidas de forma clara e fácil de entender. Se algum elemento das diretrizes de conformidade não for claro ou você não entender, é melhor entrar em contato com seu fornecedor para confirmar o que deve e o que não deve fazer em termos de preço mínimo publicitado.

Verifique se existem termos nas diretrizes que expliquem o que acontece se um fornecedor violar as diretrizes. Dessa maneira, embora você não esteja violando os termos, você sabe que a concorrência e os vendedores não autorizados saberão o que irá acontecer se eles o fizerem.

Também é uma boa ideia entender o que acontece se você tentar violar os termos. Geralmente, se verifica o seguinte processo:

Quando o fabricante constatar que você está vendendo seus produtos a um preço menor do que o permitido, ele provavelmente irá entrar em contato para o avisar. Eles podem apresentar evidências do preço que você estava usando para vender o produto e lembrar você do contrato que assinou.

Leia também: 10 dicas para implementar a cultura de UX e aumentar a taxa de conversão

Se você ignorar o aviso e continuar vendendo seus produtos por um preço menor do que o acordado, eles provavelmente irão emitir outro aviso informando que, se continuar, eles irão deixar de fornecer os seus produtos para você.

E, mesmo depois de dois avisos, se você continuar, a probabilidade é que seja proibido de continuar comprando o produto desse fabricante em particular.

É importante observar que, a qualquer momento, o fabricante pode fazer alterações na política do MAP. Isso pode acontecer porque eles acham o produto mais barato (ou mais caro).

Alternativamente, isso pode se verificado porque eles querem contabilizar momentos específicos do ano, quando os descontos são mais parecidos com a Black Friday ou o Natal. Geralmente, o fabricante irá informar sobre esses ajustes antecipadamente para garantir que:

  • Você tem tempo para se preparar e descobrir qual preço deve definir para seus produtos
  • Você pode se certificar de que está sempre em conformidade com as diretrizes predefinidas. Se os seus fabricantes não fornecerem um período de tempo para o novo preço mínimo publicitado, peça um.

Dica 3: Definir um preço mínimo publicitado (MAP) assegura que o custo vale o valor do produto

Vender seus produtos online tem custos e os fabricantes também têm custos para produzir os produtos. O fabricante cria um produto com base no custo de produção e também na qualidade que ele considera ter esse produto. Portanto, se você deseja que seus produtos mantenham algum sentido de valor, você precisa estar em conformidade com as diretrizes definidas para você.

Se você refletir sobre isso, você percebe que os fabricantes querem que você tenha lucro. Eles não têm nenhuma preferência sobre quem tem o maior lucro, o que eles querem é criar um campo de jogo nivelado, onde mesmo os recém-chegados ao mundo do comércio eletrônico possam entrar e começar a vender, sabendo que não serão superados pelas lojas de comércio eletrônico com mais receita, levando à sua perda.

 

Observe o exemplo acima. Todos esses varejistas estão vendendo o mesmo calçado. O preço varia entre £ 49,99 e £ 75,00.

Fica claro que o fabricantes desse calçado definiu um preço mínimo publicitado, já que existe um conjunto de lojas diferentes vendendo o mesmo produto.

Como você julga que o mercado seria afetado se um recém-chegado decidisse vender esse calçado por £ 19,99?

Dica 4: Conhecer a importância do controle de MAP

A razão pela qual o controle de MAP se tornou tão importante está na forma como nós (consumidores) fazemos compras.

Com o benefício das compras online, é mais fácil do que nunca tentar pesquisar o preço mais baixo para o seu produto. Quantas vezes você acessou a internet apenas para encontrar o preço mais baixo possível de um algum produto?

Isso quer dizer que você nem sequer dá uma olhada nos artigos com preços mais altos. Naturalmente, a abordagem dos vendedores é a de reduzir seus preços.

Mas o que acontece quando todos os vendedores tentam reduzir seus preços para competir com a empresa concorrente que definiu o preço mais baixo? Você obtém uma abordagem race to the bottom que não beneficia ninguém.

Dica 5: O controle de MAP garante uma competição saudável entre revendedores

Seu fabricante entende que você vai querer gerar o máximo de lucro possível. Mas, ao mesmo tempo, você é um de muitos revendedores e, por isso, seria legal se fosse capaz de dominar o mercado e vender seus produtos ao preço mais baixo possível. Contudo, essa abordagem simplesmente não é justa para a concorrência nem para os fabricantes que criam os produtos.

É por isso que os termos do MAP estão em vigor: promover relações saudáveis entre todos os revendedores. Da mesma maneira, você pode monitorar os preços da concorrência usando uma ferramenta de rastreio de preços da concorrência. Seus fabricantes também podem usar uma ferramenta semelhante para verificar se todos os revendedores estão em conformidade.

No entanto, se você tiver problemas em respeitar o preço mínimo publicitado, uma solução alternativa é criar seu próprio produto, patenteá-lo e trabalhar exclusivamente com o fabricante para garantir que ninguém mais possa vender seu produto.

Reflexões finais

Garantir que você segue as dicas acima é crucial para o sucesso do MAP. Já falamos sobre como uma forma eficaz de aumentar seus lucros é negociar um acordo melhor com seu fabricante.

Se você for conhecido por não respeitar as diretrizes mínimas de preço publicitado, é menos provável que os fabricantes se envolvam e queiram oferecer ofertas específicas.

Os preços mínimos publicitados (MAP) são essenciais para o sucesso dos fabricantes e dos revendedores. E o uso de uma ferramenta de rastreio do histórico de preços já deixou de ser uma necessidade.

É fácil garantir que você entende e segue as diretrizes, mas você também deve assegurar que afasta os outros se notar que algum revendedor oferece um preço muito mais baixo do que o valor definido.

Afinal, tudo vale no amor e na guerra, certo?

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

 

Deixe seu comentário

0 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.