Acesso rápido

O que devo saber sobre formas de pagamento no e-commerce

por Larissa Lotufo Quarta-feira, 24 de Maio de 2017   Tempo de leitura: 15 minutos

Diferentemente do funcionamento das lojas físicas, em que as vendas são pagas de maneira direta e instantânea, no e-commerce o pagamento pode ser feito de várias maneiras diferentes, exigindo um suporte de segurança mais complexo e confiável. Por isso, é importante que o novo empreendedor do comércio eletrônico conheça tudo sobre as formas de pagamento disponíveis no mercado antes de escolher quais meios vai adotar.

Pensando nisso, montamos um resumo de cada meio de pagamento, com suas vantagens e particularidades:

Boleto bancário

Os boletos são títulos de cobrança amplamente utilizados como meio de pagamento dentro do e-commerce. Neste documento há as informações referentes aos dados do recebedor – como banco utilizado, titular da cobrança, data de vencimento do título, valor a ser quitado etc – que usualmente são passadas através de um código de barras.

Uma das vantagens deste tipo de pagamento é que qualquer pessoa pode ter acesso a essa modalidade, independente de possuir cartão de crédito ou débito, ou mesmo uma conta bancária, já que é possível efetuar esse pagamento em bancos diretamente na boca do caixa, em lotéricas, postos dos Correios, caixas eletrônicos ou através de internet banking. Uma desvantagem é a demora na finalização da operação, já que a confirmação de pagamento pode demorar até 5 dias úteis.

Para que uma empresa possa emitir boletos é necessário abrir uma conta corrente em qualquer banco, sendo que a emissão em si pode ser feita diretamente pela instituição, por meio de softwares de gestão como ERP’s ou mesmo de sites terceirizados.

Transferência online

A transferência online permite ao usuário pagar de maneira imediata pelo serviço que busca em sua loja, isso porque nesse método há a confirmação direta com a conta bancária do comprador. Uma das vantagens deste meio de pagamento é a rapidez e o baixo risco de contestação. Já uma das desvantagens do serviço é o redirecionamento do cliente a outra página na hora de confirmar os dados.

Para ter acesso a este tipo de serviço, o lojista pode negociar diretamente com os bancos por meio de gateways de pagamento ou conseguir esse acesso por meio dos intermediários. Nesse sentido, é mais vantajoso adotar o internet banking por facilitadores, porque cada instituição pode oferecer um suporte diferente e para um comerciante de pequeno ou médio porte lidar com essas situação pode ser problemática.

Gateway de pagamento

Os gateways de pagamento são sistemas de integração que realizam a transmissão de informações acerca dos pagamentos eletrônicos junto a bancos ou operadoras de cartão de crédito. Com o sistema, é possível verificar os dados de conta ou crédito do cliente – independentemente de se tratar de pessoa física ou jurídica – quando a compra é realizada em sua e-commerce.

Uma das desvantagens dessa modalidade é que o lojista vai receber o pagamento de acordo com a maneira pela qual a compra foi realizada – ou seja, se o cliente parcelou em dez vezes a compra, a empresa receberá o valor ao longo de dez parcelas, diferentemente do que ocorre com os intermediários, quando a empresa intermediária paga o valor total da transação de uma vez só.

As vantagens são o maior controle das operações que ocorrem dentro da loja, assim como o contato direto com os bancos e operadoras de cartões e a maior rapidez do serviço. Da mesma forma, este serviço é mais adaptável aos diversos processos de checkout ou cobrança das empresas e ainda oferece ferramentas para o varejista realizar a gestão financeira de seu negócio de maneira mais fácil e transparente.

Outra desvantagem deste serviço é a necessidade de contratação de um serviço antifraude e de segurança a parte, já que o gateway não oferece essa cobertura. Esse tipo de processo também costuma oferecer taxas de serviço mais baixas, além de oferecer opções de adesão diretamente através do ERP da loja, facilitando processos e agilizando o serviço. É um meio de pagamento indicado para e-commerces maiores e com processos mais complexos.

Alguns exemplos de gateways de pagamento são o PayU, Mundipagg e o SafetyPay. E, quando a adesão é feita diretamente do ERP, existe a vantagem de realizar vendas para além do espaço virtual, já que em alguns sistemas é possível realizar vendas via telemarketing ou pós-venda de site. Além disso, o cliente pode ter acesso a opções mais flexíveis de pagamento e entrar em contato com mais operadoras e bancos como Mastercard, Visa, Amex, Dinners, podendo optar também por pagamentos de boletos ou códigos especiais.

Intermediário de pagamento

Os intermediários de pagamento são empresas que facilitam o processo de pagamento para o e-commerce, oferecendo um suporte amplo desde a disponibilização de meios até o oferecimento de serviços antifraude. Um das desvantagens deste serviço é a maior taxa de abandono de carrinho, já que há uma página de redirecionamento para o cliente colocar seus dados de pagamento. Outro problema é a demora na confirmação de pagamento, que pode demorar até 48h, e as taxas de serviço, que costumam ser mais altas.

De qualquer modo, os facilitadores são uma boa opção para o e-commece que procura um serviço completo e amplo. Como aponta Thiago Chueiri, diretor de Desenvolvimento de Negócios do Paypal Brasil, com este serviço é possível que o cliente cadastre os dados de seus cartões de maneira segura e confiável, agilizando o processo de compra já que “os clientes não precisam ficar redigitando senhas de cartões ou o número do CPF, por exemplo. Todos esses dados ficam protegidos na plataforma PayPal, que faz a administração de forma absolutamente transparente tanto para o consumidor quanto para o lojista”.

Outra facilidade trazida com este serviço é o suporte de segurança e antifraude oferecido, o que evita que o lojista precise se preocupar em contratar uma empresa de sistema antifraude. Igor Senra, fundador e CEO da Moip, ainda aponta que o serviço Moip disponibiliza um checkout transparente, o que aumenta a confiabilidade dos consumidores frente aos e-commerces.

Do ponto de vista do lojista, existe a vantagem de oferecer diversos meios de pagamentos aos consumidores, sendo que “aceitar todos os meios de pagamento em uma loja online é fundamental para garantir uma boa taxa de conversão. A lógica é simples, quanto mais meios você aceita, mais pessoas poderão comprar na sua loja e, consequentemente, sua taxa de conversão aumenta”, segundo Senra.

O repasse da venda a loja também é realizado de maneira simples, Chueiri aponta que o “vendedor pode receber o pagamento de uma só vez, em 24 horas, sujeito à análise de risco e crédito realizada pelo PayPal”. O mesmo se dá em relação a integração às diversas plataformas ou sistemas de gestão adotados pela loja virtual, já que os intermediários possuem diversas maneiras de vincular o serviço ao e-commerce.

Visa Checkout/Masterpass

Tanto o Visa Checkout quanto o Masterpass são carteiras digitais nas quais o consumidor pode adicionar seus dados referentes a cartões de crédito, débito ou pré-pagos de qualquer banco ou bandeira. A vantagem do serviço está na agilidade que o mesmo proporciona às compras, já que todos os dados referentes à forma de pagamento escolhida pelo cliente ficam salvo.

Desse modo, o cliente pula algumas etapas usualmente exigidas em processos de compra como preenchimento de dados pessoais e referentes à forma de pagamento. Ao mesmo tempo, o lojista tem a vantagem de oferecer um serviço mais rápido e que diminui o abandono de carrinho. A forma de adotar esses serviços é similar aos outros meios de pagamento: a integração pode ser feita diretamente da plataforma da loja ou do ERP, sendo que o serviço também se integra a plataforma de e-commerce open source.

Independente do meio de pagamento que a sua empresa adotar, é muito importante ter em mente que garantir a segurança das transações realizadas em sua loja virtual é essencial, desse modo a sua empresa garante mais conversões e uma boa experiência de compra aos clientes. Portanto, procure saber mais sobre selos de segurança e sistemas antifraude antes de começar a vender em seu site.

E para não ficar nenhuma dúvida de qual é o modo de pagamento mais adequado ao seu negócio confira a tabela abaixo e boas vendas!

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

 

Deixe seu comentário

0 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

O projeto E-Commerce Brasil é mantido pelas empresas:

Oferecimento:
Hospedado por: Dialhost Transmissão de Webinars: Recrutamento & Seleção: Dialhost Métricas & Analytics: MetricasBoss

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.