Projeto mantido por:

Três métodos de precificação para marketplaces

por Nayara Mendes Segunda-feira, 02 de maio de 2022   Tempo de leitura: 4 minutos

O preço dos produtos é um dos principais fatores na hora da compra online pelos consumidores. O lucro é o objetivo das atividades comerciais, mas não é somente aumentando o preço dos produtos que se obtém lucro. É preciso também entender as estratégias de precificação para que os artigos comercializados continuem competitivos no mercado e se tornem opções de escolha ao cliente.

Neste artigo, vamos entender três métodos de precificação para vender em marketplaces e manter a sua operação online ativa. Confira!

Conheça três métodos de precificação para vender em marketplaces.

O que é precificação e quais são os métodos?

De maneira geral, a precificação é o que estabelece uma margem de lucro na venda para tornar o processo viável ao lojista e também ao cliente.

Para calcular a precificação, é possível se basear em três métodos:

  • Através da avaliação da concorrência: para quem vende em marketplaces, esse método é bastante utilizado. Para se manter competitivo nas vendas, é importante tentar se aproximar dos valores de mercado, colocando um valor a mais por algum benefício extra, mas sempre analisando a concorrência.
  • Calculando o markup: essa é uma fórmula para quem não quer ficar no prejuízo através do produto adquirido. O cálculo através de markup propõe cobrir todos os custos do processo. Markup = 100/100 – (despesas variáveis + despesas fixas + lucro presumido).
  • Através de análise de margem de contribuição: outro cálculo que se pode fazer é analisar a margem de contribuição que é obtida a partir do valor de venda menos os custos e despesas variáveis.

Qual a importância da precificação na hora de vender em marketplaces?

A precificação correta faz com que o negócio obtenha lucros, mas também se mantenha competitivo no mercado. O e-commerce é um lugar onde os concorrentes estão sempre muito perto, a um clique de distância. Por isso, não é mais somente o preço que importa na hora da compra, mas sim os benefícios e a experiência na jornada de consumo. Mas, de toda forma, se um produto for muito mais caro do que a maioria dos concorrentes, ele passa a ficar fora das opções do consumidor. E quando ele fica muito mais barato, o lojista é que pode ter problemas para obter lucro com a venda.

Gestão integrada para vender online

Para quem busca proporcionar boas experiências de consumo ao cliente, não pode se esquecer de manter a gestão integrada. Através de um ERP online e com armazenamento em nuvem, é possível integrar a sua loja virtual aos maiores marketplaces do mercado mantendo a organização e atualizando a precificação de maneira descomplicada. O negócio online precisa se manter competitivo dentro dos marketplaces para criar maior presença digital e vender mais.

O comportamento do consumidor está cada vez mais omnichannel, e as marcas devem estar conectadas aos canais de venda para ir ao encontro dos clientes. Com a automatização da gestão, os setores do negócio permanecem interligados e a organização entre estoque, vendas e entregas fica automatizada. O processo traz mais praticidade, assertividade e também mais tempo para o gestor pensar em estratégias de vendas criativas.

Leia também: Precificação para e-commerce: como lucrar e ainda ganhar vantagem competitiva?

Gostou desse artigo? Não esqueça de avaliá-lo!
Quer fazer parte do time de articulistas do portal, tem alguma sugestão ou crítica?
Envie um e-mail para redacao@ecommercebrasil.com.br

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER