Precificação no e-commerce: 5 dicas para ter mais eficiência

por Diego Andrade Terça-feira, 29 de junho de 2021   Tempo de leitura: 6 minutos

Saber trabalhar com a precificação no e-commerce é muito importante. Uma loja virtual, para ter sucesso, precisa ter um preço adequado em tudo, desde os seus produtos até sua marca, sistemas e, claro, a loja virtual em si. É por isso que existem muitas empresas que fazem a avaliação do valor de um site ou negócio, com a Yenom sendo a mais famosa delas.

Normalmente, a precificação no e-commerce é vital para fechar mais ou menos vendas. Especialmente agora, durante a pandemia do novo coronavírus, em que o faturamento aumentou 41% e 13 milhões de pessoas passaram a comprar pela Internet. Saber como colocar preço nos seus produtos é estar um passo mais próximo de atrair o cliente e bater o seu concorrente na briga por aquele negócio.

imagem de pessoa fazendo cálculos com uma caneta ao lado de uma calculadora, representando precificação de uma marca
Saber como colocar preço nos seus produtos é estar um passo mais próximo de atrair o cliente.

Quer saber como trabalhar bem a precificação no e-commerce? Então siga a leitura do artigo abaixo para ver algumas dicas!

1- Use a precificação no e-commerce como estratégia

A precificação é importante para a saúde financeira da empresa, mas também pode ser uma estratégia de negócios, sabia? Pois é! Através dela, é possível atacar o mercado, buscar um novo posicionamento e muito mais.

Por exemplo, suponha que você trabalhe em dois segmentos: você vende camisetas de cultura geek e itens de decoração de cultura geek. Os itens de decoração você domina: é um dos maiores players do mercado. Já na parte de camiseta, não tem muito sucesso.

É possível usar a precificação desses itens (especialmente em conjunto com o segmento em que você é mais bem-sucedido) para alcançar a maior parte do mercado. Depois de conseguir um bom volume de vendas, pode aumentar um pouco o preço para melhorar sua margem de lucro. Essa é uma estratégia de precificação no mercado. Existem outras, claro. Estude as que são mais importantes para você.

2 – Estude os componentes do seu preço

Para fazer uma boa precificação, é vital entender o que está dentro do seu preço. Isso é:

  • custos diretos;
  • custos indiretos;
  • margem de lucro;
  • frete.

Ou seja: não só o seu preço consiste no valor do produto em si, mas também no frete. Afinal, esse é um dos elementos mais importantes do e-commerce. Na prática, você precisa entender os componentes únicos do seu preço para entender como diminuí-los e ganhar mais margem de manobra.

3 – Poupe no frete sempre que puder

O frete é um dos fatores que mais pesam na tomada de decisão do consumidor, sabia? Segundo o Google, 63% de todos os abandonos de carrinho acontecem por causa do frete.

Por isso, é vital entender o frete como parte do seu preço. Sempre que puder, portanto, tente reduzir o preço do frete o máximo possível. Por exemplo, faça as contas em relação ao valor do frete de um local com base na sua margem de lucro. Se o frete couber dentro da margem de lucro e ainda sobrar um bom valor, vale a pena oferecer frete grátis dentro de um determinado limite.

Faça as contas e veja o que faz mais sentido para você. Se for o caso, tente reduzir os custos diretos ou indiretos da sua loja para abrir espaço para fretes que são mais baratos, como aqueles na sua região.

4 – Use a psicologia a seu favor

Você sabia que a psicologia é muito importante na hora da tomada de decisões dos clientes? Isso tem tudo a ver com a precificação no e-commerce. Por exemplo, você já reparou que muitas lojas apresentam algo como “10 vezes de R$15,00” em vez de “R$150,00” no preço de um produto?

Isso acontece porque o subconsciente da pessoa entende aquele produto como mais barato do que realmente é. Isso ajuda a ultrapassar algumas objeções e tornar a venda mais certeira.

5 – Entenda a relação preço e valor

Você acha que um carro que custa R$ 50.000,00 é barato ou caro? Bom, depende do modelo, né? Uma Ferrari neste preço é barata. Um Fusca 1975, todo acabado, é caro.

Por que o mesmo preço é visto de forma diferente? Porque há uma diferença entre valor e preço. Valor é o que o consumidor leva, preço é o que ele paga. Portanto, é importante que você entenda o valor do seu produto para fazer uma precificação que permita que você explore uma boa margem de lucro, mas também torne seu produto atraente.

Prontinho! Agora que você já viu essas dicas de precificação no e-commerce, poderá usar o preço a seu favor para conseguir novos clientes. Lembre-se de que mais barato nem sempre é melhor: é preciso encontrar o equilíbrio entre uma boa margem de lucro e um preço convidativo. Além disso, não esqueça a relação entre preço e valor, que mencionamos antes. Isso é vital para o sucesso da sua loja.

E aí, gostou das dicas? Depois desse conteúdo, o preço dos seus produtos vai aumentar ou diminuir? Comente abaixo!

Gostou desse artigo? Não esqueça de avaliá-lo!
Quer fazer parte do time de articulistas do portal, tem alguma sugestão ou crítica?
Envie um e-mail para redacao@ecommercebrasil.com.br

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER