Acesso rápido

Práticas valiosas para um e-commerce de alimentos

por João Paulo Arraes Quinta-feira, 31 de janeiro de 2019   Tempo de leitura: 6 minutos

A praticidade de comprar online está atraindo cada vez mais consumidores. E essa facilidade faz com que os adeptos da prática de consumir sem sair de casa resolvam comprar boa parte dos itens que precisam através da internet, inclusive comida – daí o surgimento do e-commerce de alimentos.

Em fase de crescimento, o setor alimentício vem ao encontro desse perfil amadurecido de consumidor e tem boas perspectivas de crescimento nos próximos anos. De acordo com uma pesquisa divulgada pela Kantar Retail, até 2025 as vendas pela internet no segmento de varejo alimentar devem atingir 3% da parcela total de vendas. Isso representaria um crescimento de 30% e 40% ao ano.

Se você está de olho nesse cenário otimista, mostrarei na sequência algumas dicas valiosas para operar e ter sucesso com um e-commerce de alimentos.

Tenha cuidado ao armazenar

O cuidado que você demonstra com o seu produto em todas as fases de produção transmite mais confiança ao seu consumidor. E entre essas fases, um momento importante e indispensável para garantir a qualidade do produto na entrega ao cliente, é a hora de armazenar. Preocupe-se com a forma como guarda sua matéria-prima e seu produto pronto, pode ser exigida uma temperatura adequada, por exemplo.

A embalagem utilizada também deve estar de acordo com o tipo de alimento que você vende. Contudo, quando falamos de alimentos, há sempre a necessidade de seguir uma legislação pré-estabelecida por órgãos competentes, fator que passa pelo tópico a seguir.

Comprometa-se com a segurança alimentar

Não há nada pior do que comer em um restaurante que a comida não cai bem. Depois de uma experiência ruim, dificilmente vamos voltar a consumir no mesmo local. O mesmo vale para um e-commerce. Se você trabalha com venda de pratos congelados, por exemplo, precisa seguir todas as regras da Anvisa e da Vigilância Sanitária para a preparação dos alimentos.

Também é importante mostrar para o consumidor que você se compromete com a segurança dele, isso faz com que ele deposite mais confiança no seu produto e sinta-se mais seguro para efetivar uma primeira compra.

Ofereça entrega rápida

Diferentemente de produtos não-perecíveis, as pessoas não estão dispostas a esperar muitos dias para receber o produto. Ou seja, você vai precisar de uma logística rápida e eficiente. Além disso, fique atento aos dias de maiores picos e prepare-se com antecedência. Por exemplo, se você serve pratos para emagrecimento, sabe que irá atender mais pedidos no almoço de segunda-feira. A preparação também vale para um aumento de pedidos em determinada época do ano.

Outra dica é levar em conta as necessidades que o produto demanda para entrega. Imagina comprar batatas chips e recebê-las todas quebradas porque não tiveram o transporte adequado?!

Disponibilize um espaço para comentários

Como falei no item anterior, a confiança do cliente é fundamental para que ele sinta-se seguro ao comprar. Mas o que fazer para o consumidor acreditar em você e no seu produto? Simples, estimule outros compradores a deixar comentários.

Se você realmente se compromete em preparar um produto de qualidade, os seus clientes vão elogiar e deixar comentários positivos no site. E assim como no mundo real, quando estamos prestes a escolher um local para comer, as recomendações positivas são um importante fator de decisão.

Insira as informações no rótulo

Quem compra alimentos pela internet quer segurança, por isso, na página do produto deixe bem visível as informações sobre aquele produto. Insira a tabela nutricional, peso, prazo de validade, tamanho, se tem glúten, lactose ou qualquer outra substância que é proibida para pessoas intolerantes. Na descrição especifique também outras informações que podem ser interessantes ao consumidor, tal como os benefícios daquele alimento.

Adicione fotos atrativas

Quem nunca ouviu a expressão “comer com os olhos”? Pois bem, essa é uma grande verdade. Nós nos sentimos atraídos por imagens de alimentos, tanto que muitas vezes compramos algo sem ao menos estar com fome. Use isso a seu favor e prepare fotos bem produzidas e chamativas. Só tenha cuidado para não tratar demais as imagens e deixá-las muito diferentes do que seu produto é de verdade. Isso pode causar uma má impressão quando o cliente receber o alimento.

Invista em um bom atendimento

Essa é uma dica que vale para todos os negócios. Um bom atendimento garante satisfação e fidelidade do cliente. Procure diversificar os canais de atendimento, como WhatsApp, redes sociais e telefone, sempre pensando que deve manter a qualidade em todos eles. Também é interessante disponibilizar um chat diretamente no seu site para o visitante tirar dúvidas sem sair da sua página.

Promova uma navegação facilitada

Assim como falei no começo desse texto, o consumidor está em busca de comodidade. Nesse sentido, também utiliza canais práticos para realizar sua compra, como o próprio celular. Por essa razão, investir na navegação mobile de forma a proporcionar uma excelente experiência ao usuário é uma obrigação nos dias de hoje. Além disso, sua loja deve oferecer um check-out descomplicado e intuitivo, bem como possibilitar diferentes formas de pagamento, entre outras boas práticas gerais para um e-commerce.

Espero que essas dicas te ajude a iniciar ou impulsionar seu e-commerce de alimentos. A partir dessas práticas, você com certeza conseguirá se posicionar como uma referência de loja virtual no segmento!

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

 

Deixe seu comentário

0 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.