Acesso rápido

Como os pontos de retirada beneficiam até o planeta

por João Cristofolini Sexta-feira, 03 de agosto de 2018   Tempo de leitura: 7 minutos

Pontos de retirada e coleta de mercadorias têm mesmo muito benefícios. Você provavelmente já conhece alguns deles.

São ótimos para o consumidor, que coloca as mãos em sua encomenda no dia e horário mais conveniente, sem risco de não recebimento.

São também ideais para o e-commerce, pois poupa recursos importantes em entregas e trocas e devoluções de mercadorias. É interessantes até mesmo para transportadoras, que veem seus custos logísticos caírem.

Por fim, são bons também para os lojistas. Isso por atraírem mais público e geram mais vendas em seus estabelecimentos físicos.

Mas não para por aí. Neste artigo, vamos mostrar como até o planeta Terra sai ganhando com essa solução inovadora.

5 benefícios dos pontos de retirada para o planeta

Confira a lista que preparamos de benefícios indiretos que os pontos de retirada, ou pick up points, acabam gerando para o planeta.

São mais algumas boas razões para olhar com carinho para esse modelo de negócio.

1. Menos trânsito

A adoção dos pontos de retirada permite que as encomendas sejam direcionadas a locais específicos, não sendo mais necessário acessar o endereço de cada consumidor individualmente.

Isso não apenas reduz os deslocamentos necessários, como as rotas percorridas e, principalmente, o número de carros nas ruas.

Lembrando que, atualmente, a frota do Brasil se aproxima dos 100 milhões de veículos – mais precisamente, são 98.783.909, segundo dados atualizados do Denatran, o Departamento Nacional de Trânsito.

E quando o trânsito é menos intenso, os benefícios se propagam.

2. Menos poluição

Você provavelmente acredita que o pior do trânsito são os acidentes, não é mesmo? Mas saiba que a poluição causa mais mortes.

Um estudo realizado no Rio de Janeiro, inclusive, identificou que os óbitos relacionados à poluição representam quase o dobro do que aqueles registrados em colisões e atropelamentos.

Na capital carioca, em média, 14 pessoas morrem por dia em decorrência de doenças originadas na baixa qualidade do ar. E 77% da poluição no Rio vem dos carros, segundo o mesmo estudo.

Mas não esqueça que o problema dela não se limita à saúde pública. Portanto, ao reduzir o número de veículos das ruas, os pontos de retirada dão a sua contribuição para diminuir também os danos causados à atmosfera, efeito estufa, ocorrências de chuva ácida, entre outras consequências da poluição.

3. Menos veículos pesados

E por falar em poluição, é impossível não associar o fenômeno a veículos pesados, como caminhões e ônibus.

Um estudo divulgado há poucos dias pela USP (Universidade de São Paulo), aponta que esses veículos representam apenas 5% da frota na capital paulista, mas respondem por quase metade da poluição do ar na cidade.

Como o modal rodoviário ainda é o mais utilizado para a circulação de mercadorias pelo país, não há como tirar os veículos pesados das ruas.

Mas há como reduzir o seu número. E os pontos de retirada possibilitam isso ao concentrar as entregas em um menor número de locais. É mais uma pequena conquista para o planeta.

4. Mais veículos limpos

Se é verdade que os veículos pesados, no modelo de pick up points, não acessam individualmente o endereço de cada consumidor, também é verdade que esse consumidor precisa se deslocar para buscar a sua encomenda, certo?

Sim, o princípio é esse, mas há um diferencial bem importante para efetivamente reduzir o trânsito. Cabe lembrar que a proposta do modelo é ter pontos de retirada o mais próximo possível do consumidor.

Dessa forma, ele pode tranquilamente se dirigir ao local a pé, de metrô ou de bicicleta, fazendo também a sua parte por um mundo melhor. Ou até mesmo aproveitar a rota do trabalho e casa, sem gerar rotas adicionais de deslocamento, com uma parada no posto de gasolina, no mercado ou na lavanderia do caminho habitual.  

Na França, uma única empresa tem locais estabelecidos a 10 minutos de 83% da população. 

5. Redução do consumo

Essa é uma questão bem interessante. Afinal, estamos falando de uma solução logística justamente direcionada ao consumo.

Como ela pode, então, contribuir com a sua redução?

Pode parecer estranho, mas experimente observar o modelo com mais atenção e você verá uma mudança importante.

Em primeiro lugar, o menor número de veículos e a diminuição em seus deslocamentos impacta diretamente no gasto de combustíveis.

É uma questão matemática, afinal.

Além disso, outros componentes que apresentam desgaste no dia a dia acabam tendo a sua vida útil estendida.

É o caso dos pneus, para citar um exemplo.

E se eles não precisam ser substituídos agora, há uma redução de consumo, concorda?

Aplique essa lógica à imensa frota que diariamente está envolvida com entregas e coletas de mercadorias adquiridas no e-commerce. Através dela é possível identificar o bem que o modelo de pick up points faz ao planeta.

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

 

Deixe seu comentário

0 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.