Pinterest: como entrar e se destacar na plataforma

por Marcos Bonilha Quarta-feira, 07 de agosto de 2019   Tempo de leitura: 10 minutos

Na última vez que escrevi sobre o Pinterest, expliquei como essa peculiar rede social funcionava. E como, ao contrário de outras redes sociais, conseguia ter lucratividade, aumento de usuários de modo sustentável e maior intenção de compra dentro da própria rede.

Lembrando que dos usuários que utilizam o Pinterest, 55% se inspira na rede para uma decisão de compra — usando o site para esse fim. No Facebook, esse número é de 12%, enquanto no Twitter é de 9%.

Sendo assim, há infinitas possibilidades para utilização do Pinterest. Seja para vendas, divulgação de marcas, conversões… Enfim, como mais uma ferramenta efetiva dentro da estratégia do e-commerce.

Mas, para que o Pinterest seja realmente útil dentro da estratégia de vendas é necessário aparecer. E, claro, convencer.

Criando uma conta business

Primeiramente, crie uma conta business. Ao contrário de algumas, digamos, dificuldades para criar uma conta comercial nas outras redes, no Pinterest é bem fácil e intuitivo. Basta acessar esse link e seguir o passo-a-passo.

Criada a conta, muito importante ressaltar e lembrar que o Pinterest é uma rede de compartilhamento de imagens que inspiram. Elas precisam ser atraentes, originais, autênticas e que guiem o visitante até o objetivo final — seja a visita à sua página, inscrição ou uma conversão futura, seja em leads ou vendas.

Todos na mesma página

Aqui, uma sinergia entre os departamentos de marketing, conteúdo e social media será de extrema importância — para desenvolver as melhores estratégias para publicação desses conteúdos. Do contrário seguindo as mesmas estratégias utilizadas em outras redes, teremos apenas a replicação do que já ocorre em outros canais. E, claro, não haverá resultados concretos.

Nesse ponto, “destrinche” tudo que o Pinterest oferece. Há disponibilidade de uma página de Recursos e Guias. Nela, é possível estudar as práticas recomendadas e conhecer dicas de especialistas para explorar ao máximo o potencial da sua página.

Estratégias dentro do Pinterest

Ao contrário do Facebook, por exemplo, o Pinterest não faz de tudo para que você não saia dele ou lhe “pune” caso insira links externos às suas postagens. Pelo contrário, a rede de imagens trabalha essas questões em conjunto. Seja incentivando links externos, tais quais como “calls to action” dentro da ferramenta; seja criando estratégias para que haja conversões dentro da própria ferramenta.

Para isso é necessário criar imagens que atendam às especificações da ferramenta. Segue abaixo algumas dicas primordiais, sugeridas pela própria ferramenta:

  • Utilize imagens verticais de alta resolução, que se destacarão nos feeds das pessoas. Utilize a taxa de 2:3 (algo em torno de 1.000 x 1.500 pixels). Proporções diferentes dessa podem fazer com que as imagens “cortem” ou afete de forma negativa o impacto desejado;
  • Sua marca ou produto que são o destaque da sua imagem. Coloque em evidência, na frente e no centro. Não utilize imagens difíceis de compreender ou com estilo diferente do que deseja mostrar. Principalmente que não mostrem o que deseja destacar ou que fiquem em segundo plano;
  • Dê contexto ao Pin. Lembre-se: as imagens devem inspirar seus visitantes e estimulá-los a entender o motivo do seu produto ou ideia ser a melhor a opção para eles. As imagens devem mostrar o contexto e dar vida à sua postagem. Mostre claramente como alguém pode usar seu produto, testar seu projeto, decorar seu ambiente… Enfim, inspire;
  • Inclua sua marca. Coloque seu logo em todos os Pins que você fizer, mas sem exageros. Fixe nas imagens para seus visitantes relacionarem seus produtos à sua marca. Porém, sem que isso sobressaia aos produtos ou serviços, sob o risco de não atender ao objetivo. Obviamente, evite o canto inferior direito. Afinal, esse ponto fica coberto pelos ícones do Pinterest.
  • Complemente suas imagens com títulos e textos curtos. Essa estratégia faz seus Pins se destacarem, melhora o contexto da imagem e passa uma mensagem ainda melhor para seu visitante. Textos diretos, curtos e concisos facilitam a leitura nos smartphones.

Lembre-se de que o Pinterest é totalmente responsivo. Logo, siga essas dicas para suas imagens funcionarem tanto no desktop como no mobile.

Vídeos no Pinterest

“Bacana trabalhar imagens, mas gostaria de algo a mais. É possível trabalhar vídeos e gifs no Pinterest?”

Claro que é possível!

Nem todos possuem recursos e tempo para trabalhar vídeos em seus e-commerces. Ou, até mesmo, têm conhecimento para desenvolver nessa área. Felizmente, o próprio Pinterest oferece dicas que podem despertar o “Glauber Rocha” dentro de você — bastando uma câmera na mão e uma ideia na cabeça.

  • Prenda a atenção com vídeos curtos. Impacte logo de cara para prender atenção de seus visitantes. O vídeo precisa ser simples e direto. Segundo o próprio Pinterest, vídeos de 6 a 15 segundos são os que melhor funcionam dentro da ferramenta;
  • Áudio não é tão relevante. A grande maioria dos vídeos é reproduzida sem áudio pelas pessoas. Utilize os textos e legendas para transmitir melhor sua mensagem sem depender muito do som;
  • Assim como nas imagens, faça vídeos inspiradores. O Pinterest afirma que os vídeos com melhor desempenho são os que ensinam a fazer algo — ou inspiram as pessoas a experimentar novidades. Desenvolva vídeos criativos, que despertem esses desejos nos seus visitantes;
  • Escolha uma imagem de capa com forte destaque. O que isso tem a ver com vídeos? Tudo! A imagem de capa aparece no feed das pessoas. Ela deve dar a exata noção do que o público espera assistir. Sem contar que os algoritmos do Pinterest também direcionam a exibição dos vídeos para o público certo, de acordo com sua imagem de capa;
  • Otimize seu vídeo. Aqui é SEO básico. Títulos curtos e diretos, descrições e hashtags auxiliam o vídeo a ser descoberto nas pesquisas. Antes de publicar novos vídeos, passe algum tempo vendo e recebendo seu próprio vídeo. Tudo para verificar se está de acordo com as boas práticas, se está atingindo o público certo… Enfim, explore ao máximo seu próprio conteúdo.

A rede social possui um analytics bem completo e fácil de utilizar. Portanto, explore ao máximo os dados coletados para ajustar as estratégias de campanhas.

Shop the Look

O Shop the Look é mais ou menos ao equivalente ao “Instagram Shopping”  do Pinterest. Por trabalhar com o visual, o Pinterest entende que facilita identificar seus gostos. De acordo com o seu estilo, maneira de decorar a casa, escolhas de imagens de viagens… Mesmo que não saiba exatamente como descrever com palavras o que está buscando.

Logo, a ferramenta “entende” que esses “gostos” são um desejo de consumo. Consequentemente, que naquele momento o visitante gostaria de adquirir aquele item ou serviço para si — bastando clicar no link da loja para partir para compra.

Pensando nisso, o Pinterest apostou no Shop the Look para encontrar itens específicos dentro das imagens ou, até mesmo, utilizar a câmera para buscar itens semelhantes.

Recomendação de compras

Assim, é possível ver os valores e estoque dos produtos direto nas imagens — com links que levam direto para a página do produto. Embaixo do Pin, ainda há uma área de recomendações de compras. Ali há mais Pins de acordo com a área e estilo que está observando, podendo ver mais itens de variadas marcas e faixas de valores.

O visitante utiliza o Shop the Look na web ou no ambiente mobile, tocando nos círculos branco — produtos escolhidos pela marca – que aparecem nos Pins. Basta tocar no produto, que ele entrará no site da sua marca e poderá fazer a compra com poucos cliques direto lá.

Pincode

O Pincode é o inverso da ideia original do Pinterest, escaneando o mundo real para salvar em seus boards online e podendo compartilhar.

Utilizando a câmera dentro do aplicativo do Pinterest ou que possua a função acoplada, basta escanear os QR Codes disponíveis nas lojas ou ambientes físicos. Num instante, terá salvo aquela ideia, produto e decoração, e poderá compartilhar com a família, decoradores, arquitetos, etc. Um recurso bem simples e que pode expandir o conceito e ideia de omnichannel.

Vem mais por aí

Enfim, o Pinterest é uma rede social que já é realidade e está onipresente na vida das pessoas — apesar de não ter o mesmo buzz e marketing de suas “concorrentes”. Ainda assim, está dando lucro, crescimento sustentável e expandindo suas operações de maneira economicamente saudável.

Além de tudo que foi explanado por aqui, em breve deve chegar ao Brasil opções de anúncios e promoção de Pins, Será mais uma alternativa para quem deseja trabalhar nesta rede. Afinal, acrescentará mais uma linha de estratégia de divulgação, promoção e captação de sua marca e produtos.

Confira algumas das marcas nacionais que estão no Pinterest e fazendo sucesso por lá:

Tastemade Brasil
Tok & Stok
Carrefour Brasil
Manual do Homem Moderno
Food Network Brasil
Casa Vogue

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

 

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.