Planejamento: para vender online é preciso olhar para dentro!

por Rodrigo Mandelli Segunda-feira, 27 de abril de 2020   Tempo de leitura: 3 minutos

O ano de 2020 começou com muita expectativa, mas logo cedo fomos assolados pela pandemia causada pelo coronavírus. E ainda, neste momento, não sabemos a extensão da sua consequência.

Todavia, este artigo não é relevante para o momento atual. Ele é uma mensagem relevante para todos os momentos.
A corrida pelas alternativas é justa e necessária. Todos temos que buscar caminhos para conseguirmos superar o momento. Projetos para implantação de lojas virtuais estão em ebulição, e isso é natural. Porém, é necessário planejamento.

Muitas lojas foram corretamente implantadas em 15 ou 20 dias, mas vender é uma etapa mais complexa. Cumprir as expectativas do cliente é outra conversa! Não pense você que o cliente aceitará uma operação mediana e uma experiência de compra que deixa a desejar. É necessário planejamento e ele vai além da tecnologia e usabilidade. Ele implica muito processo!

Buscar uma solução de plataforma para vender online é fundamental, mas a tecnologia é o MEIO e não o fim. Muito menos o início. Ter uma boa plataforma é indispensável para transformar este processo em solução. No momento de implantar um canal de e-commerce (canal, e não “plataforma”) a seleção da plataforma é startada após vencidas várias etapas. Ela se inicia após estudar nicho de produto, cliente, viabilidade e necessidades. Em paralelo a isso toda a estruturação de processos, estruturação de equipe e operação, logística, atendimento, etc…

Antes do fit da dimensão, projeção e expectativa para a seleção das melhores soluções, é fundamental montarmos o processo interno da operação. É necessário olhar para dentro e existem diversos passos a serem considerados internamente antes de partirmos para a solução de “MEIO” (tecnologia).

Entendendo o mercado

Primeiramente entenda se o seu nicho de produto tem aderência e qual é a complexidade de comercializá-lo pela Internet. Procure saber se existe cliente interessado em buscar a sua solução ou produto pelo meio digital.

  • Como será o processo logístico?
  • Seu prazo de entrega está coerente com a realidade do mercado?
  • O processo interno de picking e packing possui capacidade de atuar com a agilidade necessária?
  • Há solução de transporte viável em custo e tempo?
  • Sua equipe consegue dar manutenção em produtos?
  • Imagens, informações técnicas, conteúdos informativos existem ou há capacidade de produzi-los?
  • Há possibilidade de investimento em mídia?
  • Quais serão os canais de divulgação?

Estas pequenas dicas muitas vezes passam batidas. Seleção de gateway de pagamento, anti-fraude, gateways de frete muitas vezes não passam nem perto do planejamento para a implantação deste novo modelo de negócio — e isso tende a cobrar um preço muito alto durante a evolução do negócio.

Portanto, venda online! Mas preserve o seu negócio acima de tudo! E-commerce é uma excelente alternativa quando pensamos no todo. Especialmente porque todo o circuito gira em torno do que o seu cliente deseja. E, no momento, o aumento da oferta e de novos players vendendo online vai exigir preparo e diferencias importantes para todos!”

Gostou desse artigo? Não esqueça de avaliá-lo!
Quer fazer parte do time de articulistas do portal, tem alguma sugestão ou crítica?
Envie um e-mail para redacao@ecommercebrasil.com.br

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.