A paginação infinita pode ser um problema no seu e-commerce

por Carlos Eduardo de Carvalho Terça-feira, 13 de junho de 2017   Tempo de leitura: 3 minutos

Atualmente vemos inúmeros e-commerces deixando de trabalhar a paginação padrão nas categorias e estão carregando os produtos com paginação infinita, conhecido principalmente como infinite scroll. Conforme o usuário vai rolando a página para baixo, um script é ativado e os produtos são carregados. No começo pode parecer prático mas isso gera um problema que muitos desconhecem.

Os mecanismos de busca precisam ver o conteúdo das páginas para listá-las em seus índices. Eles também precisam ter acesso a uma estrutura de link rastreável –  estrutura que permite os crawlers percorrerem os caminhos de um site – a fim de encontrar todas as suas páginas. Centenas de milhares de lojas cometem o erro crítico de esconder a sua navegação. Isso acontece acidentalmente quando usamos uma página infinita. Dessa forma os motores de busca não podem acessar e compreender a importância de determinadas URLs.

O infinite scroll é estruturado, em grande parte, usando o JavaScript (JS). O Google sempre teve limitações na sua capacidade de renderizar páginas com esse tipo de código e a partir de 2014 ele atualizou algumas diretrizes técnicas em relação ao JavaScript. Após ler alguns artigos e realizar alguns testes pude comprovar que se algum script é ativado automaticamente, sem interação humana no carregamento da página, os crawlers conseguem ler suas alterações. Como no scroll infinito é necessário a interação de rolar a página para baixo, os buscadores não veem as mudanças.

Como assim?

A imagem abaixo exemplifica a linkagem de uma loja com categoria em paginação infinita. Inicialmente ela carrega 10 produtos e os demais só aparecem após rolar a página para baixo.

Podemos observar que o produto 11 só consegue ganhar relevância e ser indexado pois recebe link dos “itens relacionados” da página de produto 2. Já o produto 12 não recebe links e por isso os buscadores não dão importância a ele.

Mesmo o crawler do Google cada vez mais inteligente, na paginação infinita das categorias, a maioria dos produtos não são vistos pelo buscador. Se temos 80% dos produtos de uma loja sendo carregados por JS, vamos ter problemas para posicionar e indexar a maior parte deles.

Os links funcionam como ruas para os crawlers chegarem até as páginas. Se não temos vias de acesso, o Google entende que não há relevância no destino. Dessa forma, os produtos os quais são carregados no infinite scroll, na maioria das vezes, podem performar mal por não receberem links internos visíveis aos buscadores.

Mas existe alguma maneira de ser amigável aos mecanismos de busca? Sim, existe.

Porém na maioria das vezes as plataformas são limitadas e não permitem uma implementação totalmente amigável. Até o presente momento, me deparei apenas com um cliente que foi possível fazer esta aplicação correta. Nas demais plataformas sempre tive que trabalhar com soluções paliativas.

Por isso tenha cuidado com essas páginas infinitas. Elas podem estar atrapalhando seu negócio.

Deixe seu comentário

1 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Hospedado por: Dialhost Transmissão de Webinars: Leads Qualificados: Dialhost Recrutamento & Seleção: Dialhost Métricas & Analytics: MetricasBoss People Marketing: Dialhost

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.