Os principais erros do comércio eletrônico nas vendas online

por Guilherme Lippert Segunda-feira, 20 de setembro de 2021   Tempo de leitura: 4 minutos

Próximo do último trimestre do ano, aumentam as expectativas do varejo online para datas sazonais. como Dia das Crianças, Black Friday e Natal. Aproximadamente 32% dos brasileiros pretendem aumentar o consumo de vestuário, e 29% planejam comprar aparelhos eletrônicos, segundo o levantamento “Retomada do Consumo 2021”, realizado pela Inteligência de Mercado Globo.

Porém, muitos varejistas cometem alguns erros que podem prejudicar as vendas e a experiência do consumidor. Pensando nisso, eu listei abaixo os principais equívocos das PMEs nas vendas online.

1) Atendimento

O consumidor atual é 24×7, ou seja, está disposto a comprar a qualquer momento do dia. Para isso, as empresas que migram para o digital focam muito em preço, mas pecam no suporte ao cliente.

O cliente não quer ser mais atendido apenas em horário comercial. Muito pelo contrário, boa parte das pessoas começaram a efetuar compras após o horário de expediente, no período noturno. Muitas delas se frustram, pois, quando têm alguma dúvida no momento da compra e precisam de auxílio, não há um suporte. Hoje, existem muitas ferramentas, como chatbot, capazes de oferecer esse suporte pontual para sanar dúvidas, que, muitas vezes, não precisam de um atendimento humano.

2) Base de clientes

Um erro bastante comum: as empresas não utilizarem sua base de clientes para fazer remarketing, como oferecer descontos, destacar produtos em promoções, disponibilizar frete grátis, entre outros benefícios.

Às vezes, uma empresa tem um perfil no Instagram com aproximadamente de 3k a 8k seguidores, o que não é muito, mas foi construído organicamente ao longo de anos, e não utiliza aquela base para compartilhar promoções, por exemplo. Em outros casos, um e-commerce já possui um certo número de pessoas cadastradas, mas não realiza um e-mail marketing. As empresas às vezes focam tanto em conseguir novos clientes, mas se esquecem de fidelizar quem já consumiu ou comprou na sua loja.

3) Empresa omnichannel

Entrar no online não é mais uma opção, é questão de sobrevivência. Porém, as empresas não podem se esquecer de oferecer experiência como diferencial. E, para isso, elas devem estar em todos os canais. Segundo o relatório da CX Trends, para 81% dos entrevistados, a experiência é o principal fator para voltar a comprar na mesma loja.

O empreendedor precisa utilizar as redes sociais e o WhatsApp para se comunicar com o seu cliente, estar inserido no e-commerce ou em marketplaces com o intuito de vitrine para os seus produtos, e integrar o digital com a sua loja física para oferecer uma experiência completa e satisfatória para o consumidor.

4) Descrição e fotos

Muitas vezes, antes mesmo de um consumidor decidir por uma compra, ele utiliza o meio online para realizar pesquisas. Nesse momento, é fundamental que o produto tenha uma descrição completa, com imagens e vídeo, se possível.

É comum empresas perderem vendas, pois, quando o usuário está navegando em sua loja online buscando informações sobre uma determinada mercadoria, ele não encontra todos os detalhes que busca e acaba migrando para outro site. É crucial inserir todas as informações sobre o produto: tamanho, peso, voltagem, cores disponíveis, consumo de energia, durabilidade da carga, entre outros pontos. Além, é claro, de recomendações de outros consumidores.

5) Logística

Organize-se para não frustrar seu cliente. Nesse sentido, preocupe-se com a integração entre site e estoque para que, após a conclusão da compra, o usuário não seja surpreendido com uma mensagem informando que a mercadoria escolhida não está disponível.

Entenda a melhor forma de logística. O dropshipping, por exemplo, é um modelo em que o fornecedor envia os produtos diretamente ao cliente final. Por outro lado, o crossdocking é um sistema logístico em que as encomendas são recebidas em um centro de distribuição especializado e, em seguida, preparadas para serem despachadas e entregues ao consumidor final.

 

Gostou desse artigo? Não esqueça de avaliá-lo!
Quer fazer parte do time de articulistas do portal, tem alguma sugestão ou crítica?
Envie um e-mail para redacao@ecommercebrasil.com.br

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER