A orquestra do e-commerce no Brasil

por Dyego Oviedo Segunda-feira, 20 de março de 2017   Tempo de leitura: 5 minutos

Eu sempre digo que ser um gerente ou proprietário de e-commerce é uma empreitada de muita coragem. Os responsáveis por uma loja virtual precisam ter uma visão ampla e analítica sobre vários fatores chave de sucesso. Não basta investir R$ 20 mil em Google Adwords ou apenas mudar a cor do botão “comprar”. É preciso dar conta de obter um bom desempenho em vários aspectos primordiais para o sucesso.

Uma comparação que sempre costumo fazer é o gerente de e-commerce com um maestro. É como uma orquestra. Você precisa cuidar de vários aspectos, precisa do timing, precisa conectar os pontos e obter alta precisão nas ações executadas. Do pequeno ao médio varejista. Se você cometer um deslize em um fator chave, pode ser o passo decisivo para levar o seu negócio a falência.

Um erro de logística, por exemplo poderia criar fama (negativa) para a sua empresa de que é uma loja que não entrega ou que atrasa 80% o prazo prometido. Principalmente quem possui loja física e um e-commerce, com ou sem estoque integrado, deveria se preocupar com isso. O tempo presente é movido a informação. Rapidamente as informações se dissolvem, principalmente quando não são boas.

Na era em que 24 horas por dia são pouco tempo para as pessoas, gastar energia, tempo e dinheiro cometendo um erro é grande perda. Principalmente um erro que poderia ser previsto, como na maioria dos casos. Por isso, é importante definir claramente suas metas e conhecer cada um dos aspectos chave para o seu negócio, os possíveis problemas e soluções de cada um deles. É preciso uma visão analítica e especialista no assunto, que seja capaz de traçar os melhores cenários e seus respectivos caminhos para o seu negócio.

Se você acha caro fazer isso, imagine perder 500% a mais por não ter feito esse trabalho. Ou pior ainda: você pode estar deixando de ganhar 500% a mais por não se preocupar com esses pontos. Como diria aquele famoso ditado popular: “errando se aprende”. Não é mentira, mas é muito melhor aprender sem errar e sem perder tempo, dinheiro e energia que podem ser usados para crescer sua receita.

Na minha opinião, não é possível falar de marketing sem falar de estratégia, e não é possível falar de e-commerce sem falar de marketing. O marketing em si já é estratégia. Mas tudo no seu negócio deve ser também estratégico. O nome da loja, do produto, fotos ou o post no Facebook, cada detalhe faz a diferença, e deve existir marketing estratégico em cada detalhe.

Assim como uma orquestra, não serão um ou dois detalhes, e sim o conjunto completo dos fatores que vão causar um efeito positivo na sua loja.

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

O projeto E-Commerce Brasil é mantido pelas empresas:

Hospedado por: Dialhost Transmissão de Webinars: Leads Qualificados: Dialhost Recrutamento & Seleção: Dialhost People Marketing: Dialhost

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.