O Uber vai acabar!

por Fred Rocha Quarta-feira, 20 de abril de 2016

Talvez o aplicativo Uber precise acabar, extinguir, encerrar atividades… para quebrar os paradigmas dos serviços regulamentados pelos governos da economia global!

Ele pode acabar mais ou menos como o Napster teve que fechar suas portas em 2001 e deu início a partir daquele momento a real desmaterialização do mercado da música. O Napster era um site, programa, aplicativo de compartilhamento de músicas entre pessoas P2P (Person2Person)

Existe uma grande probabilidade destas empresas disruptivas explodirem e levarem junto com elas uma muralha de restrições e comodismo de toda uma indústria para que a partir dai, o mercado inicie um processo de real mudança.

Eu Fred, acredito que pode ser assim também com o Uber.

Geralmente todo novo negócio disruptivo tem ligação direta com o mercado compartilhado, pois são negócios que nascem diretamente de necessidades coletivas. Leia meu artigo sobre o assunto e entenda um pouco mais a relação entre estas palavrinhas: http://goo.gl/kV7Sre

Estas empresas têm em comum os produtos Intangíveis! E têm como principal foco ajudar o consumidor.

Vamos aos exemplos:

O Uber é o maior empresa de transporte do mundo e não tem carros;
O Facebook é um dos maiores veículos de mídia e não tem conteúdo próprio;
A Netflix não aluga fitas, e você não precisa rebobinar para entregar (os fortes entenderão);
O AirBnb é o maior serviço de hospedagem do mundo e não tem nenhum quarto;
O Alibaba é o maior e-commerce do mundo e não tem estoque;

Ixiiii, mudou tudo, ter sede própria não é mais argumento de vendas.

Voltando para o Uber… O que mais me admira é que talvez ele já esteja pronto para ganhar ou perder.

Lembrando que diferente de outros setores da economia, o aplicativo Uber tem maior dificuldade de operação no mercado comparado a outros serviços, pois o seu setor de atuação ‘’transporte”  é geralmente regulamentado pelos governos, independente do país de atuação.

O Uber está chocando constantemente com as muralhas do modelo antigo de se fazer negócios no seu setor e em breve pode estar explodindo e levando com ele toda esta muralha que trava novos modelos de negócio no setor de transporte, refletindo como tem feito em todos outros setores da economia. Ele está se preparando para este momento criando uma série de serviços e empresas paralelas para suportar seu possível fim, ou uma simples mudança de nome.

Lembrando das centenas de aplicativos similares prontos para entrar em ação, esperando apenas uma pequena oportunidade.

Acredite só está começando, ainda tem transporte coletivo, Logística, Ônibus, Avião, tudo vindo por aí… porque bicicleta já estamos compartilhando.

Nos novos tempos, os negócios são acelerados e propagados através de seus próprios consumidores, que usam esses aplicativos também para compartilhar suas experiências, eles têm seu crescimento em velocidade exponencial. Quem se basear no consumidor como forma de aceleração, sairá na frente.

Isto é Growth Marketing, Tema do próximo artigo…

Acelere ou fique.

Republicado com autorização do autor. Originalmente disponível em: http://varejo1.com.br/o-uber-vai-acabar/

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

Deixe seu comentário

6 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  1. Pode ser que o Uber acabe como mencionou, mas o que esta acontecendo é o aparecimento de empresas com o mesmo espirito e já com alcance global, como a indiana Willgo e outra chinesa… Na verdade o Uber agora representa um segmento, ele não esta mais sozinho.

    Responder
  2. Bom dia gente, na verdade toda a reclamação é válida, porém não devemos generalizar em dizer que todos os taxistas não prestam, pois quando não se tinha o tal Uber… os taxistas serviam a todos, e quando precisam de uma urgência, a quem eles procuram? Na verdade as pessoas que trabalham no Uber simplesmente não têm nenhuma capacitação para conduzir pessoas, pois os que usam o aplicativo nem carro têm… Precisam alugar um carro por $50,00 reais para trabalhar com este aplicativo… cadê a capacitação?… não tem nenhum tipo de preparação entre eles, eu já ouvi até pessoas dizendo que um rapaz que usa o aplicativo do Uber não a respeitou e colocou um som alto e correu demais.. a pessoa reclamou e a perguntou quanto tempo ele teria de carteira e ele a respondendo disse: só 06 meses de carteira, ela ficou com muito medo e disse que iria apanhar mais um carro do Uber. Outra pessoa relatou ter sido assediada por um rapaz que também utiliza o aplicativo, então gente… Como vocês podem falar dos taxistas que são cadastrados com número de TP, onde se pode reclamar e o Uber tem o que para reclamar? que tipo de registro? eu particularmente nunca andei e não pretendo andar de Uber não é agora que entrou um tal de aplicativo que eu agora vou criticar os táxis que tem feito aquilo que nem todos têm a capacidade de entretenimento de trabalho para com as pessoas. Quero que me perdoem pelos erros de português e os pontos e vírgulas… só quero deixar a minha reflexão para todos. Bom dia a todos tenham o meu respeito, taxistas.

    Responder
    1. Sobre o que mencionou do rapaz ter somente 6 meses, isso pode ser mentira pra prejudicar o Uber, pois estou na Uber há 6 meses e garanto que para fazer parte desse grupo tive que cumprir com todas as exigências da empresa, tais como ser cursado no Detran, ser habilitado há mais de 1 ano. Eu já sou habilitado e tenho experiência de mais de 15 anos… Então não tem lógica a sua indignação,

      Responder
      1. Estou de acordo com Fabiana. Realmente qualquer pessoa pode ser um motorista Uber e por esse motivo não temos garantia de que estamos sendo conduzidos por pessoas de bem. Não sou contra ao serviço, mas essa é a minha visão diante do cenário brasileiro. Pelo menos no táxi temos como recorrer a algum constrangimento.

        Responder
  3. Sou parceiro da Uber e sou habilitado há 40 anos, com diversos cursos na minha profissão, já fui taxista e hoje tenho MEI com transportes de
    Táxi, pago meus impostos e não posso exercer minha profissão por quê?

    Responder
  4. Nós brasileiros dizemos com orgulho que somos contra a corrupção, mas utilizamos transporte ilegal, seja como motorista ou passageiro! Onde está a mobilidade urbana? Entupindo com mais carros a cidade? A uber desrespeita a legislação na maior cara de pau, explorando o trabalhador brasileiro.É óbvio que antes deve haver um estudo se a quantidade de transporte individual é de acordo com a população!

    Responder

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.