O rastreio in real time nivela o serviço do e-commerce por cima

por Eduardo Bragança Sexta-feira, 11 de dezembro de 2020   Tempo de leitura: 5 minutos

O crescimento recorrente do e-commerce, o movimento das indústrias encurtando o caminho com o consumidor final, pandemia forçando digitalização das empresas. Todos esses acontecimentos em sequência tem rendido grandes mudanças no e-commerce, no que diz respeito a jornada de compra.

O e-commerce tornou-se a saída para as pessoas comprarem/venderem os produtos, a solução para as empresas manterem-se vivas e com a tecnologia e estratégia correta para sua realidade, alcançar níveis de venda nunca antes alcançados.

A digitalização das empresas também agiliza movimento de unificação entre o físico e o digital. Muitos acreditavam que o digital iria substituir o físico, entretanto, o consumidor possui necessidades específicas que, ora serão atendidas pelo digital, ora serão atendidas somente pelo comércio físico, como provar produtos, tocá-los, ver pessoalmente.

O fato é que o físico se unirá ao digital, o futuro é omnichannel, com mudanças que favorecem o consumidor, que por sua vez pode ir na loja mais próxima, provar o produto, comprar no site com preços mais atrativos e receber em casa, comprar online e retirar na loja, devolver, trocar, são muitas possibilidades.

No que diz respeito a logística, a ominicanalidade do e-commerce, utiliza a tecnologia que integra múltiplos pontos de distribuição e abrange as lojas físicas como pontos de origem, para que o cálculo de frete seja feito considerando todas as variáveis que compõem o valor do frete, disponibilidade de produtos em todos os pontos de origens especificados e encontrar assim, a melhor forma de entregar a encomenda ao consumidor que está na loja virtual cotando o frete ao digitar seu CEP.

O que sempre digo, o desafio do e-commerce não é vender, mas entregar.

Partindo do pressuposto que tudo que se vende é preciso entregar e entregar com qualidade. O momento do e-commerce pede mais do que uma transportadora qualquer + Correios como opções de entrega das lojas virtuais. É preciso de um self service de transportadora com mais qualidade e variedade, onde o consumidor consiga ter a opção de entrega com a velocidade que precisa com o preço mais próximo do que o que ele julga ideal pagar.

A vantagem da evolução do e-commerce é que, através da tecnologia certa, isso é possível sem precisar prospectar centenas de transportadoras da forma old school e gerenciar várias tabelas, o que não é o know how do e-commerce.

O rastreio in real time na jornada do cliente

Quem vive de e-commerce, está envolvido no ecossistema ou já comprou em uma loja virtual sabe da ansiedade e o dilema que o consumidor vive.

Será que meu produto é original? Será que será enviado logo? Chegará no prazo e em perfeitas condições?

As empresas que vendem virtualmente têm o papel de tornar a jornada de compra mais tranquila, preocupando-se com SLA dos parceiros de entrega, mas também fornecendo o máximo de informações possíveis aos seus clientes.

O rastreio in real time entrega um nível de qualidade no serviço muito acima da média do mercado. Algumas empresas já disponibilizam essa tecnologia aplicada de forma acessível ao e-commerce, fornecendo a roteirização, rastreio em tempo real e a comprovação de entregas.

O transporte se tornou um commodity há tempos. A fase atual do e-commerce requer tecnologia como diferencial de mercado, principalmente para ser aplicada aos desafios que a logística do Brasil impõe.

Muitas empresas estão se digitalizando, partindo para a briga de preço, buscando seu lugar ao sol. Em paralelo, empresas de tecnologia e logística buscam formas de acompanhar as soluções existentes para ofertar a qualidade que o e-commerce precisa, imposto pelo rastreio in real time. Isso já vem sendo aplicado com louvor no e-commerce, elevando o patamar da marca que o utiliza. Afinal, utilizar da tecnologia, a empresa passa a nivelar por cima — e torna-se sinônimo de inovação. Ela se diferencia no mercado, superando assim a guerra de preço com o valor de seus produtos agregados ao serviços.

Todo esse cenário valida o que Porter (1989) mencionou: a “vantagem competitiva surge fundamentalmente do valor que uma empresa consegue criar para seus compradores e que ultrapassa seu custo de fabricação”.

Quando o rastreio in real time consegue tornar as encomendas mais rápidas por meio da escolha do melhor trajeto e entregar tranquilidade para o consumidor — ao ajudá-lo a saber a localização exata de sua encomenda e se programar para recebê-la —, o valor entregue é, sem dúvidas, maior que o custo para adquirir na loja virtual em questão.

Gostou desse artigo? Não esqueça de avaliá-lo!
Quer fazer parte do time de articulistas do portal, tem alguma sugestão ou crítica?
Envie um e-mail para redacao@ecommercebrasil.com.br

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

Deixe seu comentário

1 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER