O que sua página de checkout deve ter para garantir uma venda

por Galleger Ilhe Terça-feira, 22 de dezembro de 2015

A experiência de compra do consumidor começa muito antes do processo de checkout e vai muito além dele. Desde o primeiro contato com a marca e a loja até o pós-venda e a avaliação do produto recebido. Mas é justamente no momento do checkout que muitos dos consumidores desistem da compra e abandonam o carrinho – levantamentos indicam que esse comportamento pode ser observado em cerca de 70% dos usuários. Por isso, ainda que esse assunto seja recorrente, os e-commerces precisam estar em constante inovação e pensando em soluções que possam otimizar essa etapa do processo, até porque o abandono de carrinho é uma realidade para qualquer um.

Assim, para garantir um processo completo, alguns itens são necessários. Confira:

1 – Usabilidade/adaptabilidade: o design das páginas de checkout deve ser pensado de forma a priorizar a ação mais importante do processo – a compra -, portanto evite as distrações, aposte em um design intuitivo, no qual o cliente já saiba, como que por instinto onde deve clicar. De qualquer modo, sinalize todos os passos de forma clara e objetiva e localize seu cliente: crie um passo a passo, no qual ele possa saber onde está, por quais etapas já passou e quais ainda virão.

2 – Quanto menos, melhor: pense na quantidade de páginas e etapas necessárias para a conclusão da compra. Quanto menos páginas, quanto menos informações e burocracias, melhor para o seu negócio. Selecione o estritamente necessário e divida em partes lógicas.

3 – Carrinho completo: coloque a maior parte das informações imprescindíveis na página do carrinho de compras. Informe regras gerais e básicas para frete grátis, descontos, cupons, prazo de entrega e política de troca, além de disponibilizar a ferramenta para cálculo do frete (o ideal é adicioná-la também na página do produto).

4 – Desempenho: garanta que o servidor da sua loja suporte todas as etapas do seu checkout. Afinal, seu cliente não ficará nada satisfeito se, na última página, na hora de confirmar o pagamento, seu servidor cair e fizer com que ele perca todo o progresso já realizado.

5 – Segurança: é importante que todas as páginas do seu processo de checkout sejam amparadas por protocolos e dispositivos que garantam a segurança dos dados do consumidor e da sua loja.

6 – Cadastro: faça com que essa etapa seja opcional. Se o cliente já estiver cadastrado basta fazer login, senão, não exija. Deixe que ele decida. Faça com que seja possível que ele realize a compra sem estar cadastrado, apenas passando as informações mais essenciais.

7 – Notificações de erro: exiba claramente durante o processo qualquer erro de preenchimento. Garanta ainda que os campos mais “difíceis de se compreender” tenham um exemplo. Se o seu site só aceita o telefone no formato (0xx) xxxx-xxxx ressalte isso acima da caixa de texto para que o cliente saiba como preencher (o melhor seria se esse formato fosse gerado automaticamente).

8 – Informações da compra: faça com que o carrinho continue acompanhando o cliente durante todo o processo de checkout. Garanta que ele tenha a opção de remover produtos, adicionar cupons, calcular frete, etc.

9 – Pagamento: dê ao consumidor o máximo de opções possíveis – várias bandeiras de cartão, boleto bancário, débito online, etc. Pense ainda na possibilidade de combinar diferentes tipos de pagamento. Certamente poucos e-commerces fazem isso, o que pode surpreender seu cliente.

Vale ficar atento a todos esses fatores, que apesar de pequenos fazem toda a diferença. O resultado você poderá ver no volume de vendas.

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

Deixe seu comentário

1 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER