O que é o Google AdWords e como funciona?

por Henrique Aren Troitinho Segunda-feira, 06 de abril de 2020   Tempo de leitura: 8 minutos

O Google AdWords é o principal serviço de publicidade do Google, sendo assim sua principal fonte de receita — os seus tantos bilhões de dólares vêm daí!

O serviço consiste em anúncios em forma de links. Também conhecido por Ads, links patrocinados ou anúncios pagos, essas “propagandas digitais” ficam visíveis para o usuário toda vez que ele busca, por meio de uma palavra-chave, produtos referentes.

É um tipo de publicidade criteriosamente segmentada, e o Google cobra das marcas no sistema CPC, que significa custo por clique. Há também outras duas formas: CPM, custo por impressões e CPA, custo por ação.

Como funcionam os anúncios do AdWords?

Para que um anúncio de AdWords seja eficaz, é preciso que o profissional de AdWords saiba como apresentá-lo através do texto e da imagem.

Onde os anúncios do AdWords aparecem?

Eles aparecem tanto no Google, nas páginas de buscas, como no YouTube, aqueles “comerciais” que você pode pular depois de 5 segundos ou aqueles de 30 segundos que não podem ser pulados.

Há outros tipos de Ads?

Sim! Há tanto o Facebook Ads como o BingAds. Contudo, quem lidera a corrida é o Google. O Facebook, em segundo lugar, não alcança nem metade do faturamento do Google.

Quais são os diferenciais do Google AdWords?

Com certeza, sua criteriosa segmentação. Se aliada a um excelente texto e ao uso preciso das palavras-chave relacionadas ao produto — junto com outros detalhes como cookies — alcançam o usuário exatamente na hora em que ele está pronto para comprar. Em outras palavras, com o Google Ads os resultados são de fato consistentes!

Uma vantagem valiosa no Google AdWords também é a avaliação de ROI — retorno sobre investimento. Por meio desse serviço, quem anuncia tem acesso a informações preciosas como o caminho que o cliente percorre desde o primeiro contato até a conversão. É dessa forma que se calcula o ROI, algo que já deve ter ouvido falar.

Quais são os formatos de anúncios do Google Adwords?

Além da Rede de Pesquisa, o Google Adwords oferece outros formatos de anúncios que podem ser patrocinados: banners e vídeos compõem o que a plataforma chama de Rede de Display, onde também faz parte o YouTube que é o segundo buscador com mais acessos no mundo.

Como identificar os anúncios do Google AdWords?

Links patrocinados

Aparecem em primeiro lugar nos resultados dos buscadores e são identificados com a palavra “Anúncio” antes do título.

Anúncios estendidos (ETA)

São, literalmente, uma versão estendida do link patrocinado. Ou seja, permitem 2 títulos com 30 caracteres e uma descrição de até 80 caracteres. Eles também são responsivos: mobile friendly.

Extensão de preço

Muito usada por empresas que querem proporcionar o preço do produto antes mesmo do usuário navegar pelo site, mas só está disponível para smartphones e os preços devem ser atualizados sempre que forem modificados, já que a plataforma não faz essa atualização automaticamente.

Mais vantagens de usar o Google Adwords!

Poder de segmentação

Você pode escolher palavras-chaves, tópicos específicos, sites que são mais visitados pelo seu público, impactar pessoas com as mesmas características do seu público-alvo, escolher em quais locais os anúncios serão exibidos, determinar a idade, local e idioma; escolher o dia e horário de exibição, além de determinar em quais dispositivos eles vão aparecer.

Controle do orçamento

Permite determinar quanto irá gastar por mês, por dia e por semana.

Avaliação do ROI

É possível identificar quais anúncios receberam cliques e quais não e assim redistribuir o orçamento nos anúncios com melhor performance.

Valor acessível

É possível começar com bem pouco e ir aumentando o investimento, gradativamente.

Rede de pesquisa

Além dos sites de pesquisa do Google, seus avisos serão exibidos em outros grandes portais.

Rede de Display

É composta por sites de diversos segmentos e sites do Google como o Google Finance, Gmail, YouTube e outros, o que permite alcançar o maior número de pessoas em distintos momentos. Permite anúncios de texto, imagens, vídeos e até anúncios interativos.

O que é um bom anúncio de Ads pede?

Além de um profissional experiente, que tenha visão de negócio e seja atento ao fluxo de procura dos usuários, é importante que ele fique de olho em:

  • As metas de venda;
  • Os leads capturados;
  • O tráfego do site;
  • Qual é o produto em detalhes;
  • Conceito da marca;
  • Público-alvo.

Dá para fazer Ads em apps?

Sim, e para isso o Google tem especificações próprias, que se resumem em três opções: campanha universal, que leva o usuário à Play Store; instalação de app, levar o usuário a fazer o download; e engajamento, estimular o usuário a usar constantemente o aplicativo.

Como criar uma conta no Google AdWords?

É bastante simples. Basta acessar www.ads.google.com e clicar em “Crie um anúncio”. Com o seu e-mail Gmail, você configura rapidamente com dados de seu e-commerce e forma de pagamento. Para subir as campanhas é muito simples. Tudo é muito intuitivo, como na maior parte das ferramentas do Google.

Quanto o Google cobra por clique?

O custo é por palavra-chave. Ele pode variar de centavos até ficar bem mais caro. Cada palavra tem um valor, o que pode mudar também de acordo com muitas variantes, como sazonalidade ou mesmo densidade de uso, considerando que outras marcas podem estar usando a mesma palavra-chave que você deseja. Ou seja, não há uma informação precisa.

Quais são as formas de pagamento?

O pagamento pode ser feito por boleto bancário ou cartão de crédito. No primeiro pagamento há o desconto de R$ 20,00, da taxa de criação de conta, independentemente da forma como vai pagar.

O Google pode também criar uma “linha de crédito” para o seu e-commerce, daí você vai pagando. Essa via, contudo, necessita da aprovação do Google USA. Por ser mais burocrática e por não estar disponível para todos, não é a mais usada.

Chegando ao fim, e falando de forma direta, quando você investe em Ads, os resultados são imediatos. É claro que custa mais — neste caso dinheiro, e não tempo como no SEO — mas o que você precisa para o seu e-commerce pode ser conquistado com, digamos, metade do tempo.

Agora, o ideal mesmo, quando o assunto é marketing digital de performance, é que todos os serviços sejam feitos juntos, porque cada um nas suas particularidades acrescentam ao projeto, dando a ele solidez.

Quando você investe só em Ads, por mais que os resultados sejam rápidos, se não houver mais dinheiro, tudo para? O contrário também pode não ser o ideal, já que o SEO leva mais tempo para apresentar resultados.

O que recomendamos — com todos os conteúdos que publicamos até agora — é que você use todas as ferramentas disponíveis para saber exatamente o quanto investir em Ads, e em quais campanhas; e quanto em SEO, além de outras estratégias como redes sociais, inbound marketing e por aí vai.

Tomando como grande auxiliador o Google Search Console e o Google Analytics, você já terá muito que fazer para levar sua loja para o topo.

Gostou desse artigo? Não esqueça de avaliá-lo!
Quer fazer parte do time de articulistas do portal, tem alguma sugestão ou crítica?
Envie um e-mail para redacao@ecommercebrasil.com.br

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.