Acesso rápido

O que considerar na hora de escolher plataformas de e-commerce?

por Rafael Papa Terça-feira, 12 de junho de 2018   Tempo de leitura: 5 minutos

Iniciar um negócio online envolve uma série de decisões: qual segmento investir? Quais estratégias usar para conquistar novos clientes? Como gerir o estoque? E assim por diante. Por isso, é recomendável que as empresas não percam tempo e procurem plataformas de e-commerce que respondam às necessidades do seu negócio.

A plataforma escolhida deverá te ajudar a administrar e centralizar todas as variáveis que fazem parte do processo de venda online — gestão de estoque, meios de pagamento, envios, entre outros —, para que este seja o mais fluido possível. Por isso, antes de escolher o tipo de plataforma, é preciso ter, na ponta da língua, a resposta para algumas perguntas:

O que você irá vender?

Antes de mais nada, é preciso entender o mercado no qual irá atuar, bem como suas especificidades. Se você vai trabalhar com moda, por exemplo, precisa de uma plataforma que te permita cadastrar diversas características de um mesmo item. Como por exemplo um mesmo modelo de moletom em cores e tamanhos diferentes. Já se a sua atuação for com peças automotivas, é necessário que a plataforma te permita cadastrar o artigo “escapamento” várias vezes, considerando ano, modelo e marca do veículo.

Qual o tamanho da sua operação?

É claro que quem começa um negócio sempre tem grandes expectativas. Entretanto, na hora de escolher uma plataforma de e-commerce para sua loja virtual é preciso considerar o tamanho real da sua empresa e sua projeção de crescimento a curto e médio prazo. Assim, você buscará parceiros capazes de atender às suas demandas sem precisar pagar por serviços que não irá utilizar no momento.

Preciso ter integrações e aplicativos na minha loja virtual?

Entenda a plataforma como um grande parceiro no desenvolvimento da sua loja. Por isso, procure aqueles que ofereçam integrações importantes com sistemas de gestão (ERP), meios de pagamento e suporte logístico, além de uma gama de aplicativos “plugáveis” à sua loja para otimizar o dia a dia junto ao cliente. Existem plataformas que conectam chatbots para atendimento, ferramentas de upload massivo de anúncios, marketing digital, integrações com marketplaces etc. Este passo é muito importante para posicionar seu canal como uma loja online, onde a compra é realizada de forma fluida, eficaz, confiável e sem demoras.

Qual a melhor tecnologia para impulsionar as vendas?

Quando falamos em plataformas para e-commerce existem duas tecnologias que comandam o mercado: SaaS (Software as a Service) e On-Premise. A diferença, além da tecnologia, está no preço: quanto maior a possibilidade de customização, mais caro será o contrato com a plataforma. Por isso, é fundamental listar suas reais necessidades para investir de acordo com o momento da sua operação.

As plataformas SaaS funcionam por meio de uma “assinatura”. Ao invés de adquirir uma licença permanente de um aplicativo instalado direto no próprio computador (chamado pelos desenvolvedores de “instalação local”), o usuário paga uma mensalidade por um serviço que fica hospedado na nuvem.

Este formato é fácil e rápido de implementar e, por não ser instalado localmente, te permite “plugar” os aplicativos que precisa conforme sua operação for crescendo. Sempre contando com o suporte oferecido pela ferramenta para estas personalizações.

Em contrapartida, as plataformas On-Premise, instaladas diretamente no servidor interno da empresa, independem de qualquer configuração externa para sua personalização.

Com este formato, você tem total controle de acesso e também é responsável por investir continuamente em proteção de dados, informações e atualizações na plataforma. Assim, os custos podem variar conforme sua operação vá crescendo e precisando de novos recursos.

Para quem está começando uma loja virtual, desenvolver sua plataforma do zero ou customizar sozinho as chamadas “open source” tem um custo muito alto. Por isso, o recomendado para operações menores é listar as suas necessidades e projetar o crescimento da empresa para avaliar o investimento a médio prazo.

Como oferecer a melhor experiência de compra?

Por último, a melhor estratégia para um canal de vendas online crescer: possuir tanto o produto quanto o serviço de qualidade. É importante que a estrutura suporte um futuro crescimento. Além de atrair mais tráfego e investir em mídia ou outro tipo de divulgação.

As empresas devem escolher uma plataforma que considere as variáveis anteriores. Afinal, ela deverá se adaptar e se integrar para trabalhar com eficiência e de forma centralizada.

Independente de qual seja a ferramenta escolhida, é fundamental levar em conta que, para triunfar no mundo online, deve-se prever todos os fatores antes mencionados. Todos estes pontos devem funcionar como o mecanismo interno de um relógio.

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

 

Deixe seu comentário

0 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

O projeto E-Commerce Brasil é mantido pelas empresas:

Oferecimento:
Hospedado por: Dialhost Transmissão de Webinars: Recrutamento & Seleção: Dialhost Métricas & Analytics: MetricasBoss

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.