Acesso rápido

O monitoramento da marca em lojas virtuais

por Jefferson Costa Segunda-feira, 16 de maio de 2016

Não é segredo para ninguém que a internet mudou a forma como as empresas fazem negócio. Hoje, dentre tantas outras possibilidades, existem ferramentas capazes de monitorar todas as interações do cliente com as lojas virtuais e também com as marcas. Com a ascensão das redes sociais, se estabeleceu uma necessidade latente do monitoramento do comportamento do usuário com relação às marcas nessas mídias, já que, de acordo com alguns especialistas, isso auxilia na construção de relatórios e indicadores sobre como a marca é vista pelo consumidor, além de colaborar para que sejam tomadas medidas para que os indicadores sejam positivos.

Mas engana-se quem acredita que apenas o monitoramento de redes sociais é uma estratégia de monitoramento digital completa. Falando especificamente de fabricantes, é estratégico que eles sejam capazes de saber como seus produtos são vendidos pelo e-commerce. E isso deve levar em consideração critérios como quais lojistas adotam as estratégias definidas para o posicionamento da marca. Nesses casos, são levantadas informações como: utilização de imagens, descrição, nome e preços corretos, já que isso impacta diretamente na forma como o cliente vê sua marca e seus produtos.

Elementos de conteúdo digital podem ser influenciadores de compra

Um produto não é lançado sem um mínimo de preparação. As marcas costumam realizar pesquisas que identificam o comportamento do consumidor, ou seja, o que ele leva em consideração na escolha de produtos de uma determinada categoria. Tudo isso converge para a definição do nome e da imagem do produto, além de gerar insumos para que o time de marketing faça divulgações em massa, o que contribui, também, para criar demanda por parte dos varejistas.

Mas quando esses produtos já estão “na rua”, como é o comportamento das lojas que os comercializam? Existe alguma forma de fazer esse monitoramento?

No caso de lojas físicas, os representantes e promotores fazem visitas frequentes ao PDV e identificam como as lojas têm lidado com o produto, além de verificar se as estratégias da empresa estão sendo adotadas. Esse tipo de visita funciona para o monitoramento dos acordos comerciais estabelecidos pela loja e marca. E isso tem funcionado bem.

Mas e quando falamos do universo online, como fazer o monitoramento desses elementos em diferentes lojas virtuais? Vale destacar que a venda online é mais sensível, já que o cliente não vê o produto e precisa se basear em nome, descrição e imagem do item para garantir a compra.

É necessário, nesses casos, possuir uma ferramenta que consiga fazer essas análises de forma automatizada, que, além de apresentar o comportamento do conteúdo digital da fabricante, também permita fazer análises precisas do comportamento dos produtos concorrentes nos mesmos canais. Essas informações permitem ter insights como:

⦁ Quais as lojas que mais influenciam o mercado: saber quais lojas “puxam” a fila nas alterações do preço que fogem das margens definidas pela marca, o chamado furo de preço.

⦁ Analisar oscilações e comportamento da concorrência: saber quando produtos que concorrem diretamente com seu portfólio estão sem estoque. Isso pode contribuir para que sejam definidas estratégias que potencializem as vendas de seus produtos.

⦁ Alinhar estratégias de marketing e branding: o posicionamento da marca passa também pela forma como o produto é precificado e apresentado. É necessário saber se eles atendem aos princípios de posicionamento. Por exemplo, um produto premium pode ser descaracterizado se for vendido muito abaixo da margem estabelecida, o que também leva em conta o preço do produto rival.

Exemplos de monitoramento que podem ser feitos:

Abaixo apresentamos modelos de relatórios e análises que podem ser feitas com sistemas de monitoramento de conteúdo online.

Monitoramento de preço:

artigo sieve

É possível fazer comparativos entre lojas preestabelecidas para análise, sempre levando como base a faixa de preço definida pela indústria (área em azul). Isso auxilia na identificação do furo de preço e na competição entre diferentes varejistas.

Monitoramento de imagens:

pauta sieve 2

Acompanhar a imagem utilizada em cada uma das lojas virtuais que vendem seus produtos. Com isso, é possível, de forma automatizada, saber se as imagens utilizadas estão corretas. Note que, na imagem acima, a primeira imagem é a que marca define como ideal e, na sequência, vemos a forma como as lojas apresentam o produto.

Análise geral dos dados:

Todas as informações são condensadas em dashboards, como o apresentado acima. É possível saber quantas URLs, e outras informações e produtos que sejam importantes para a marca foram analisados.

Essas são apenas algumas informações que podem ser coletadas. Se você ainda tiver dúvidas sobre como elas podem ser válidas para sua marca, saiba como podemos te ajudar.

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

 

Deixe seu comentário

0 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.