O mix de produtos ideal para o e-commerce

por Thiago Sarraf Terça-feira, 18 de maio de 2021   Tempo de leitura: 5 minutos

Para muitos novos empreendedores digitais, o mix de produtos, a quantidade de produtos para começar a loja virtual é uma dúvida.

O estoque é um dos grandes gastos do começo das operações tanto online quanto virtuais. Claro que os estoques online podem ser relativamente menores do que as de loja física, porém não recomendamos que o produto seja colocado para vender sem estoque.

Isso porque uma vez que a loja deixa para fazer a encomenda do produto ao fornecedor ou mesmo para colocar em produção própria, após feito o pedido, há um aumento significativo de espera para entrega desse produto, e é um tempo que muitas vezes o consumidor não está disposto a esperar.

Especialmente quando são trabalhados produtos mais comumente comercializados ou de concorrência grande, o tempo de entrega acaba sendo um dos fatores eliminatórios na hora do consumidor concluir a compra.

Gerenciando o estoque de produtos no e-commerce

No começo das operações online foi criado a falsa informação de que começar a vender online era mais fácil do que a loja física, uma vez que os gastos seriam menores, especialmente com infraestrutura e estoque de produtos.

Hoje, já sabemos que isso é um mito da área. Abrir uma loja virtual exige tanto trabalho quanto abrir uma loja física, e os gastos para começar uma operação profissional também não são tão longes de uma operação física. Afinal, é preciso lugar físico para estocar os produtos à venda, embalagem, marketing, equipe, ferramentas e assim por diante.

Sempre recomendamos que exista sim, um estoque de produtos para as operações online. Esperar um pedido cair para fazer o pedido ao fornecedor ou então iniciar a produção do produto, quando o lojista também é o fabricante, pode dificultar as vendas.

O consumidor, especialmente o consumidor brasileiro, é um povo imediatista que não gosta de esperar para ter os produtos em mãos. Por isso o tempo de manuseio de um produto e tempo de envio, são grandes fatores decisivos para finalizar a compra.

De acordo com a necessidade do consumidor para com aquele produto que você vende, pode ser até que ele se sujeite a pagar mais caro, para receber o produto com certa agilidade.

Entendendo as curvas de venda

Podemos dividir as vendas no e-commerce em praticamente 3 curvas, A, B e C. Sendo a A os produtos carro chefe do seu negócio; a B os produtos que saem com certa frequência; e a C os produtos que costumam ter maior tempo de trabalho.

Quando a operação de e-commerce já se encontra no ar, é possível entender os produtos que se classificam em cada uma das curvas e “prever” aproximadamente a quantidade de vendas que serão feitas em 30 dias.

Dessa forma, mesmo os e-commerces que também são fabricantes dos produtos podem prever estoque e ter estes produtos de maior saída à pronta entrega para o consumidor. E, consequentemente, ter aumento nas vendas, uma vez que a condição de espera torna-se menor.

Com quantos produtos o e-commerce deve iniciar?

A dúvida, porém, estabelece-se quando as operações estão para começar. Neste ponto não há como prever curvas ou mesmo entender quais produtos serão os mais vendidos na loja. E mesmo a variedade de produtos que deve começar a loja virtual.

Quanto mais produtos melhor? Ou mais fácil trabalhar com uma gama menor e mais específica?
Depende do seu segmento. Parece uma resposta muito aberta, mas é a realidade. O mix de produtos, para quem pretende começar no online, vai variar de acordo com o segmento da loja.

E para entender de forma geral, essa quantidade, é preciso analisar a concorrência. Quantos produtos aproximadamente a concorrência trabalha? E quais são os de maior saída? Os mais vendidos?

Tendo essa referência de quem já está no mercado e vendendo bem, é possível ter um parâmetro para quem pretende começar no mesmo segmento. E mesmo com o orçamento para a criação de estoque sendo limitado, aposte nos produtos de maior saída, os mais populares.

O mix de produto ideal para e-commerce

Para o empreendedor que está começando o planejamento e pretende iniciar as operações online, a dica principal é: tenha estoque destes produtos que você vai vender.

Aposte nos produtos mais vendidos que a concorrência comercializa, mas cuidado para não ser uma versão inferior da concorrência. Pensando que a loja concorrente é uma loja grande, é normal que esta ofereça condições melhores de pagamento e envio.

Então é preciso apostar em algum tipo de diferencial da sua loja.

Lembrando que quando iniciamos no e-commerce, a não ser que sua loja contenha um produto totalmente novo, é pouco provável que já não tenha uma loja concorrente comercializando os mesmos produtos.

Pense no diferencial na hora de criar seu e-commerce e investir no mix de produtos para sua loja.

Gostou desse artigo? Não esqueça de avaliá-lo!
Quer fazer parte do time de articulistas do portal, tem alguma sugestão ou crítica?
Envie um e-mail para redacao@ecommercebrasil.com.br

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.