O call to action perfeito nº 1 – Como escrever um call to action persuasivo?

por Juliana Custodio Terça-feira, 19 de agosto de 2014

Ao pensar no call to action, a preocupação de muitos comerciantes parece ser resumida em design e posicionamento. No entanto, existe uma série de fatores que influenciam na performance do call to action de seu site ou de seu e-mail. Tanto que escrevi uma série de quatro posts dedicados à elaboração do CTA perfeito. E nesse primeiro post, vamos discutir um desses aspectos aparentemente negligenciados: o texto do seu CTA.

Claro que cor, fonte e posicionamento são críticos para atrair a atenção de seus visitantes, mas é igualmente importante que o texto do seu CTA também seja atraente – é isso, afinal, que vai fazer as pessoas clicarem. Se o texto que você criar não atrair seus visitantes, então sua taxa de cliques e consequentemente suas vendas sofrerão com isso.

A construção de um texto atraente e que converta pode ser feita adotando diferentes abordagens, bem como ocorre com um vendedor em uma loja: alguns vão explorar uma abordagem mais espirituosa e inteligente, outros criarão um senso de urgência, e outros serão mais provocativos. No entanto, um bom call to action funciona melhor com sinceridade, oferecendo uma proposta de valor para o visitante, e que seja relevante para seus próprios objetivos.

Criando o texto

Muito tempo é gasto criando estratégias meticulosas sobre como acertar nisso, mas na verdade é bastante simples. Se você conseguir equilibrar seus objetivos com as necessidades do seu visitante, então você tem um call to action que vai converter. Uma vez que você seja claro, preciso e tenha em mente os interesses do cliente, é quase impossível errar na criação do texto.

Ao compor o texto do CTA, some um verbo imperativo e um benefício implícito. Por exemplo:

  • Encontre uma loja perto de você;
  • Inscreva-se em nossa newsletter;
  • Personalize sua aliança.

O poder da persuasão

Por vezes, só dizer à pessoa o que ela deve fazer não é o bastante. Você precisa ressaltar o valor dessa ação, fazer uma oferta impossível de recusar. Existem diversas formas comprovadas de persuadir o cliente a agir, mas a melhor delas é somar valor e relevância.

Valor – clique no CTA e baixe o ebook. Foi por isso que o usuário visitou o site.

Relevância – o objetivo do site é disponibilizar ebooks gratuitos ao usuário. O CTA transmite isso claramente.

Existem muitos fatores que contribuem com a escrita do seu CTA, e não há dúvidas de que você deve constantemente testar, ajustar e avaliar a performance. Mas essa regra básica é uma boa referência para criar um CTA que gere mais conversões.

Mas essa é só a ponta do iceberg! Fique de olho nos próximos posts da série “O Call to Action Perfeito” e conheça os outros fatores essenciais de um call to action.

Onde posicionar seu call to action

Como as cores afetam a conversão

Como criar um design que gere cliques

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER