Acesso Rápido:

Mercado B2B: o crescimento das transações digitais

por Francisco Sales D'Almeida Sexta-feira, 09 de Fevereiro de 2018   Tempo de leitura: 3 minutos

O comércio digital foi muito além de se “realizar compras em um website”. Hoje, as lojas não podem mais sobreviver sem estar presentes nos canais preferenciais de seus clientes. Isso demanda investimento em tecnologia para integrar os diversos pontos de venda e identificar aqueles que o seu consumidor deseja se relacionar com a sua marca.

Esse fenômeno que se iniciou no mercado varejista tradicional, o B2C, está se tornando cada vez mais frequente e o ano de 2018 marcará uma grande disrupção no mercado B2B.

Segundo a Forrester Research, o mercado de e-commerce B2B tem o potencial de crescer duas vezes mais do que o B2C. Eles estimam para o mercado dos EUA em 2019 vendas de US$1,1 trilhão.

Outros números da pesquisa que impressionam: 71% dos compradores das empresas iniciam seus processos de compra com buscas no Google. Eles realizam em média 12 buscas antes de escolher o vendedor. O ticket médio é 3 vezes maior do que no B2C. 30% dos compradores corporativos fazem mais da metade de suas compras online hoje. Em 3 anos, 56% farão mais da metade de suas compras pela internet. A idade média dos compradores está abaixo de 35 anos.

O consumidor B2C tende a ser mais emocional nas suas decisões de compra. No entanto, no mercado empresarial, a maioria das compras são interpretadas como investimentos.

A pesquisa da Forrester também aponta que o cliente B2B leva mais tempo pesquisando o fornecedor correto e uma vez escolhido ele tem uma tendência de realizar recompras mais frequentemente.

É importante compreender essas diferenças comportamentais na hora de planejar o seu e-commerce para atender esse ciclo de compras, entendendo que este público é muito sensível a preço e qualidade e espera descontos progressivos por volume.

Os gigantes do mercado Amazon e Alibaba estão desenvolvendo operações focadas no B2B. Em outubro de 2017, a Amazon lançou um programa de adesão anual, o Business Prime shipping, serviço específico para empresas nos EUA e na Alemanha.

O Amazon Business, onde a companhia combina mais de 30 mil vendedores, teve vendas de US$ 1 bilhão em seu primeiro ano e cresce 20% a cada mês.

Já o Alibaba gera 80% de todas as suas vendas online na China. Ele tem por objetivo principal servir de elo para conectar empresas ocidentais com fabricantes chineses.

Ainda temos poucos números e pesquisas sobre este mercado no Brasil, mas apesar de um pouco mais lento, os números do e-commerce no Brasil têm acompanhado de perto o crescimento visto nos EUA. Isso indica que nos próximos cinco anos assistiremos a um grande crescimento no setor B2B.

As empresas estão a cada dia buscando uma forma de realizar compras de maneira mais inteligente. É preciso entender bem essas características do mercado empresarial para planejar corretamente uma operação de e-commerce B2B que atenda à essas expectativas.

Deixe seu comentário

0 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Hospedado por: Dialhost Transmissão de Webinars: Leads Qualificados: Dialhost Recrutamento & Seleção: Dialhost Métricas & Analytics: MetricasBoss People Marketing: Dialhost

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.