Acesso rápido

Menu de frete inteligente: o que é e como montar um eficiente

por Stefan Rehm Segunda-feira, 11 de junho de 2018   Tempo de leitura: 8 minutos

Muito mais do que qualquer crise econômica, as falhas de gestão são responsáveis pelo fechamento de muitas empresas brasileiras que atuam no varejo eletrônico. Entre as ineficiências, a logística de distribuição merece destaque, pois muitos consumidores sequer fecham o pedido quando as opções de entrega não são atrativas.

De fato, a maior parte dos abandonos de carrinho tem como causa uma má gestão do menu de frete. Por falar nisso, sua empresa tem boas opções de entrega a oferecer? Que tal pensar em criar um menu de frete mais amplo?

O que é um menu de frete?

Menu de frete diz respeito ao oferecimento de várias opções de entrega no checkout do e-commerce. Como, por exemplo, Entrega Econômica, Expressa ou Same Day Delivery. As opções se diferenciam principalmente em relação ao prazo e preço de entrega.


Exemplo de menu de frete.

Apenas nos Correios, você encontrará várias possibilidades de despacho (Sedex, Sedex a Cobrar, PAC). Se preferir entregar com transportadoras ou couriers, irá esbarrar em mais um oceano de nomes e estratégias de remessa que devem estar presentes no checkout para reduzir chances de abandono de carrinho.

Nesse aspecto, vale a pena lembrar que 90% dos e-consumidores já desistiram de uma compra em função do preço ou prazo da entrega. Pensando nesse fator crítico, veja por que ter um menu de frete inteligente é fundamental para o sucesso de sua loja online!

A importância de ter um menu de frete inteligente

Um portfólio diversificado de entregas impacta diretamente a experiência do cliente, trazendo conveniência, comodidade e adequação a inúmeros perfis de consumo. A consequência dessa “democracia logística” é um aumento estimado na taxa de conversão entre 10% e 25%, números que não devem ser menosprezados em um mercado de altíssima competitividade.

Um gestor de e-commerce de visão sabe elaborar estratégias de frete para o consumidor sentir que tem alternativas a custos atrativos, criando a perspectiva do frete como gerador de uma experiência de compra melhor.

As entregas que devem fazer parte de seu portfólio de fretes

Confira a seguir as múltiplas categorias de frete e suas especificidades para compor um menu de frete eficiente:

1 – Serviços econômicos

É a opção mais barata, porém com o prazo de entrega maior.

Um exemplo de serviço econômico é o PAC (entrega não expressa) dos Correios. Abaixo, uma simulação de cálculo de frete de uma entrega domiciliar de São Paulo para São Paulo:


​Exemplo de cálculo de frete com entrega econômica.

Como podemos ver na simulação, o custo é baixo, porém o prazo de entrega é mais demorado (no exemplo, dia da postagem + 5 dias úteis), o que torna essa opção ideal para os casos onde não há urgência no recebimento da mercadoria. Muitas empresas utilizam serviços econômicos como opção para oferecer frete grátis.

2 – Serviços expressos

Esta opção normalmente é um pouco mais cara em comparação aos serviços econômicos, porém tem prazo de entrega mais curto. Entre os serviços expressos, podemos citar o SEDEX dos Correios. Veja a simulação da mesma entrega, agora com o serviço expresso:


​​Cálculo de frete da mesma entrega, agora utilizando serviço expresso SEDEX.

Notamos aqui, um pequeno encarecimento no valor do frete e uma diminuição de 4 dias no prazo de entrega. Vale ressaltar que as transportadoras especializadas em e-commerce também oferecem esta modalidade na maioria dos casos, competindo diretamente com o SEDEX dos Correios.

3 – Serviços superexpressos

Esta opção é a mais cara dos serviços expressos, porém a entrega ocorre no mesmo dia (D+0) ou no dia seguinte do despacho (D+1).

Sua abrangência é bem reduzida: apenas nas regiões principais, e muitas vezes somente na mesma cidade da loja.

Um exemplo de serviço superexpresso é o SEDEX 10. Veja agora, a mesma simulação de entrega domiciliar de São Paulo para São paulo, agora utilizando o serviço superexpresso:


Cálculo de frete com entrega via SEDEX 10.

​​Outros serviços superexpressos oferecidos pelos Correios são o SEDEX 12 e o SEDEX Hoje.

Os serviços personalizados exigem a adoção de uma série de mudanças em sua cadeia logística, tais como:

  • alteração do layout do depósito, a fim de reduzir deslocamentos para otimizar os processos logísticos e criar uma fila de expedição superexpressa, com prioridade dos pedidos com esta modalidade;
  • descentralização do Centro de Distribuição (CD), criando diversos mini-CDs em pontos estratégicos de seu raio de ação.

4 – Serviços especiais

A multiplicidade de perfis de sua clientela não pode ser ignorada. Afinal, o que fazer se você tiver uma boa base de clientes residindo em locais de difícil acesso ou que, por questões de segurança, estejam fora do raio de alcance das transportadoras? Os seguintes serviços especiais devem fazer parte do seu menu de frete:

Retirada

Forte tendência nas compras online, o modelo de click & collect permite ao cliente retirar os seus produtos em pontos pré-determinados, também conhecidos como pickup points. Nesse modelo, a retirada pode ser feita em lockers, serviço prestado por empresas como a EasyPost e a InPost; pode ser realizada em agências da transportadora, casos de empresas como os Correios e a Jadlog; e há também a possibilidade de retirada em pontos comerciais, oferecido por Pegaki e Send4, por exemplo.

Entrega agendada

Tipo de entrega direcionada ao consumidor que tem uma rotina intensa e pouca disponibilidade de horário para receber seu produto em casa. Nesse caso, o cliente solicita um horário fixo para a entrega da sua encomenda.

Geralmente possui um custo mais elevado, o que não diminui a atratividade do serviço a esse público específico. Em São Paulo existe uma lei que prevê o oferecimento dessa opção.

Como montar um menu de frete perfeito

Veja algumas dicas para compor um menu de frete ideal:

Modelo de menu de frete ideal.

​​Muitas pessoas não sabem ou não lembram o próprio CEP na hora de realizar uma compra. Assim, um bom menu de frete deve conter um campo de pesquisa de CEP para facilitar a compra do cliente.

O ideal é sempre oferecer alternativas de serviço econômicas e expressas quando houver a opção omnichannel + agendamento. Não é aconselhável oferecer mais que cinco opções no total — três são suficientes.

O menu de frete ideal deve auxiliar o cliente a se programar para o recebimento do produto. Por exemplo: é preferível utilizar uma data específica (como 20/06/2018) em vez de estipular um prazo de entrega (5 dias após aprovação do pagamento).

Um menu de frete bem estruturado deve realizar o trade-off entre as opções, facilitando assim, a tomada de decisão do cliente. Os custos e prazos então devem ser facilmente comparáveis.

E, para finalizar, é interessante nomear cada serviço de entrega com identidades genéricas — que transmitam a ideia da entrega —, sem citar nomes de transportadoras (afinal, os consumidores não conhecem).

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

 

Deixe seu comentário

0 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

O projeto E-Commerce Brasil é mantido pelas empresas:

Oferecimento:
Hospedado por: Dialhost Transmissão de Webinars: Recrutamento & Seleção: Dialhost Métricas & Analytics: MetricasBoss

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.