Melhorando o atendimento e fidelizando os clientes com e-mails transacionais

por João Paulo Arraes Quinta-feira, 19 de abril de 2018   Tempo de leitura: 4 minutos

Você, certamente, já ouviu falar em e-mails transacionais ou até mesmo já recebeu algum. Sabe quando você realiza um cadastro em determinado site, como uma loja virtual, e depois recebe um e-mail de confirmação desse cadastro? Pois é, esse é o e-mail transacional.

Bastante utilizado por e-commerces, esse tipo de comunicação pode ser enviado em muitas ocasiões, ou seja, a partir de diversas ações realizadas pelo consumidor em um empreendimento online. Podemos citar algumas, como:

  • Cadastro;
  • Boas-vindas;
  • Alteração de senha;
  • Compra realizada;
  • Pagamento efetuado;
  • Pedido que saiu para entrega;
  • Acompanhamento de pedido;
  • Pedido entregue;
  • Alteração no perfil da conta;
  • Agradecimentos;
  • Pós-venda;
  • Protocolos;
  • Abandono de carrinho;
  • Cancelamentos, etc.

São várias as situações em que os e-mails transacionais podem ser enviados, mantendo uma boa comunicação com o cliente.

Vantagens para o e-commerce

Como já citado anteriormente, os e-mails transacionais são uma ótima maneira de manter uma boa comunicação com o consumidor, possibilitando construir uma relação amigável que se inicia a partir do cadastro na loja virtual. Com esses e-mails, também é possível fazer o cliente se sentir mais seguro em finalizar uma compra.

Por não serem enviados em massa, como os e-mails marketing, são mais certeiros e não caem no spam, contribuindo para uma ótima taxa de entrega, abertura e cliques.

Ainda, com o encaminhamento de e-mails transacionais, é possível deixar os clientes mais felizes, pois recebem notificações do processo de entrega dos seus pedidos. Tudo isso proporciona um ótimo atendimento, passando mais confiança e garantindo a fidelização.

Além do mais, trabalhar boas estratégias para vender mais para o mesmo cliente (e recuperar carrinhos abandonados) também é uma ótima vantagem. Contudo, vale lembrar que é preciso elaborar os e-mails da maneira correta para garantir bons resultados.

Trabalhando da melhor forma os e-mails transacionais

Ótimas estratégias podem ser trabalhadas nos e-mails transacionais, proporcionando um excelente atendimento, fidelizando o cliente e, consequentemente, aumentando a recorrência de compra.

Para isso ocorrer é preciso dar vida ao e-mail, trazendo tudo o que o cliente precisa. Confira algumas dicas para trabalhar bem os e-mails transacionais:

  • Personalizar o e-mail para chamar a atenção do cliente e não deixar a comunicação maçante. É possível criar o template de acordo com a ação do cliente e com o segmento do e-commerce;
  • Produzir conteúdos claros, verificando se tudo está escrito corretamente e de forma bem estruturada, sem nenhum erro ou confusão;
  • Oferecer todas as informações necessárias de maneira completa e bem detalhada, para o consumidor não ficar com dúvidas;
  • Conceder um passo a passo completo para o cliente, informando como seguir com a compra ou acompanhar a entrega, por exemplo;
  • Investir em e-mails transacionais para a recuperação de carrinho. É possível mostrar as vantagens da compra para o consumidor ou como ele pode concluir a mesma;
  • Deixar em evidência no e-mail as diversas formas de relacionamento que o consumidor pode ter com a loja virtual, como redes sociais, aplicativo, telefone, e-mail, etc;
  • Elaborar e-mails divertidos, podendo mostrar a identidade da marca do e-commerce (não precisa ser sério sempre);
  • Permitir ao consumidor responder os e-mails enviados;
  • Tornar os e-mails transacionais uma ótima forma de oferecer produtos relacionados à compra ou gosto do cliente. Além, claro, de ofertar promoções vantajosas. Uma ótima ideia, é trabalhar recomendações, cross-selling, up-selling e até mesmo banners.

Erros que precisam ser evitados

Para o desempenho dos e-mails transacionais ser ainda melhor, é preciso evitar alguns erros a fim de aumentar credibilidade. São eles:

  • Enviar e-mails com anexos, pois geram muita desconfiança e podem fazer o cliente colocar como spam;
  • Abusar da quantidade de imagens no e-mail;
  • Utilizar expressões consideradas de spam, como por exemplo “Não perca”;
  • Enviar muitos e-mails aos clientes. Isso pode aborrecê-los;
  • Esquecer de utilizar call-to-action, ou seja, a chamada para alguma ação;
  • Trabalhar com uma linguagem muito comercial;
  • Deixar a marca do e-commerce com pouca evidência no e-mail;
  • Colocar um remetente que não possua relação com a loja virtual, comprometendo a credibilidade;
  • Não trabalhar o assunto de acordo com o conteúdo do e-mail para deixar claro ao consumidor sobre o que se trata.

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER