Meios de pagamento online: como acertar a estratégia no seu negócio

por Galleger Ilhe Segunda-feira, 26 de abril de 2021   Tempo de leitura: 11 minutos

Nas lojas físicas os pagamentos são feitos de forma rápida e instantânea, especialmente se o meio de pagamento utilizado for dinheiro vivo. Já para transações feitas através de cartão, a loja precisa contar com a intermediação de outras empresas.

Nas operações digitais, esse método de pagamento é um dos mais utilizados. E, além de precisarem de um agente intermediador, as lojas virtuais também devem prestar uma atenção especial aos serviços de segurança e confiabilidade.

Hoje há uma infinidade de meios de pagamento online, que se deu principalmente com o surgimento dos bancos e carteiras digitais. Por isso, é importante que as lojas virtuais disponibilizem os principais métodos para que não percam oportunidades de venda.

Contudo, as opções são tantas que é realmente um desafio saber escolher as melhores para a sua empresa. Para acertar a estratégia de venda, é preciso levar em consideração alguns pontos importantes. Veja a seguir o que você deve ter em mente antes de tomar essa decisão.

Principais meios de pagamento online

De acordo com o relatório Global Payments Report 2021, em 2020 no Brasil, 43% das vendas em comércio eletrônico foram pagas por cartão de crédito. As carteiras digitais, como PicPay, Mercado Pago e Google Pay já representam 17% das vendas no ano.

Além dos mais populares, outras possibilidades de pagamento estão à disposição do empreendedor e do consumidor. Inclusive, com o avanço da tecnologia nessa área, novos métodos estão surgindo. A exemplo do Pix, uma forma de transferência bancária instantânea que foi aprovada em 2020 pelo Banco Central e já vem sendo adotada por muitas empresas de e-commerce.

O boleto, os cartões de débito e as transferências bancárias tradicionais também são métodos utilizados no país. Por isso, continuam aparecendo como opções em muitas lojas virtuais.

Integração dos meios de pagamento para e-commerce

Antes de escolher os melhores meios de pagamento online para o seu negócio, vale entender um pouco mais sobre as formas de integração disponíveis.

Gateways

Os gateways são sistemas de integração que conectam a loja virtual diretamente à instituição financeira. Uma das vantagens desse tipo de parceria é a rapidez da operação e o controle que você terá sobre as vendas na loja.

Ao contratar um gateway, se faz necessário também admitir um sistema integrado de antifraude. Contudo, a contratação desse serviço deve ser paga por fora. O PayU, o Pagar.me e o SafetyPay são alguns exemplos de gateways que operam no mercado.

Intermediadores sub-adquirentes

Os intermediadores são empresas que facilitam o pagamento no e-commerce, oferecendo desde meios de pagamento até serviços antifraude. Porém, por redirecionar o consumidor para outra página de pagamento é interessante ter alguma interação com esse possível cliente para que ele efetive o pedido e não abandone o carrinho.

No entanto, existem algumas taxas cobradas para esse serviço. Portanto avalie se essa opção é viável para seu negócio. Essa ferramenta pode valer a pena para alguns empresários, principalmente pela sua facilidade, porém é preciso analisar as prioridades da sua Loja Virtual. Alguns dos intermediadores de pagamento mais famosos são o PayPal, PagSeguro e Moip.

Contrato direto com empresas adquirentes

Em contratos diretos com empresas, o processo tende a ser mais burocrático. Porém pode ser vantajoso para os empresários que possuem operações maiores, com alto volume de vendas.

Nessa modalidade as taxas podem ser negociadas diretamente com a empresa de pagamento. Contudo o serviço oferecido, na maioria das vezes, não irá cobrir os custos com softwares de segurança. Ou seja, a loja virtual fica responsável por proteger a sua própria operação e transmitir confiabilidade aos seus clientes. Cielo, Rede e Stone são alguns exemplos de empresas que oferecem esse tipo de serviço.

Estratégia do negócio

Na hora de optar pelos meios de pagamento online que sua loja irá oferecer, é preciso levar em consideração alguns fatores e entender como cada um pode impactar na estratégia da sua empresa.

Taxas

Considere todas as taxas e requisitos de contratação do serviço. Alguns meios de pagamento online cobram uma tarifa fixa por cada transação, outros fazem a cobrança de uma porcentagem sobre a venda.
Fique atento também aos possíveis valores cobrados na configuração da ferramenta ou no valor mínimo de vendas exigido pela empresa para processar os pagamentos.

Dependendo das condições escolhidas, verifique, inclusive, a margem de lucro que você aplica nos seus produtos atualmente. Lembre-se que boa parte das vendas terão taxas descontadas. Portanto considere todos os fatores que irão impactar o seu faturamento e utilize uma estratégia de preço condizente aos objetivos do seu negócio.

Segurança

Ao pedir o estorno de uma compra, o valor enviado à empresa é devolvido ao cliente que realizou o pedido. Porém, esse mecanismo de proteção ao consumidor pode ser usado por pessoas que agem de má fé e recorrem a essa opção para levar algum tipo de vantagem.

Por isso, é importante que a sua loja tenha um sistema antifraude. Verifique com a empresa parceira se há um custo extra para utilizar as ferramentas de segurança e se ela realiza uma análise de risco nos pedidos efetuados no seu site.

Além disso, seus clientes também precisam se sentir seguros. Analise a segurança oferecida pelos sistemas de pagamento e procure recomendações dessas ferramentas.

Se você possui um contrato com alguma empresa especializada em e-commerce, fale diretamente com o profissional da área, ele poderá te auxiliar na hora de optar pelo melhor sistema de pagamento.

Suporte

Antes de contratar uma empresa, confira como funciona o suporte ao cliente. Caso ocorra algum imprevisto ou ajuste no seu sistema de pagamento, sua loja precisa estar segura de que estes pormenores serão solucionados e não irão interferir na sua estratégia de vendas.

Por vezes, o atendimento é feito apenas via e-mail. Mas para resoluções rápidas, o chat ou telefone são fundamentais. Por isso, avalie quais são as opções disponíveis e como o parceiro se propõe a te ajudar em tais situações.

Boleto

Esse meio de pagamento online ainda é muito utilizado, especialmente porque o cliente não precisa ter uma conta bancária para efetuar uma compra por boleto.

Algumas lojas ainda oferecem uma porcentagem de desconto diferenciada para pagamentos feitos por boleto. Isso porque o recebimento é à vista e as taxas nesse meio podem ser mais baratas que no cartão de crédito, por exemplo.

Nesse sentido, tais vantagens exclusivas podem incentivar o consumidor a fazer o pedido utilizando esse método e aumentar a sua taxa de conversão. Portanto, verifique como a geração de boletos funciona no sistema que pretende contratar.

Recebimento

Outro fator importante que deve ser analisado é o prazo de repasse oferecido pelo método de pagamento. Algumas empresas podem levar até 30 dias para enviar o valor recebido em determinadas compras.

Em pagamentos parcelados, pode acontecer do repasse ser feito por completo na mesma hora ou ser enviado à medida que as parcelas forem sendo cobradas. Isso pode impactar no seu faturamento e, principalmente, no seu fluxo de caixa. Portanto, fique atento e leve em consideração todos esses fatores.

Checkout

A página de fechamento da venda é o momento crucial para a finalização do pedido. Por isso, ela precisa contar com boa usabilidade, ser intuitiva e fácil de utilizar. Além disso, é preciso oferecer navegabilidade responsiva para dispositivos móveis, como o celular.

Avalie como o sistema integrado se comporta e se atende a todos esses requisitos. Caso você opte por um intermediador, procure saber o que ele faz para evitar abandonos de carrinho e se está otimizado para o mobile.

Também vale questionar como a empresa que pretende contratar está se adaptando aos novos meios de pagamento online, tal como as carteiras digitais. Cada vez mais os consumidores estão utilizando esse meio de pagamento online e a sua loja deve estar pronta para suportar esse tipo de operação.

Gostou desse artigo? Não esqueça de avaliá-lo!
Quer fazer parte do time de articulistas do portal, tem alguma sugestão ou crítica?
Envie um e-mail para redacao@ecommercebrasil.com.br

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER