Acesso rápido

Marketing sazonal e o crescimento do e-commerce

por Fabrício Macias Quarta-feira, 17 de abril de 2019   Tempo de leitura: 5 minutos

Para o e-commerce, algumas datas no ano são estratégicas para investir em campanhas e reforçar os estoques. De acordo com especialistas, direcionar o esforço em datas sazonais que estejam ligadas diretamente ao setor de atuação, como Dia Das Mães, Dia dos Pais, Páscoa, Natal, Black Friday, Dia do Consumidor e Dia dos Namorados, contribui significativamente para impulsionar as vendas, além de atrair clientes e fortalecer a marca. Considerando os hábitos particulares de cada data-chave do ano, o marketing sazonal é uma ferramenta de grande valia para o sucesso dos negócios.

Cada vez mais os consumidores brasileiros planejam suas compras de olho nas melhores oportunidades para economizar. Segundo levantamento do Google de 2018, a expectativa é que, no primeiro semestre de 2019, eles tenham um gasto médio de R$ 500 na aquisição de produtos. Além disso, as principais lojas online do Brasil registram milhões de visitas a mais nessas datas, e os downloads de apps de varejistas também crescem significativamente.

Mas como conquistar o resultado desejado? Algumas recomendações são essenciais para a estratégia se transformar em ações efetivas que tragam grandes resultados, como o aumento das vendas e fidelização de clientes.

1 – Pensar com antecedência

Assim como o presente, campanhas focadas em datas comemorativas não podem ficar para a última hora. A maioria das empresas planeja ações para determinadas datas-chave com meses de antecedência, negociando preços e planejando a comunicação. Desta forma, fica mais fácil para se preparar para atender com eficiência à demanda no período, por meio de campanhas estruturadas, reforçando a lembrança da marca e atraindo mais consumidores.

2 – Campanha omnichannel e mobile

Campanhas que integram vendas online com as lojas físicas são uma ótima estratégia. A maioria dos consumidores prefere aproveitar os descontos no e-commerce, mas muitos deles optam por adquirir o produto na loja, influenciados pelas buscas na internet. Direcionar as ações para o mobile é essencial. Afinal, os smartphones são hoje o principal canal de comunicação com o cliente e a compra por meio dos dispositivos móveis tem se tornado cada vez mais frequente.

3 – Preço

Um fator decisivo para o consumidor durante as grandes promoções é o preço. Mas outros critérios também influenciam a compra, como o valor do frete (considerando o tempo e o custo da entrega) e a confiabilidade da loja. Por isso, o bom planejamento e a negociação prévia do valor dos produtos são tão importantes.

4 – Segmentação

Datas comemorativas são grandes geradoras de intenção de consumo, pois já estão estabelecidas como datas comerciais no calendário dos consumidores. Porém, o planejamento de marketing sazonal pode focar também em eventos específicos, de acordo com o segmento de trabalho da empresa. Farmácias, por exemplo, têm um calendário direcionado à saúde; livrarias pensam campanhas para o Dia do Livro/Leitor. São oportunidades de nicho. Para trabalhá-las é preciso segmentar a base de clientes conforme as características da campanha. Assim o impacto será efetivo, pois estimulam comportamentos de consumo específicos.

5 – Direcionamento e criatividade

O investimento em marketing sazonal é uma tendência que tem impulsionado negócios nos mais variados segmentos. Aplicar a estratégia em uma data específica também pode alavancar outros resultados do negócio, como aumentar o tráfego orgânico no site e os índices de recompra, fidelizando clientes. Um bom exemplo é o da Danny Cosméticos: o site possuía muitos novos usuários, mas pequena taxa de recompra. Para melhorar os números (utilizando a métrica de LTV), a empresa desenvolveu uma ação para o Dia do Consumidor. Tinha como objetivo esconder um produto/presente em uma das páginas do site e distribuir dicas ao longo do dia, apenas para clientes que já haviam comprado no site.

Com a ação, a loja obteve melhoras em todos os índices de mensuração do desempenho do site (tempo médio de permanência, média de páginas navegadas por sessão, redução na taxa de rejeição e aumento no número de usuários). Isso contribuiu não só para o aumento da recompra e do tráfego orgânico, como também melhorou os índices utilizados pelo Google para atribuição da Nota de Qualidade — critério utilizado para medir o valor dos lances em campanhas pagas, ou seja, quanto melhor a nota, mais barato se paga por um anúncio pago.

Em sua próxima campanha, utilize essas dicas e conquiste melhores resultados!

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

 

Deixe seu comentário

0 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.