Logística do século XXI: impactos da transformação digital

por Anderson Benetti Quarta-feira, 19 de dezembro de 2018   Tempo de leitura: 3 minutos

Em um país de dimensões continentais como o Brasil, em que a malha rodoviária é responsável pelo transporte de 75% das mercadorias que circulam no país, contar com uma logística eficiente é um grande desafio.

São, de acordo com a Confederação Nacional dos Transportes, mais de 1,6 milhão de veículos que rodam diariamente dentro de rotas previamente definidas, ligadas a planejamentos que buscam redução de custos e melhor aproveitamento de recursos.

Neste contexto, vemos uma crescente presença da tecnologia nos processos logísticos. Os impactos da transformação digital e da chamada indústria 4.0 podem ser percebidos já no formato de consumo do brasileiro.

Se antes ele precisava ir até determinada loja para realizar sua compra, atualmente pode fazê-la através não só de sites, mas inclusive via dispositivos móveis, como smartphones e tablets. Esse impacto é evidente; só no último ano as compras via dispositivos móveis cresceram 75% no país, e o e-commerce já atinge 73% dos brasileiros considerados com poder de compra.

Essa simplificação de processos, que tem alterado o comportamento de consumo, também impactou diretamente no fluxo de mercadorias e na cadeia logística. Neste ponto é importante avaliarmos como a tecnologia também já está presente na rotina de distribuição das empresas, principalmente daquelas que já percebem a importância de estar em linha com as inovações que chegam ao segmento.

Soluções de mobilidade que permitem o controle de toda a jornada, o cálculo confiável de recursos e a avaliação de melhorias constantes são alguns dos exemplos que estão em alta. Com estratégias bem avaliadas e apoiadas com dados de Business Intelligence, transportadoras e setores logísticos estão reduzindo gargalos, adotando rotas inteligentes, organizando melhor seus armazéns e diminuindo o tempo de finalização de entregas.

As empresas que perceberam essa mudança no fluxo de mercadorias e revisitaram a sua logística tiverem taxas de crescimento nas vendas e resultados acima das empresas que ainda matem formas tradicionais de fazer logística.Além disso, alcançaram outros resultados, com a fidelização do cliente, por entregar as mercadorias num menor prazo, com menor custo e na data acordada, proporcionando uma melhor experiência de compra.

Antes de investir, avalie seu patamar de gestão

É fato que já estamos vivendo a era da transformação digital e a inteligência artificial já é pauta de muitos executivos, dados os benefícios que ela pode trazer para as companhias.

Investir em soluções de roteirização, WMS, TMS e outras tecnologias é cada vez mais uma realidade. No entanto, é fundamental que antes de ingressar com estratégias para a transformação digital, a companhia faça uma avaliação da maturidade de gestão que possui.

A tecnologia é essencial, mas por si só não irá alterar a rotina empresarial. Antes de apostar em inteligência artificial, por exemplo, é importante atuar em outras questões. Muitas empresas, por exemplo, ainda não adotaram sistemas de logística como WMS e TMS, que são fundamentais para manter um nível de serviço aceitável na armazenagem, movimentação e distribuição de mercadorias.

Estes sistemas de planejamento de otimização de logística são responsáveis por planejar operações de distribuição de mercadorias com menos dependência de conhecimento das pessoas. Podemos citar os sistemas de roteirização e monitoramento de entregas como exemplos de sistemas de otimização.

Estas tecnologias de roteirização são capazes de entender as restrições de trânsito, como rodizio de placas (centro expandido de São Paulo), janela de atendimento dos destinatários, capacidade dos veículos e tempo de deslocamento dos veículos planejando as entregas para cada veículo e orientando do motorista na condução da entrega até seu destino.

Este é o primeiro passo para a transformação digital e essencial para que os setores logísticos se preparem para a adoção de novas tecnologias. Os avanços tecnológicos estão aí e cabe às empresas que ainda não se conectaram com essa mudança começarem a traçar uma estratégia de adoção de tecnologias e transformação do seu negócio para continuarem a prosperar.

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

 

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.