Afinal, por que os jovens são os mais adeptos do Pix?

por Alan Chusid Terça-feira, 13 de julho de 2021   Tempo de leitura: 5 minutos

Do lançamento desse novo meio de pagamento até os dias atuais, os jovens de 20 a 29 anos são os usuários mais adeptos do Pix. De acordo com pesquisa divulgada pela Febraban (Federação Brasileira de Bancos), quatro em cada 10 operações (38%) são efetivadas pela ferramenta por pessoas com até 29 anos. Mas afinal, quando esse contato dos jovens com o Pix começou?

Observando a mídia, percebemos que foi bem cedo, logo depois do lançamento do serviço. A febre começou quando os jovens usaram o serviço como um “aplicativo” de paquera, transferindo pequenos valores como uma indireta, usando principalmente, o número do celular como chave Pix.

Nas redes sociais onde os jovens são os mais engajados, principalmente aqueles da Geração Z, também foi observado um aumento nas campanhas para doações, engatadas pela vulnerabilidade que a pandemia gerou. O compartilhamento de chaves Pix durante divulgações em uma foto ou em 15 segundos e a possibilidade de transferir pequenos valores, expandiu o público solidário durante um período difícil, incluindo mais ainda os jovens em causas consideradas relevantes principalmente para esse grupo.

Leia também: Experiência de compras no e-commerce: os principais desafios em 2021

A disponibilidade, instantaneidade e agilidade do Pix são três pilares que sustentam a popularidade entre o público dessa faixa etária. Porém, além dos fatores apresentados pelo serviço, é importante entender os fatores sociais que também influenciam o alto uso do Pix pelos jovens.

Jovens são mais adeptos do Pix no Brasil

O público jovem tem a tendência de ser mais desbancarizado devido à baixa renda (ou a falta dela), além de muitos não terem acesso ou evitarem o cartão de crédito pela dificuldade de controle de gastos, por exemplo, e taxas que são cobradas pela anuidade. Imediatistas, eles estão em busca de facilidade quando o assunto é finanças, querem tudo para agora e, literalmente, na palma da mão.

Para os jovens, quanto menos burocracia e dores de cabeça, melhor! Com o Pix, as taxas são zeradas, não há necessidade de ir ao banco sacar dinheiro, sem espera para que o dinheiro seja liquidado e existe a liberdade de fazer pagamentos e transferências de valores menores, seja de pessoa para pessoa ou em estabelecimentos. A facilidade em entender e compreender a usabilidade de novos serviços tecnológicos também chama a atenção desse público, além de engajá-lo mais.

Outro ponto que populariza o Pix entre os jovens é a facilidade de fazer compras em plataformas de games, lojas que seus influenciadores favoritos consomem e fazem divulgação, entre outros produtos de grande influência na internet. Ou seja, estamos falando daqueles produtos que trazem status para uma foto que será postada, por isso a aprovação e entrega desse produto deve ser rápida: aprovada em segundos e entregue em poucos dias.

Os jovens e o Pix apresentam uma ligação: o público apresenta dores a serem resolvidas e o serviço de pagamento instantâneo chegou com as soluções. Os jovens querem evoluir, desconstruir e mudar o que está ao redor deles. Nada é mais tradicional ou dever sem “quadrado”, assim como os objetivos do Pix.

Com o passar dos anos, o público amadure e o Pix também. O uso desse meio de pagamento será cada vez mais ampliado entre os públicos, diversificando as faixas etárias. Por isso, é fundamental seu ou e-commerce oferecer essa opção de pagamento na hora do checkout, com uma ótima experiência para a repetição da compra com o Pix. Sem dúvidas, as vantagens serão lojistas e consumidores, além do crescimento acontecer lado a lado.

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER