Projeto mantido por:

A importância dos influenciadores para o e-commerce

por Bruno Motta Quinta-feira, 07 de abril de 2022   Tempo de leitura: 12 minutos

Embora essa não seja uma ferramenta interna do próprio Instagram, o PubliPost já é uma das maiores apostas no mercado digital, e quem afirma isso não sou eu, mas sim os próprios anunciantes.

O mercado que quer trabalhar com influenciadores de forma estruturada deve obedecer duas importantes interações: o público-alvo, com o qual quer interagir, e existem os influenciadores, que têm o público-alvo que as marcas querem impactar.

Se prestar atenção, o que a gente procura com essa ação não é vender diretamente, mas usar o poder de comunicação do influenciador, que tenha feat com seu produto e serviço, onde ele conseguirá engajar os seus seguidores, uma vez que eles também apresentam interesse no seu produto. A missão do influenciador é levar conhecimento para pessoas que tenham interesse na marca, produto ou serviço divulgado.

Existem algumas formas para trabalhar com influencers:

  • Redes de afiliados: Com o crescimento de operações no formato CPA, essa passou a ser uma grande oportunidade para trabalhar com influenciadores digitais. Redes de afiliados, no geral, têm no seu catálogo de afiliados muitas parcerias com agências de influenciadores, sendo monetizadas em vários modelos de negócios. O mais atrativo vem sendo o CPA, onde você paga o afiliado ou microinfluenciador apenas por transações realizadas. É uma grande vantagem para você escalar o ROI e não se descapitalizar no risco.
  • Agências online: Esse formato é adequado para grandes empresas com KPIs, orçamentos e entendimento claro de metas e objetivos. Com o briefing pronto, todo o trabalho é realizado em regime turnkey. A agência trabalha com uma comissão, que varia de 30% a 100% do orçamento total de publicidade que você aloca nos influencers.
  • Hubs de bloggers: Essa é uma maneira de automatizar o processo de seleção de um influenciador, analisando seu público e fazendo um acordo comercial. Aqui, em um diretório, você pode encontrar todos os influenciadores das principais redes sociais, ver o preço de um post, estatísticas e receber uma garantia de uma transação segura (quando você não transfere o dinheiro diretamente para o influenciador, mas o disponibiliza na plataforma, permitindo que o valor vá para o influencer somente quando a tarefa for concluída adequadamente, sem descumprir os prazos). Você estabelece as condições e seleciona os influenciadores, que se ajustam aos seus parâmetros e estão preparados para trabalhar em parceria com você.

Para quem está começando a entender esse mercado, ou até para se manter atualizado, vale pesquisar por influenciadores diretamente. É possível fazer isso através de hashtags, localização geográfica, usando os dados dos concorrentes, verificando seus seguidores e aqueles a quem eles seguem.

Escolha os seguidores que melhor correspondem ao retrato de seu público-alvo e identifique a temática mais abordada pelo influenciador: É arte? É esporte? Seria música ou entretenimento? Muitas vezes, é sobre boas ofertas online, oportunidades, como cupons de desconto.

Em um banco de dados de assinaturas, trabalhe especificamente com esses influenciadores. Se o público do influenciador for bastante homogêneo, são grandes as chances de os seguidores dele se tornarem seus clientes.

Tamanho do influenciador: top e micro importam?

A eficácia da publicidade na conta de um influenciador depende não apenas dos seus orçamentos e do tamanho da base de seguidores dele, mas também das tarefas em que sua marca se concentra:

  • Microinfluencers e contas com até 100 mil assinantes. Estes são mais adequados para pequenas e médias empresas. Seus seguidores não são particularmente incomodados ou prejudicados pela publicidade. Eles têm uma audiência que se envolve, que gera conversões reais (assinantes, tráfego, comentários, envolvimento). Mas vale mencionar que podem apresentar algumas desvantagens, como menor comprometimento, às vezes por conta da falta de técnica ou conhecimento mais especialista em seu trabalho com conteúdo publicitário.
  • Top influencers (celebridades, atores, cantores, personalidades da TV) com mais de 100 mil a 300 mil seguidores. Eles são mais adequados para grandes marcas e projetos de imagem, onde não há um objetivo direto de “clicar no link”. A conversão para vendas diretas provavelmente será muito baixa e o CPM será alto. O objetivo principal de colocar publicidade nesses influenciadores é obter cobertura máxima, aumentar o reconhecimento da marca, anunciar o lançamento de um novo produto ou serviço.

Análise dos resultados

Quando você começar a trabalhar com o influenciador, lembre-se de acompanhar os resultados desse trabalho e coletar sua própria base. Certifique-se de inserir todos os resultados em uma tabela, personalize-a para atender às suas necessidades. Ela deve conter os seguintes dados: apelido do influenciador, link ou captura de tela da publicação, parâmetros importantes especificamente para o seu negócio (cobertura, visualizações, tráfego, cliques, número de seguidores). E lembre-se de indicar o custo do posicionamento da publicidade para calcular quanto cada cliente/seguidor realmente lhe custou.

Publicidade inicial com influenciadores

Naturalmente, você comete erros no processo de trabalho – ninguém é perfeito. É para isso que servem os testes e as experiências. Mas para garantir que você não desperdice seu tempo e dinheiro, falaremos sobre os equívocos e os erros mais comuns, dos quais você pode se proteger desde o início, além de fornecer algumas dicas:

  • Abordagem descuidada. É quando você pensa que postar fotos e memes de gatos é suficiente e não há necessidade de se preocupar com o conteúdo, pois os assinantes se reunirão para comprar seu produto ou serviço. De fato, trabalhar com redes sociais requer uma abordagem sistemática, estratégia e planejamento, assim como em qualquer outro canal de promoção.
  • Falta de objetivos. É quando você não entende por que deseja avançar nas redes sociais, por que precisa do Instagram e por que o Instagram precisa de você.
  • Decida quais ações úteis (direcionadas) o Instagram pode trazer para sua empresa ou marca pessoal e quais benefícios seu conteúdo trará para os usuários.
  • Ausência de plano de conteúdo. É quando você não se prepara com antecedência, quando passa todos os dias procurando coisas para postar aleatoriamente. Como resultado, a postagem irregular leva a uma queda na cobertura, ao declínio das estatísticas e à perda de seu próprio estilo.

A primeira impressão é a que fica

O Instagram é uma rede social visual. Antes de tudo, as pessoas prestam atenção à imagem e só depois perguntam o que há lá dentro. Trabalhe com fotos de alta qualidade, elas vendem mais, imagens fora de foco ou pixelizadas dão a impressão de que você não se importa com o que o espectador pensa.

Você não precisa de equipamento fotográfico profissional: até mesmo os smartphones modernos tiram ótimas fotos, e há muitas aulas gratuitas sobre fotografia móvel na Internet. Luz, composição, enredo, refinamento – passe alguns dias aprendendo o básico e aprimore suas habilidades na prática. Abaixo, há alguns itens para você se atentar:

  • Excesso de venda de conteúdo. Quando o usuário vê “Compre! Compre!” em cada post, é desanimador. As pessoas procuram conteúdo útil e interessante. Se o encontrarem em sua conta, eles comprarão o que você oferece de qualquer maneira, sem postar anúncios publicamente.
  • Correr para todas as direções. Se seus recursos e orçamento são limitados, concentre-se em uma rede social, aquela em que seu público-alvo prevalece. Crie uma comunidade em uma rede social e comece a obter resultados a partir daí. Somente depois disso vale a pena tentar experimentar novos formatos e criar canais em outras plataformas.
  • Investimento em publicidade paga. É necessário direcionar. Embora o tráfego livre e o tráfego de pesquisa funcionem aqui, é improvável que eles o levem a um grande público em um curto período de tempo. Lembre-se: quanto mais você analisa campanhas publicitárias e publicidade com influenciadores, mais você as compara, menos dinheiro gasta e mais barato cada próxima ação-alvo custa.

O que nos leva ao último parágrafo

Analise tudo o que você faz, quais resultados suas ações trazem. Tire conclusões, comece de novo e tente novamente. Esse é um processo contínuo de melhoria – é a essência do desenvolvimento e, mesmo que algo não esteja funcionando para você no momento, não é o fim. Significa apenas que você ainda não testou tudo.

Leia também: Ações publicitárias com influenciadores: quais cuidados jurídicos tomar

 

Gostou desse artigo? Não esqueça de avaliá-lo!
Quer fazer parte do time de articulistas do portal, tem alguma sugestão ou crítica?
Envie um e-mail para redacao@ecommercebrasil.com.br

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER