Indicadores essenciais para você cuidar do seu e-commerce

por Josele Delazeri de Oliveira Quarta-feira, 23 de outubro de 2019   Tempo de leitura: 7 minutos

Indicadores chave de desempenho ou KPIs são ferramentas de gestão para realizar a medição — e o consequente nível de desempenho e sucesso — de uma organização ou de um determinado processo, focando no “como” e indicando quão bem os processos dessa empresa estão, permitindo que seus objetivos sejam alcançados.

imagem de um dos KPIs

Atualmente são cerca de 930 mil sites dedicados ao comércio eletrônico. O e-commerce brasileiro registrou no último ano o seu maior crescimento desde 2014, ao registrar um aumento de 37,59% no número de lojas online, de acordo com a nova edição do estudo Perfil do E-commerce Brasileiro, realizado em parceria entre PayPal e BigData Corp.

E, neste cenário, surgem muitas informações e é difícil saber o que é realmente importante acompanhar, principalmente para quem está começando neste novo cenário digital.

Agora, se você está incluído neste cenário, é importante que você controle e gerencie três indicadores que são “chave” para o sucesso do seu negócio.

Tráfego

O primeiro, e um dos mais importantes, é o tráfego. Para ter resultados e efetuar vendas, sua loja precisa ter tráfego, ou seja, número de visitantes que uma página na web recebe. Sem tráfego a sua empresa está invisível na internet. No mundo do varejo online, o tráfego é a base do sucesso da sua marca.

Taxa de conversão

O segundo indicador para você acompanhar desde o início é a taxa de conversão. Afinal, não adianta ter tráfego e não ter vendas. Isso pode indicar que o tráfego não é de qualidade e que provavelmente você está atingindo o público errado.

Em resumo, a taxa de conversão é o número de visitas da sua loja virtual dividido pelo número de conversões que, no caso do e-commerce, são as vendas. Ela é um indicador de desempenho fundamental para analisar o lucro ou o prejuízo do e-commerce, já que mede o percentual de visitantes da loja que efetuaram uma compra. A média brasileira de taxa de conversão é 1,5%, ou seja, a cada 1000 visitas, em média são realizados 15 pedidos.

E também fique atendo à taxa de conversão real, que é o indicador onde estão incluídos somente os pedidos efetivamente pagos na loja virtual. Aí a média fica em 1%, ou seja, a cada 1000 visitas, dez pedidos são realmente pagos e confirmados.

Aumentar as visitas da loja virtual é um trabalho que demanda conhecimento e dedicação, já que as técnicas de SEO exigem um tempo de maturação. É um trabalho que requer a produção de conteúdo e o processo de otimização de sites para ferramentas de busca, mas os resultados compensam todo esse esforço. Para vender mais você precisa aumentar o número de visitantes.

Diante dessa realidade, indica-se buscar um número mínimo de visitas em uma loja virtual:

  • 100 visitantes únicos por dia;
  • 3.000 visitantes únicos por mês.

Pagos X não pagos

E o terceiro indicador para manter na sua análise diária é a relação de “pedidos pagos x pedidos não pagos”.

É muito comum que até 33% de pedidos sejam não pagos. Isso representa na sua maioria boletos gerados e não pagos e pedidos negados pelo cartão de crédito.

Recomendamos buscar estratégias de manter um contato com o cliente para aumentar essa conversão, afinal quanto mais vendas melhor. Esse contato pode ser um simples email ou até uma mensagem via WhatsApp.

Aumento a todo custo?

Certamente você percebeu a importância do tráfego com o que abordamos até agora. Eu preciso investir muito para aumentar meu tráfego? A resposta é não. Vamos dar algumas dicas:

  • Programa de recomendações: 81% dos consumidores declaram que a recomendação de um amigo ou parente influencia muito suas decisões de compra.
  • Upsell: refere-se a oferecer um produto ou serviço mais completo para o cliente enquanto ele realiza alguma compra na sua página de vendas.
  • Tenha uma abordagem original para oferecer seu produto.
  • O seu site não deve levar mais do que 3 segundos para carregar. 40% das pessoas abandonam o site que leva mais de 3 segundos para abrir.
  • Prova social: significa ter boas avaliações, muitos visitantes e um bom número de depoimentos de clientes falando de forma positiva da sua experiência com o produto.
  • SEO – Otimização para mecanismos de pesquisa: a estratégia para aumentar o tráfego orgânico (não pago) ao longo do tempo.
  • Mídia social e estratégia de mídia social: a estratégia de se envolver com seu público nas plataformas de mídia social para levá-lo ao seu site.

O Google ainda faz a World Wide Web girar, gerando 60% do tráfego e 56% da receita. Segundo o Google Analytics, as mídias sociais representam 5% do tráfego e 2% da receita. Algo que falamos repetidamente, se sua empresa não for localizada no Google, ela não existe.

Lembre-se que muitos negócios têm dados ricos, mas informações pobres.

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

 

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.