Projeto mantido por:

Aumento nas tentativas de fraude reforça a importância da cibersegurança

por Marcelo Queiroz Quinta-feira, 26 de maio de 2022   Tempo de leitura: 4 minutos

Estudos lançados recentemente no mercado apresentam dados um tanto quanto importantes para o e-commerce brasileiro. Um deles, inclusive, traz informações sobre as tentativas de fraude no Brasil durante o primeiro trimestre de 2022. E é justamente sobre ele que trouxe algumas análises para o artigo de hoje.

Veja uma análise de um estudo recente sobre as tentativas de fraude no Brasil e como ter mais segurança no seu e-commerce.

Analisando os números

Bom, os estudos apontam que o primeiro trimestre de 2022 foi marcado pelo aumento no número de tentativas de fraude. Ao todo, o e-commerce brasileiro sofreu quase 785 mil tentativas de fraudes apenas nos primeiros três meses do ano, um aumento de 23,6% em relação ao mesmo período de 2021. No ano passado, foram registrados 635 mil pedidos potencialmente fraudulentos.

O fato de as tentativas de fraude terem aumentado nesse nível está ligado diretamente ao maior fluxo de usuários no varejo eletrônico. Afinal, é natural que, com um número elevado de pessoas começando a utilizar mais esse meio de compras e novos players entrando no mercado, os estelionatários tentem explorar essa inexperiência para aplicar golpes.

Para a construção do material que li, especificamente, foi analisado um total de 39 milhões de pedidos.

Por dentro dos produtos mais fraudados

Quando a conversa gira em torno das categorias de produtos mais fraudados, não temos surpresas. Assim como em outros estudos do mesmo período em outros anos, os celulares continuaram como líderes no ranking de categorias com mais tentativas de fraude, com 7,1% do total de vendas. Na sequência, estão eletrônicos (7%), informática (5,4%), ar condicionado (4,8%) e itens automotivos (4,7%).

Se analisarmos estudos anuais, entre eles o de 2021, o celular se mantém já faz um tempo como o número um, principalmente por ser um item de maior liquidez e facilidade de revenda.

Análise por região

Ao analisarmos os números por localização, a pesquisa mostra que pelo terceiro ano seguido, considerando os balanços entre janeiro e março, a região Norte é a que tem, em números proporcionais, a maior quantidade de tentativas de fraude. Nela, 3,5% dos pedidos no e-commerce são tentativas de fraude contra 2,7% no Nordeste, 2,4% no Centro Oeste, 1,9% no Sudeste e 1,1% na região Sul. No primeiro trimestre de 2021, 4,2% dos pedidos na região Norte foram tentativas de fraude.

Contrapartida ao aumento nas tentativas de fraude

O mesmo estudo apresenta que o número das tentativas de fraude representou apenas 2% em relação ao total de transações realizadas, o que mostra que a maturidade no quesito segurança digital está maior, tanto das pessoas que realizam as compras quanto das empresas envolvidas no processo de vendas.

Para fechar, gostaria de ressaltar que nós, como agentes diretamente envolvidos na proteção aos golpes digitais, precisamos reforçar a importância de buscar informações sobre prevenção à fraude, tanto por parte das empresas quanto dos consumidores, para assim construirmos um ecossistema que dificulte cada vez mais a ação dos golpistas e seja mais seguro para todos.

Leia também: Como oferecer um ambiente seguro aos clientes?

Gostou desse artigo? Não esqueça de avaliá-lo!
Quer fazer parte do time de articulistas do portal, tem alguma sugestão ou crítica?
Envie um e-mail para redacao@ecommercebrasil.com.br

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER