Confira um guia para a Black Friday 2021

por Thiago Sarraf Segunda-feira, 12 de julho de 2021   Tempo de leitura: 6 minutos

O ano de 2020 foi uma constante Black Friday, no qual observamos vendas e faturamentos recordes desde abril e maio. Apesar da continuidade da pandemia, 2021 veio com um crescimento mais acostumado à nova realidade, então, o que podemos esperar da Black Friday deste ano?

E como os lojistas podem se preparar para esta data de grandes vendas? Vou dar algumas dicas para te ajudar a fazer uma boa venda na Black Friday 2021.

Imagem de uma pessoa olhando para a tela com computador, cuja imagem são as palavras Black Friday
A Black Friday está se estabelecendo no Brasil como uma data para aproveitar as compras e estimular o comércio.

Diferenças para a Black Friday 2021

Podemos esperar uma Black Friday não tão aquecida como foi 2020.

Afinal, 2020 foi um ano anormal para todos os setores. Porém, podemos esperar sim um crescimento significativo nesta data de grande venda.

Muito provavelmente não veremos os mesmos 25% do ano anterior. Contudo, um crescimento de dois dígitos é minimamente esperado. Apesar do grande crescimento do e-commerce anteriormente, o varejo online ainda possui muito espaço para crescer e muitos consumidores para conquistar.

Assim como aconteceu na Black Friday anterior, podemos apostar em auto presentes em 2021. Além disso as pessoas continuam no home office, por isso buscam por conforto e bem-estar dentro de casa ainda devem estar em alta.

A Black Friday também é a data oportunidade que os consumidores compram os produtos desejados durante o ano todo e aproveitam as promoções e ofertas.

Como fazer boas vendas na Black Friday

A Black Friday está se estabelecendo em território brasileiro como uma data para aproveitar as compras e estimular o comércio.

Recompra

O e-commerce pode aproveitar este período para oferecer promoções e ofertas que atraiam público para depois estimular a recompra. Ou seja, a Black Friday é uma data de oportunidades para investir em marketing e fazer a captura de novos consumidores, para que eventualmente voltem a comprar em seu e-commerce.

Dessa forma, além das grandes oportunidades que são dispostas nesta data, é preciso que sua loja esteja preparada para oferecer boas experiências ao consumidor, para que estimule a recompra futura.

Lojas que oferecem bons preços e boas condições, mas pecam em questões como atendimento, entrega, entre outros, acabam fazendo vendas pontuais. Ou seja, não contribuem para fidelizar o consumidor.

Estoque bem planejado

Uma boa cobertura de estoque pode ser a diferença entre vender bem e vender muito bem. Afinal, o consumidor não quer receber a oferta de um produto que já não está mais em estoque. Muito menos fazer a compra do produto para depois receber uma mensagem da loja que este acabou.

Ao “apostar” em determinados produtos para a Black Friday, tenha certeza de haver uma boa cobertura de estoque, para que haja quantidades suficientes para fazer muitas vendas. Porém, não adianta fazer a compra de enormes quantidades de todos os produtos, e depois acabar com mercadoria parada no estoque.

Mercadoria parada é perda de dinheiro. Portanto, planeje bem e faça os cálculos dos produtos das curvas A, B e C do seu negócio para entender em qual produto apostar para a Black.

Também é preciso pensar que logo após a Black Friday vem o Natal, com menos de 1 mês de diferença. E a não ser que sua loja seja o fabricante, não conte com compras de última hora no fornecedor.

Liquidar estoque

As datas comemorativas são oportunidades para o comércio eletrônico. Afinal, além de estimularem as vendas, são chances de liquidar o estoque de mercadorias que ficou parado na loja.

São oportunidades para os produtos das curvas B e C terem maior saída a partir de preços melhores, condições de pagamento, brindes ou kits.

Aproveite a Black Friday para renovar o estoque da loja, vender os produtos “encalhados” e fazer o fluxo de caixa girar. No entanto, cuidado para não apenas empurrar os produtos de menor saída para os consumidores. Estes produtos possuem menor saída por algum motivo — e investir as verbas de marketing pesada nos produtos da curva B e C pode não ser uma estratégia inteligente e que rende resultados ao fim do mês.

Não é apenas sobre descontos

Errado é pensar que as vendas da Black Friday ou de qualquer outra data comemorativa são apenas os preços baixos.

Claro que é o motivo principal pela popularidade da data, porém, é preciso lembrar e pensar quem são os consumidores do seu e-commerce e quem são os novos consumidores que sua loja deseja conquistar.

Mesmo porque uma loja pequena lutar em base de preço com lojas de porte muito maior chega a ser injusto.

A Black Friday é sobre oportunidades. Sejam elas de preço, de condições de pagamento, de frete grátis ou de brindes.

Portanto, ao invés de tentar brigar apenas no preço final do produto, experimente estratégias diferentes como condições comerciais melhores ou mesmo brindes. A Black Friday provavelmente será uma data de auto presente. Dessa forma, oportunidades que não envolvem apenas o valor do produto funcionam muito bem para a data.

Não está muito cedo para falarmos de Black Friday. Aliás, e-commerces que fazem boas vendas nesse período já começam o planejamento no ano anterior. É entender os produtos chefe da sua loja, planejar as campanhas de marketing e já começar a negociar estoque e produtos com os fornecedores.

Por isso, incorpore as dicas desse breve guia para a Black Friday 2021 e venda mais todos os dias.

Gostou desse artigo? Não esqueça de avaliá-lo!
Quer fazer parte do time de articulistas do portal, tem alguma sugestão ou crítica?
Envie um e-mail para redacao@ecommercebrasil.com.br

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER