Guia de mídias sociais para e-commerce – Parte 1

por Rodrigo Carvalho Marinho Quarta-feira, 04 de setembro de 2019   Tempo de leitura: 10 minutos

Antes de falarmos especificamente sobre mídias sociais para e-commerce, é preciso compreender que não há conteúdo para qualquer projeto que seja, que deva atuar separadamente. Para os melhores resultados, as boas práticas de marketing de conteúdo pressupõem que todo o conteúdo do seu projeto deva ser integrado, com ideias cuja organização sejam complementares, coordenadas ou subordinadas. Quanto mais integrado é o seu conteúdo, maior serão os seus resultados.

É preciso integrar os conteúdos de blog, texto fixo do site (como descrições de produtos e conteúdo institucional), redes sociais, e-books, e-mails marketing, etc. Todos os canais podem ser referenciados ou participantes de uma só campanha.

Todo o conteúdo deve seguir um padrão que faça o seu negócio ser compreendido pelo público: ter uma linguagem clara e atraente e uma forma de comunicação bem própria. O conteúdo, independentemente do canal, deve seguir alguns critérios, como relevância para o usuário, atração, otimização, qualidade, exclusividade, personalização e frequência.

Dito isso, você compreenderá que, quando falamos de conteúdo para redes sociais para e-commerce, entende-se que há um esforço anterior e que as mídias sociais são apenas uma etapa do seu projeto.

Mídias sociais e lojas virtuais

Qual a relação do seu e-commerce com as redes sociais? Esta é a primeira pergunta que todo gestor de loja virtual deve fazer na hora de planejar os seus resultados.

Se fazer negócios pela internet, através do e-commerce, é a essência do seu projeto, é preciso considerar outro território digital com potencial de vendas e divulgação para a sua empresa. Hoje, as empresas se dividem entre aquelas que possuem presença digital nas redes sociais e aquelas que tiram o máximo de proveito destas mídias. Já nem se concebe mais, até mesmo para a loja física, não estar presente junto ao público através das redes sociais.

O brasileiro está conectado à internet nove horas e 29 minutos por dia

(fonte: HootSuite – We Are Social pesquisa de janeiro de 2019)

Ao longo dos anos, as redes sociais aperfeiçoaram as suas ferramentas, disponibilizando inclusive recursos para a venda direta e indireta através de suas plataformas. Uma dica seria em enxergar as redes sociais como um canal, um complemento, do seu e-commerce. As redes sociais servem como um recurso de marketing, para expandir a sua marca e propagar as ideias, produtos e serviços do seu e-commerce; divulgar campanhas, promoções e fidelizar clientes.

Como as redes sociais são imensas comunidades de pessoas, as marcas, que também são um conjunto de pessoas, devem também se humanizar e interagirem com o público, no mesmo nível, adotando recursos comunicativos próprios para este meio.

Como ter resultados em redes sociais?

As redes sociais trazem muitas vantagens para o seu e-commerce. Em primeiro lugar, a expansão da presença digital, não apenas entre o seu público, mas também para outros usuários que a princípio não consumiriam a sua marca.

Outra vantagem são os custos: em mídias tradicionais – como as impressas e a televisão, o valor é exorbitante, a comunicação é dispersiva e os retornos difíceis de serem mensurados.

Já nas redes sociais, é possível fazer uma campanha de baixo custo, com anúncios diários (ou mais de uma vez ao dia), com maior controle e mensuração de resultados e com segmentação mais assertiva, para aquelas pessoas que realmente desejam receber o seu conteúdo.

Recursos

Além disso, há recursos gratuitos ou muito acessíveis a qualquer orçamento, que podem remeter o cliente diretamente ao seu e-commerce ou página do seu produto, bastando um clique. O mesmo anúncio é curtido ou comentado por pessoas diversas, que alavancam relevância. É possível ainda interagir com o público nesta mesma ação.

Outro benefício é trazer ao seu e-commerce autoridade. Para isso, é preciso que você invista em um conteúdo rico e com diferentes mídias – textos, posts, vídeos, etc. A qualidade do conteúdo na rede social remete à autoridade que a marca possui. E outra vantagem é utilizar as ações das redes sociais como forma de educar o seu público quanto aos produtos e serviços que ele ainda não conhece de fato.

As redes sociais para a sua loja online servem ainda como meio de fidelização de clientes, uma tarefa difícil para qualquer marca. Uma dica é você interagir com o público diretamente, diariamente, o mais rápido possível.

A atenção é o ativo mais valioso que você pode ter

Ganhe atenção das pessoas, gerando conteúdo e agregando valor e consequentemente o retorno virá.

Investir por estratégia, segmentar e expandir a marca, desenvolver conteúdo de qualidade nas plataformas digitais, conteúdo criado para atrair e educar, fidelização em foco, utilização de diferentes formatos para diferentes pessoas, personalização e frequência adequada.

Redes sociais para e-commerce: qual usar?

É importante que o empreendedor conheça a princípio todas as redes sociais, a sua função no universo digital, os seus recursos (pagos e gratuitos), quem são os seus usuários, qual o seu layout, etc. Antes de escolher ou aprofundar as suas pesquisas sobre o que usar neste universo, conheça o que há a disposição.

Considere rever quem é o seu público e como o seu cliente age nestas redes sociais: aqui você precisa cruzar as informações que sabe sobre os seus clientes e usuários e sobre as redes sociais as quais estudou. Descubra que tipo de mídia impacta mais o seu público (anúncios, anúncios interativos, vídeos, etc.), que linguagem prefere (mais formal, totalmente informal, etc.), se utiliza os recursos inbox ou prefere outros canais, quanto tempo fica nas redes e quais as suas preferidas, qual o horário que geralmente acessa, etc. É um trabalho demorado e especializado, caso não queira contratar uma agência.

Segundo o relatório We are social 2019, em parceira com a Hootsuite, as mais utilizadas redes sociais no Brasil atualmente são respectivamente Youtube, Facebook, WhatsApp (quer é um aplicativo mensageiro, mas que cada mais se torna uma comunidade), Instagram, Messenger, Twiter, LinkedIn e Pinterest.

Público

Os gestores de e-commerce geralmente escolhem as redes sociais conforme o seu público (estar aonde o público está) e também por seus recursos. Por exemplo, se você utiliza fotos para divulgar produtos de grande impacto visual, o Facebook e o Instagram serão mais efetivos que o Twitter, por exemplo. Se possui produtos e serviços voltados às empresas ou profissionais, considere na sua estratégia o LinkedIn.

Saber qual redes sociais utilizar é uma das dúvidas mais comuns dos gestores de lojas virtuais. Como disse, comece por uma pesquisa exaustiva sobre o seu público e sobre as redes e seus recursos. Depois, é preciso haver alinhamento com as suas estratégias de negócio e com os demais conteúdos da sua empresa. Não adianta gastar tempo estando em todas elas se o seu público está apenas no Facebook e no Instagram, por exemplo.

É muito comum os empreendedores que possuem e-commerce escolherem o Instagram, o Facebook e o Youtube. Cada uma destas redes sociais possui recursos próprios e regras de configuração e propagação das informações – novamente ressalto a importância de pesquisar.

Integração

Para integração com redes sociais, o Facebook possui recursos muito úteis – como como fotos e vídeos, criar anúncios segmentados e ainda montar uma vitrine da sua loja.

Com o Youtube, você pode criar tutoriais de produtos, fazer divulgações interativas, fazer FAQs, mostrar bastidores da empresa e muito mais. Como a maior parte das pessoas é visual (são impactadas através deste sentido), o Youtube pode ser uma ferramenta poderosa. Além disso, você pode embedar os vídeos em seu blog ou site e em outras redes sociais.

Já o Instagram é a rede social que mais cresce. É 100% visual. Possui vários recursos para anúncios segmentados, interação com o público, canais de atendimento, etc. Se o seu produto tem apelo visual, vale a pena apostar nesta mídia.

Há recursos para gerenciar o seu conteúdo e as estratégias de redes sociais em diferentes mídias. São plataformas pagas ou com recursos gratuitos em que é possível ter um controle total do gerenciamento, na reação do público e dos seus retornos.

Conteúdo atraente para redes sociais

  • Utilidade explícita para o usuário.
  • Clareza, coerência e coesão.
  • Personalização da marca e linguagem e padronização em relação a outros canais.
  • Qualidade: de escrita, de imagens de vídeos.
  • Otimização – utilizar os recursos que cada plataforma oferecem e fazer links dinâmicos com seu site e outros conteúdos.
  • Segmentação – fale diretamente com o seu público-alvo. Utilize os recursos de segmentação de cada rede social.
  • Integração de toda a sua estrutura digital.
  • Planejamento de campanhas e ações – crie os resultados, não espere que eles cheguem ou caiam do céu.
  • Planejamento de recorrência, ou seja, da frequência e continuidade.
  • Interação – utilize as mídias sociais para se aproximar do público e não para ações massivas. Lembre-se que a marca, uma vez inserida, se torna parte de uma comunidade e deve interagir como um usuário.
  • Regra de 80/20 – como as redes sociais são uma comunidade, utilize 80% do conteúdo para interagir, dar dicas e oferecer conteúdo útil; e 20% apenas anunciando um produto ou serviço. O seu engajamento será maior.
  • Planejamento de pauta – Crie um planejamento de pauta com assunto bem diversificados e alinhados com o seu planejamento estratégico.
  • Oferecer canais de contato.
  • Personalização de imagens e outras ações com logotipo e estilo da marca.
  • Estratégia de publicação.
  • Entre outros.

Semana que vem, eu volto com a continuação deste artigo e você saberá mais sobre o Guia de Mídias Sociais para E-Commerce. Fique ligado!

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

 

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.