Os desafios do empreendedorismo online

por Sidney Zynger Quarta-feira, 20 de novembro de 2019   Tempo de leitura: 7 minutos

Nos últimos anos, empreender se tornou mais acessível e mais fácil. Também devido à necessidade de novos formatos de trabalho, o brasileiro tirou do papel as ideias em que pensa, cada vez mais, ser dono do próprio negócio. No meio online, a ideia de empreender através do e-commerce tem atraído muitas pessoas. Além disso, consolida carreiras e negócios, tanto quanto fideliza os consumidores.

O mercado se abriu para o universo online. Sendo assim, tornou a compra e a venda muito mais dinâmicas e fáceis. Porém, o e-commerce também gera novos desafios a estes empreendedores, pois eles precisam desbravar caminhos e também conhecer o perfil do consumidor, que se transforma com grande rapidez.

Entre os meses de maio e agosto de 2019, o Sebrae realizou uma pesquisa que traçou o perfil e as maiores dificuldades dos empresários de micro e pequenas empresas brasileiras. Mais da metade (52%) dos entrevistados querem investir em gestão e controle financeiro. Ou seja, a principal dificuldade dos donos de empresas de pequeno porte ainda é saber gerir o negócio e conquistar novos clientes.

Os empreendedores do e-commerce

Ainda ressaltando dados da pesquisa do Sebrae, 44% dos entrevistados afirmaram não saber usar as redes sociais para divulgar seu negócio. Em muitos casos de e-commerce, isso implica em menor divulgação e menor fluxo de visitas e vendas efetivas.

Outro dado que impressiona é que metade (50%) desses empreendedores estão no negócio sem ter experiência anterior. Dessa forma, o que por vezes pode ser visto como uma oportunidade também é interpretado como falta de preparo e informação.

A possibilidade de trabalhar com um negócio virtual torna as pequenas e médias empresas (PMEs) mais competitivas. Já que elas, integradas aos grandes marketplaces, podem atingir ótimos resultados. Até 2018, as PMEs eram responsáveis por 53,4% do PIB gerado no setor de comércio, de acordo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Das dificuldades mais comuns para o fechamento dos negócios deste porte no Brasil, estão também as dificuldades em pagar as altas taxas tributárias. Entre outras dificuldades identificadas pela pesquisa, apareceram o custo de mão de obra e a inadimplência. Além disso, mostram dificuldade em conseguir novos clientes e controlar ou gerenciar o dinheiro da empresa.

As vantagens de automatizar a gestão

Para muitos empresários de negócios de pequeno porte, a ideia de contratar um sistema de gestão ERP pode parecer muito distante, ou muito cara. Porém, esse tipo de ferramenta tem se tornado cada vez mais acessível.

Os planos de assinatura suprem as necessidades e automatizam grande parte dos processos manuais, como controle de caixa, emissão de notas fiscais e controle de estoque. Tudo de maneira interligada, evitando erros de lançamentos manuais.

A pesquisa do Sebrae também apontou que 70% dos empreendedores têm no negócio a única fonte de renda. Sendo assim, torna-se evidente que a gestão financeira é fator crucial para que a empresa continue a existir.

Ou seja, um sistema de gestão é um grande aliado na hora de gerir o negócio. Pois ela faz com que os processos fiquem mais simplificados e intuitivos.

Organização interna

Para quem trabalha no e-commerce, automatizar é uma regra fundamental, já que toda a operação depende de uma boa organização interna. Entre as principais vantagens, está a manutenção dos seus cadastros atualizados. Assim, acompanha-se as vendas, as entradas e saídas do caixa, o controle de estoque e a organização logística.

Outro destaque são as possibilidades de integração através de canais variados via marketplaces. Quanto maior for o acesso ao mercado, maior será o relacionamento com os clientes e as chances de apresentar valores, vantagens e atributos relevantes do seu produto ou serviço. Quem empreende no meio virtual precisa saber que é fundamental ter uma linguagem omnichannel. Isso torna possível a integração o perfil de consumidor atual ao seu negócio.

Um sistema de gestão também acaba, por consequência, reduzindo custos da operação como um todo. Desde a otimização de materiais e compras — através do controle de custos — até a diminuição da necessidade de contratação de mão de obra, pois parte do trabalho manual passa a ser automatizado.

Gestão no investimento online

Os desafios de empreender online são grandes e o sistemas de gestão têm por missão facilitar a vida e o trabalho do empreendedor. Principalmente no e-commerce, no qual as novidades e os desafios são inúmeros todos os dias. Com uma gestão organizada, é possível ter mais tempo para pensar no negócio de forma criativa. Sempre vise o cliente que busca, cada vez mais, comodidade, qualidade e agilidade no processo de compra.

O ambiente de negócios online é muito dinâmico e se modificou bastante nos últimos anos. O consumidor do nosso tempo utiliza cada vez mais essa forma de comprar.

É por isso que o empreendedor online tem em mãos uma ferramenta cheia de possibilidades, sempre que bem administrada. O auxílio de um sistema de gestão é indispensável para integrar os setores, automatizar os processos e desburocratizar os trabalhos.


Gostou desse artigo? Não esqueça de avaliá-lo!

Quer fazer parte do time de articulistas do portal, tem alguma sugestão ou crítica? Envie um e-mail para redacao@ecommercebrasil.com.br

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

 

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.