Uma nova forma de pagamento no e-commerce já é realidade

por Rafael Rosales Silveira Segunda-feira, 04 de novembro de 2019   Tempo de leitura: 7 minutos

O e-commerce brasileiro continua surpreendendo a cada mês com seu ritmo intenso de crescimento e potencial de mercado. É um produto que já faz parte da realidade cotidiana da população. Em 2018, todas as principais datas comemorativas — Dia das Mães, Dia dos Pais, Dia das Crianças, Black Friday e Natal — apresentaram crescimento em relação ao volume de pedidos, quando comparadas ao ano anterior.

Para muitos lojistas, a Black Friday ainda é a data mais importante do ano. Porém, a estratégia de Black Week vem sendo adotada e surpreendendo positivamente com os ótimos resultados. Entretanto, essa alta adesão à compra online comprova que a demanda no comércio eletrônico brasileiro ainda não está totalmente atendida.

Observa-se que tanto o número de pedidos quanto o ticket médio gasto se encontram em crescimento. Isso demonstra que a confiança e a liberdade dos consumidores nas compras online vem crescendo, visto que parte deles está comprando através deste canal pela primeira vez. E, ao que aprece, a experiência obtida ultrapassa as expectativas.

As lojas virtuais seguem investindo em tecnologia como uma maneira de atender os clientes em diferentes canais de venda, melhorar a experiência de compra e aumentar a conversão das vendas. Além disso, e não menos importante, elas vêm otimizando a prevenção às fraudes, que são mais frequentes no comércio eletrônico, diferentemente do mundo físico, no qual esse problema vem sendo solucionado de forma eficaz.

Dispositivos móveis x conversão

No último ano, segundo a ABComm, 33% das vendas efetuadas no mercado eletrônico foram feitas a partir de um smartphone. Esse valor reforça a confiança adquirida pelos consumidores e indica para os lojistas a necessidade de continuar os investimentos nos computadores, mas focar também na venda via dispositivos móveis.

Um dos objetivos desse investimento em tecnologia, além de atender à demanda dos canais de preferência dos consumidores, é melhorar o valor médio de conversão, visto que o aumento da participação dos dispositivos móveis faz com que a média da conversão apresente uma queda.

Entre os principais objetivos de 2019 para as empresas que possuem operação online destaca-se a estruturação de novas abordagens para smartphones, como experiência de navegação, apresentação dos resultados em uma tela reduzida e processo para conclusão da compra.

Transação garantida com uma nova forma de pagamento

Uma das grandes dificuldades de quem opera no mundo online é a vulnerabilidade às fraudes. Esse mercado é um grande atrativo para os mal-intencionados, e todo comerciante precisa ter seu e-commerce blindado.

Para evitar os altos índices de fraudes, os lojistas online recorrem às ferramentas de antifraude do mercado que atualmente possuem inteligência suficiente para barrar tentativas suspeitas antes de a transação ser aprovada. Isso porque, no modelo atual, em caso de fraude, quem fica responsável pelo valor da compra é o lojista.

Pensando nisso, as empresas do segmento vêm trabalhando em soluções para oferecer aos lojistas alternativas de prevenção à fraude, como novas formas de pagamento que eliminam a responsabilidade do lojista em casos de não reconhecimento da compra por parte do portador.

Recentemente, apresentamos uma solução de pagamento via QR Code, o chamado chargeback, que já se encontra presente no mundo físico e agora chega ao mundo online removendo o risco da transação do lojista.

Por meio da sua plataforma QR Code™ Pay, um código bidimensional específico (QR Code) é gerado em cada transação no e-commerce e, para fazer o pagamento, o consumidor realiza a leitura com a câmera do celular via aplicativo de carteira digital.

Uma vez que a transação é aprovada, a responsabilidade passa para o autenticador do cartão de crédito nas carteiras digitais. Dessa forma, o lojista não arca mais com o custo de uma compra fraudulenta, e toda transação via QR Code Pay passa a ser garantida e segura.

Conclusão

É necessário realizar um desenvolvimento muito simples e, uma vez integrado a solução, não terá custos adicionais em sua operação. Para o consumidor, basta ele ter um cartão de crédito cadastrado em uma carteira digital parceira: Cielo ID, Banco Original, Bradesco e Pic Pay, e selecionar a forma de pagamento por QR Code. A vantagem é que ele não precisa digitar toda vez os dados do cartão no momento da compra, tornando assim o processo mais fluido, seguro e sem atrito.

Este ano promete ter muitas novidades e lançamentos tecnológicos para o e-commerce brasileiro. Essas inovações visam não só a atender às expectativas para todas as partes envolvidas no ecossistema online, mas também oferecer uma experiência de compra mais completa e fluida para lojistas e consumidores.

Leia também: Open Banking: saiba como as novas regras do BACEN podem beneficiar seu e-commerce


Gostou desse artigo? Não esqueça de avaliá-lo!
Quer fazer parte do time de articulistas do portal, tem alguma sugestão ou crítica? Envie um e-mail para redacao@ecommercebrasil.com.br

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

 

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.